Uncle Tom's Cabin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gravura de Harriet Beecher Stowe de 1872, de um quadro a óleo pintado por Alonzo Chappel.

Uncle Tom's Cabin (em português: A cabana do Pai Tomás) é um livro da escritora estadunidense Harriet Beecher Stowe.

A cabana do Pai Tomás, apresenta, de forma romanceada, o conflito vivido entre os escravos norte-americanos e os ricos proprietários de terras no sul dos Estados Unidos, mostrando quão infame era a escravidão. A cabana do Pai Tomás é uma história de fé, coragem, determinação, perseverança e luta pela liberdade.

Harriet Beecher Stowe, que conheceu de perto a realidade do cenário que narra, passa ao leitor um sentimento de revolta e indignação ao apresentar detalhadamente o comércio "legal" de seres humanos e a forma brutal e selvagem com que os senhores tratavam os negros a fim de obterem mais lucros em suas propriedades. Este registro literário contribuiu intensamente para a abolição da escravatura. Basta observar que, dois anos depois de seu lançamento, surgiu o Partido Republicano, que abraçou a causa abolicionista. A autora chegou até mesmo a merecer do presidente norte-americano, Abraham Lincoln, esta consideração: "Foi a senhora que, com seu livro, causou essa grande guerra" (a guerra entre os estados). Clássico da literatura mundial que merece ser conhecido por sua contundente denúncia da escravatura norte-americana.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Uncle Tom's Cabin
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.