Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Univercidade)
Ir para: navegação, pesquisa
UniverCidade
Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro
Lema À Frente do Seu Tempo
Tipo de instituição Privada, Filantrópica
Graduação 11,231 -2012
Reitor(a) Ronald Levinsohn
Estado RJ
Página oficial www.univercidade.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

O Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro (UniverCidade) foi uma instituição de ensino superior. Sediado na cidade do Rio de Janeiro, foi um centro universitário fundado em 1969 e mantido pela Associação Educacional São Paulo Apóstolo, entidade filantrópica controlada por Ronald Levinsohn. Dispunha de cursos de graduação nas áreas de humanas, exatas e biológicas, e programas de pós-graduação lato sensu. Foi a terceira maior universidade privada do Rio de Janeiro e contava com 35 mil alunos.

Segundo Alberto Dines, o Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro (UniverCidade) foi usado para lavagem de dinheiro, encobrindo a origem ilícita da fortuna do empresário Ronald Levinsohn, ex-controlador da UniverCidade.[1]

Ronald Levinsohn foi reitor do Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro (UniverCidade), que com a Universidade Iguaçu (UNIG) e a Universidade Candido Mendes (UCAM) foram citadas no pedido de instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) para apurar denúncias gestões fraudulentas, enriquecimento ilícito, desvios de recursos públicos, lavagem de dinheiro, precarização das relações de trabalho, assédio moral, repressão às representantes de professores, alunos e servidores, criação de monopólios, deterioração da qualidade de ensino, entre outros.[2]

Segundo a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), as principais denúncias contidas no relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) são atrasos e falta de pagamentos aos funcionários, assim como do imposto sindical, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS); no ensino à distância, suspeita de fraude e venda de diplomas e ausência de regulamentação por parte da Câmara dos Deputados; grupos estrangeiros e sociedades anônimas comandando as universidades privadas no Rio de Janeiro; irregularidades em relatórios financeiros; sistemas de bolsas, como o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) e o Programa Universidade para Todos (Prouni), conferidos a instituições com conceitos baixos pela avaliação do Ministério da Educação; aumento abusivo das mensalidades; e convênios com prefeituras sem licitações públicas.[3]

Em janeiro de 2011, foi noticiado que a UniverCidade perderia sua autonomia administrativa no curso de Direito, devido a consecutivos resultados insatisfatórios nas avaliações do Enade, que se refletiram no Índice Geral de Cursos (IGC). Sendo assim, a instituição não pôde mais expandir vagas. A UniverCidade recebeu, por três anos seguidos, conceitos inferiores a 3 no IGC no referido curso.[4]

Sua principal unidade localizava-se no bairro de Ipanema. Além dessa, possuía outras unidades como Centro, Freguesia (Jacarepaguá), Madureira, Praça Seca, Rio das Pedras, Taquara, Campo Grande e Meier.

Em 2011, o Grupo Educacional Galileo, controlada pelo pastor Adenor Gonçalves dos Santos, comprou a UniverCidade e a Universidade Gama Filho. Os problemas se agravaram imediatamente, pois o grupo, além de ter recente fundação, não possuía nenhuma experiência com a área educacional, conduzindo as duas universidades à bancarrota. Professores foram demitidos, os outros ficaram sem pagamento durante meses, o que os levou ao estado de greve por duas vezes. As unidades da UniverCidade foram vendidas para tentar arcar os prejuízos e, no início de 2014, a rede havia sido reduzida a três unidades.

Em 13 de janeiro de 2014, devido aos problemas financeiros e à crise de gestão, o Ministério da Educação (MEC) decidiu descredenciar a UniverCidade.[5]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre instituições de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.