Uma Noite no Rio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Uma Noite no Rio
That Night in Rio
 Estados Unidos
1941 • cor • 91 min 
Direção Irving Cummings
Roteiro Peça:
Rudolph Lothar
Hans Adler
Adaptação:
Jessie Ernst
Filme:
George Seaton
Bess Meredyth
Hal Long
Elenco Don Ameche
Alice Faye
Carmen Miranda
Género comédia, musical
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Uma Noite no Rio[1] [2] (That Night in Rio) é um filme de comédia musical dirigido por Irving Cummings e protagonizada por Don Ameche, Alice Faye e Carmen Miranda.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Um artista, Martin, (Don Ameche), para sustentar uma farsa, representa um rico aristocrata, o Barão Manuel Duarte (ele mesmo) em uma de suas apresentações. O que os dois não sabem é que eles se parecem muito e quando a esposa do Barão (Alice Faye) pede para que Martin continue se apresentando como seu marido. A partir de então, surgem complicações para ambos os lados.

Elenco[editar | editar código-fonte]

* Don Ameche - Larry Martin/ Barão Manuel Duarte

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Dave Kehr escreveu para o jornal Chicago Reader que "o Technicolor e Carmen Miranda são as principais atrações deste musical da Fox."[3]

"Embelezado com produção abundante, um brilhante Technicolor, e várias canções melodiosas, o filme é entretenimento de pico (...) Mas é a tempestuosa Miranda que realmente rouba a cena a partir da primeira seqüência." analisa a revista Variety.[4]

Bosley Crowther para o jornal The New York Times, disse "Apesar dos seus ritmos latinos quentes ea presença de Carmen Miranda no elenco That Night in Rio se afasta um pouco da formula de comédia musical, o que inevitavelmente sacrifica a originalidade (...) não é um passo na direção certa."[5]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Músicas escritas por Harry Warren e Mack Gordon:

Música escrita por Jararaca e Vicente de Paiva:

  • "Mama Yo Quiero (Mamãe Eu Quero)"

Música escrita por Roberto Martins:

  • "Cai-Cai" - interpretada por Carmen Miranda

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Referências

  1. EWALD FILHO, Rubens. Os Filmes de Hoje na TV. São Paulo: Global Editora, 1975. p. 139
  2. Escultura de Carmen Miranda no Rio Diário de Notícias, jornal português (11/2/2009). Visitado em 06/04/2012.
  3. Dave Kehr. Film Search: That Night in Rio Chicago Reader. Visitado em 12 de Março de 2014.
  4. Review: ‘That Night in Rio’ Variety. Visitado em 12 de Março de 2014.
  5. Bosley Crowther (10 de março de 1941). MOVIE REVIEW: 'That Night in Rio', a Colorful Musical, With Alice Faye, Carmen Miranda and Don Ameche, Opens at the Roxy -- 'The Mad Emperor' at the 55th St. The New York Times. Visitado em 12 de Março de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]