Ultras do Atlético

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Julho de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


A Associação Independente Ultras do Atlético, ou Ultras 1992 (sigla: U92), é uma Ultra do Clube Atlético Paranaense, sendo a mesma a primeira desse gênero no Brasil, fundada em 1992 [carece de fontes?]. Seu símbolo é um escorpião. O principal lema da torcida é: " Não é Brincadeira, até a Ultras da porrada na Caveira ".

História[editar | editar código-fonte]

A Ultras do Atlético foi fundada no dia 18 de setembro de 1992, por Marcelo Lopes (Rato), Jean Claude Lima e Maurício Simões. A origem do nome, ultras, provém da Europa, onde é sinônimo de torcida organizada. A estréia oficial ocorreu em um Atletiba, no Estádio Couto Pereira, com a presença de 16 integrantes.


Foi a primeira torcida a utilizar faixas verticais em estádios do Brasil. Em 2003, após um período afastada das arquibancadas devido a um incidente com outra organizada do Atlético no final de 2000, a Ultras retomou suas atividades. Dispõe de uma faixa de 45 metros, com as letras todas bordadas em tecido na cor prata, uma bateria completa, bandeiras novas, outras faixas e uniformes (camisetas, regatas e bonés).Atualmente,na mídia muitas notícias vem sendo publicadas sobre brigas entre torcedores da U92 e da Torcida Os Fanáticos,o que envolve uma questão de rivalidade entre torcidas do mesmo time.

Caravanas[editar | editar código-fonte]

A torcida já esteve presente nas principais cidades brasileiras como: Porto Alegre/RS, São Paulo/SP, Santos/SP, Belo Horizonte/MG, Rio de Janeiro/RJ, Florianópolis/SC, Salvador/BA, Maceió/AL, Recife/PE, São Luis/MA, Campinas/SP, Criciuma/SC, Caxias do Sul/RS, Goiânia/ GO, Londrina/PR, Erechim/RS, e até mesmo no exterior: Buenos Aires/Argentina, Cidade do México/México, Assunção/Paraguai, Montevidéu/Uruguai e Lima/Peru. A maior caravana que a torcida realizou, foi em 2005 para a cidade de Porto Alegre/RS, pela final da Taça Libertadores da América, aonde foram levados 19 ônibus no jogo contra o São Paulo Futebol Clube.

Ultras do Atlético, Arena da Baixada, 2007.

Reuniões[editar | editar código-fonte]

A torcida utiliza o conceito de se encontrar em "pub" próprio antes do jogo, a Ultras 1992 se concentra sempre no Bar do Porto (esquina da Rua Brasílio Itiberê com a Rua Brigadeiro Franco, próximo à Arena da Baixada) nesse local eventualmente se realiza reuniões (geralmente aos sábados as 16 horas) e confraternizações antes das partidas (Ensáios da bateria & venda de materiais).

Dentro da Arena da baixada, a torcida se concentra sempre no Setor Buenos Aires inferior, Setor 100 e 101.

Torcidas aliadas[editar | editar código-fonte]

No passado, a Ultras manteve alianças com algumas torcidas do Brasil. No entanto, após a sua volta a ativa, em 2003, a diretoria decidiu que não manteria contato com mais nenhuma torcida, pois esse conceito pode atrair conflitos internos e externos. Sendo assim, a Ultras atualmente não possui nenhuma facção como aliada. Porém, possui amizades com algumas torcidas, tais como a Sangue Colorado, do Vila Nova Futebol Clube.

Comandos[editar | editar código-fonte]

  • UZS (Ultras Zona Sul)
  • UZN (Ultras Zona Norte)
  • UZC (Ultras Zona Central)
  • FFU (Força Feminina Ultras)

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Torcida é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.