Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Unilab
Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Fundação 20 de julho de 2010
Tipo de instituição Pública Federal
Reitor(a) Nilma Lino Gomes
Vice-reitor(a) Fenando Afonso Ferreira Junior
Estado Bandeira do Ceará.svgCeará
Página oficial www.unilab.edu.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) é uma instituição de ensino superior pública sediada na cidade de Redenção, Ceará, Brasil.[1] A cidade de Redenção foi escolhida por ser a primeira cidade a abolir a escravidão no Brasil.

O projeto de lei de sua criação foi enviado ao Congresso Nacional brasileiro em 20 de agosto de 2008 [2] . A Comissão de Implantação da Unilab foi empossada pelo Ministro da Educação Fernando Haddad em 14 de Outubro de 2008, presidida pelo Professor Paulo Speller, ex-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

A Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados [3] aprovou em 13 de março de 2009 o Projeto de Lei 3891/08, do Executivo, criando a Unilab, com o objetivo de formar recursos humanos para desenvolver a integração entre o Brasil e os demais países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), especialmente os africanos.

Os cursos da Unilab serão ministrados preferencialmente em áreas de interesse mútuo do Brasil e dos demais países da CPLP, com ênfase em temas que envolvam formação de professores, desenvolvimento agrário, processos de gestão e saúde pública, entre outros.

A Unilab será voltada aos países da África, sobretudo aos PALOP, mas inclui também Timor-Leste e Macau. Seu projeto político-pedagógico pretende ser ousado assim como o da Unila e o da Uniam, visando a integração internacional.

Segundo o professor Paulo Speller, presidente da Comissão de Implantação da Unilab. "No primeiro ano (2010), a Universidade terá 350 alunos, oriundos do Brasil e de outros países de língua portuguesa, como Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Timor-Leste."[4]

Outro campus da UNILAB está em implantação em São Francisco do Conde, na Bahia, com prédio já construído e funcionará com convênios de cooperação técnica com os futuros campus de Camaçari da UFBA e de Feira de Santana da UFRB.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]