Universidade Católica do Sagrado Coração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parte externa da universidade em Milão

A Universidade Católica do Sagrado Coração (em italiano, Università Cattolica del Sacro Cuore, UCSC) é uma universidade privada italiana fundada em 1921, com sede central em Milão e campi em Brescia, Piacenza e Cremona, Roma e Campobasso.[1]

É a maior universidade não estatal da Europa[2] e a universidade católica do mundo, em número de inscritos.[3] Em 2006/2007, contava com 36.294 estudantes e 4.160 docentes. Para a UCSC foi concedido cinco estrelas pelo sistema de classificação internacional das universidades, QS World University Rankings, nas seguintes áreas: empregabilidade, ensino, instalações e engajamento.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Parte bombardeada da Universidade em 1943

O projeto embrionário de uma universidade católica foi criada 1870. Em setembro de 1918, quando a Primeira Guerra Mundial estava terminando, Giuseppe Toniolo, antes de morrer, recomendou ao Padre Agostino Gemelli e sua equipe para criar a Universidade com as seguintes palavras: "Eu não vejo o fim da guerra, mas, quando ele for concluído, faça isso, faça a Università Cattolica".[5]

Reitor[editar | editar código-fonte]

O Magnifico Rettore é o mais alto cargo nesta instituição, eleito a cada 4 anos pelo conselho de administração. O papel do reitor é representar a Universidade, convocar e presidir o conselho de administração, a comissão de gestão, o senado acadêmico e a diretoria da Policlínica Gemelli.[6]

Código de ética[editar | editar código-fonte]

Em 1 de novembro de 2011 foi introduzido o código de ética. Este documento contém os valores que caracterizam a Universidade e as regras de conduta. Cada aluno deve assinar o código antes de se matricular.[7]

Associações de estudantes[editar | editar código-fonte]

Nos cinco campi, há uma série de associações de estudantes. Eles organizam atividades culturais e publicam várias revistas que são distribuídas gratuitamente dentro da universidade. As associações também são ativos tanto em questões relativas a UCSC, tanto em questões sociais.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Università Cattolica Del Sacro Cuore - Italy StudyPortals. Página visitada em 23 de julho de 2012.
  2. La Cattolica: I numeri (em italiano) Università Cattolica del Sacro Cuore. Página visitada em 23 de julho de 2012.
  3. Relazione letta dal Rettore Magnifico Prof. Lorenzo Ornaghi per l'inaugurazione dell'A.A. 2003-2004 (em italian) Università Cattolica del Sacro Cuore (5 de novembro de 2003). Cópia arquivada em 9 de agosto de 2011.
  4. Università Cattolica del Sacro Cuore QS World University Rankings (2013). Página visitada em 17 de maio de 2013.
  5. Istituto Toniolo — I fondatori (em italiano) Istituto Giuseppe Toniolo di Studi Superiori. Página visitada em 23 de julho de 2012.
  6. Università Cattolica del Sacro Cuore - UCSC: The Rector Università Cattolica del Sacro Cuore. Página visitada em 23 de julho de 2012.
  7. Codice etico dell'Università Cattolica del Sacro Cuore (em italian) Università Cattolica del Sacro Cuore.
  8. Associazioni (em italiano) Università Cattolica del Sacro Cuore.

Leitura de apoio[editar | editar código-fonte]

  • Gemelli, Agostino. Vita e pensiero. Milano: AA.VV., 1979.
  • AA.VV., "Francesco Olgiati nel centenario della nascita" in Vita e Pensiero, Milano 1986.
  • AA.VV., "L'Università Cattolica a 75 anni dalla fondazione. Riflessioni sul passato e prospettive per il futuro" in Vita e Pensiero, Milano 1998.
  • AA.VV., "Per una storia dell'Università Cattolica del Sacro Cuore. Settantacinque anni di vita nella Chiesa e nella società italiana" in Vita e Pensiero, Milano 1997.
  • AA.VV., Uomini e fatti dell'Università Cattolica, Antenore, Padova 1984.
  • AA.VV., "Vita e Pensiero 1914-1964", Vita e Pensiero, Milano 1966.
  • G. Ambrosio, "L'avventura entusiasmante dell'università Cattolica" in Vita e Pensiero, Milano 2006.
  • A. Barelli, La sorella maggiore racconta, Edizioni OR, Milano 1948.
  • P. Bondioli, "L'Università Cattolica in Italia dalle origini al 1929" in Vita e Pensiero, Milano 1929.
  • T. Cesana, Fra Agostino Gemelli. Dalla nascita alla professione religiosa (1878-1904), Edizioni Biblioteca Francescana 1978.
  • A. Caloja, Francesco Vito, Rusconi, Milano 1998.
  • G. Cosmacini, Gemelli. Il Machiavelli di Dio, Rizzoli, Milano 1985.
  • G. Dalla Torre, "La grande meta. L'Università Cattolica nei voti e nell'opera dei cattolici italiani" in Vita e Pensiero, Milano 1945.
  • C. Leonardi, F. Franceschini (1906-1938): scritti, documenti, comunicazioni, testimonianze, Ed. Dehoniane, Bologna 1986.
  • L. Mangoni, "L'Università Cattolica. Una risposta della cultura cattolica alla laicizzazione dell'insegnamento superiore" in AA.VV., Storia d'Italia, Annali, IX, a cura di G. Chittolini, G. Miccoli, Einaudi, Torino 1986.
  • A. Oberti, Giuseppe Lazzati. Testimone libero e impareggiabile maestro, AVE, Roma 1999.
  • A. Oberti, Giuseppe Lazzati. Tappe e tracce di una vita, AVE, Roma 2000.
  • F. Olgiati, Vico Necchi. "Un maestro di fede e di vita" in Vita e Pensiero, Milano 1952.
  • F. Olgiati, L'Università Cattolica del Sacro Cuore, I, Vita e Pensiero, Milano 1955.
  • E. Preto (a cura di), "Bibliografia di Padre Agostino Gemelli" in Vita e Pensiero, Milano 1981.
  • E. Preziosi (a cura di) Largo Gemelli, 1. "Studenti, docenti e amici raccontano l'Università Cattolica" in Vita e Pensiero, Milano 2003
  • E. Severino, Il mio scontro con la chiesa, Milano, Rizzoli, 2001.
  • M. Sticco, Padre Gemelli. Appunti per la biografia di un uomo difficile, Edizioni OR, Milano 1974.
  • W. Willinghton, A. Grasso, Italian Students 2008.2009, Dreams Creek, Milano e New York 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.