Universidade Camilo Castelo Branco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Unicastelo)
Ir para: navegação, pesquisa
Unicastelo
Universidade Camilo Castelo Branco
Fundação 1989
Reitor(a) Gilberto Luiz Moraes Selber
Página oficial Site oficial da Unicastelo
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Unicastelo é uma instituição de Ensino Superior cuja história remonta ao agitado ano de 1968 quando estudantes de todo o mundo se manifestavam por transformações na educação e na sociedade. Foi no ano da Primavera de Praga, das Barricadas de Paris e da Batalha da Maria Antonia que nasceu a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. De lá para cá, a Unicastelo mantém conexão permanente com os avanços contínuos do ensino mundial, o que se expressa em seu Plano de Desenvolvimento Institucional para o período de 2006-2015.

Nesses mais de 40 anos dedicados à Educação Superior, a Unicastelo já graduou mais de 30 mil alunos em seus três campi e atendeu a milhares de pessoas nos diversos Projetos de Extensão que mantém. A instituição busca a democratização do acesso ao universo acadêmico, bem como a formação profissional em padrões de qualidade elevados, entre outros preceitos que permitem oferecer ensino avançado, necessário para preparar profissionais competentes e éticos para o mercado de trabalho. Em 2005 a Unicastelo passou por problemas financeiros, demitindo mais de 1.300 empregados do seu campus em Itaquera.[1] A Unicastelo é uma instituição de Ensino Superior cuja história remonta ao agitado ano de 1968 quando estudantes de todo o mundo se manifestavam por transformações na educação e na sociedade. Foi no ano da Primavera de Praga, das Barricadas de Paris e da Batalha da Maria Antonia que nasceu a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. De lá para cá, a Unicastelo mantém conexão permanente com os avanços contínuos do ensino mundial, o que se expressa em seu Plano de Desenvolvimento Institucional para o período de 2006-2015.

Nesses mais de 40 anos dedicados à Educação Superior, a Unicastelo já graduou mais de 30 mil alunos em seus três campi e atendeu a milhares de pessoas nos diversos Projetos de Extensão que mantém. A instituição busca a democratização do acesso ao universo acadêmico, bem como a formação profissional em padrões de qualidade elevados, entre outros preceitos que permitem oferecer ensino avançado, necessário para preparar profissionais competentes e éticos para o mercado de trabalho. Partindo dos cursos pioneiros dos anos 60 e 70, Pedagogia, Letras e Estudos Sociais, a Unicastelo acolhe, hoje, no campus-sede de São Paulo, dezenas de cursos conectados com suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, articulados na produção e na difusão do conhecimento, bem como no incremento das economias regional e nacional. O campus de Fernandópolis oferece cursos de graduação que contribuem para o fomento econômico e social da região. O mesmo se dá no campus de Descalvado, inaugurado em 2000, que dispõe de cursos voltados à qualidade da formação profissional e ao desenvolvimento das comunidades locais.

Os alicerces pedagógicos da Unicastelo estão cimentados em trajetória iniciada no Ensino Básico em 1964 com o Liceu Camilo Castelo Branco. Hoje, a Unicastelo transpira códigos da modernidade e agrega valores contemporâneos suficientes para respaldar e enriquecer currículos de alunos e professores.

No decurso de sua saga educacional, a universidade consolidou, em 1971, a criação da faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e Administração de Empresas e de Educação Física. O curso de Administração de Empresas nasceu um ano depois. Os primeiros cursos, autorizados em 1971, foram reconhecidos ao longo de 1974 e o de Administração de Empresas, em 1975. A expansão da oferta de cursos cresceu de tal forma que, no fim dos anos 80, a instituição já contava com 24 cursos de graduação. Não à toa, em 1989, conquistou o credenciamento como universidade por meio da Portaria 374 do Ministério da Educação.

Em maio de 2005, a Unicastelo instituiu nova Diretoria desencadeando, a partir de então, o processo de adequação da universidade ao Decreto Ponte, publicado no Diário Oficial da União em 10/05/06. Em 2006, realizou a primeira reunião de seus Conselhos Superiores Consun (Conselho Universitário) e Consepe (Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão), órgãos colegiados integrantes da administração superior da universidade, cujo efetivo funcionamento atende às reais disposições estatutárias da universidade, seu PPI (Projeto Pedagógico Institucional) e seu PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional), obrigatórios, pela legislação vigente, para o credenciamento de qualquer instituição de ensino junto ao Ministério da Educação e instrumentos vitais para o ordenamento e crescimento da Universidade.

Finalmente, registre-se que a Unicastelo foi a primeira universidade do país a protocolar essa documentação regulamentar, já ajustada às novas exigências do MEC. De fato, em seu processo de ajuste regulamentar, institui, desde logo, a Comissão Própria de Avaliação e estatuto atualizado que, além das políticas de ensino, traz plano inovador de carreira docente. É importante que a identidade da Unicastelo seja fortalecida e compartilhada entre todos os membros de sua comunidade para que o orgulho acadêmico não se limite ao resgate de momentos significativos da história, mas encontre estímulo nos mecanismos permanentes de construção da memória universitária para o futuro. Não se trata de substituir a tradição, mas de inventar um presente fundamentado na simbiose entre teoria e prática.[2]

MEC Em 2010 saiu a listagem com O Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC) - indicador de qualidade de instituições de educação superior, que analisa a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação. A Unicastelo obteve o 319º lugar, ficando a frente de universidades conceituadas como UNIP em 322º, PUC Minas em 338º e UNIBAN em 457º. [3]

Em 2010, durante o trote estudantil, calouros da unidade de Fernandópolis foram obrigados a fumar, tirar as roupas íntimas, pedir dinheiro em semáforos e até beber álcool combustível.[4] [5]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.