Universidade Federal de São João del-Rei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
UFSJ
Universidade Federal de São João del-Rei
Logo ufsj.gif
Fundação criada em 28 de dezembro de 1986 e instalada em 21 de abril de 1987
Tipo de instituição Pública Federal
Total de estudantes em torno de 13.000
Graduação em torno de 12.000
Pós-graduação em torno de 450
Reitor(a) Valéria Heloísa Kemp
Vice-reitor(a) Sérgio Augusto Araújo Gama Cerqueira
Sede Brasao sao joao del rei.png São João del-Rei (Campus Santo Antônio) (sede)
Campi Brasao sao joao del rei.png São João del-Rei (Campus Dom Bosco)
Brasao sao joao del rei.png São João del-Rei (Campus Tancredo Neves)
Brasão de divinopolis.svg Divinópolis (Campus Centro-Oeste "Dona Lindu")
Brasaoourobranco.gif Ouro Branco (Campus Alto Paraopeba)
Brasaosetelagoas.gif Sete Lagoas (Campus Sete Lagoas)
Estado Minas Gerais
Página oficial http://www.ufsj.edu.br
UFSJ-SJDR.jpg
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) é uma instituição federal de ensino superior sediada na cidade de São João del-Rei, com unidades educacionais em Ouro Branco, Divinópolis e Sete Lagoas, todas localizadas no estado de Minas Gerais, Brasil.

A instituição[editar | editar código-fonte]

Instituída pela Lei 7.555 de 28 de dezembro de 1986, a Fundação de Ensino Superior de São João del-Rei - FUNREI - foi o resultado da reunião e federalização de duas instituições: Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras até então mantida pela Inspetoria de São João Bosco; e a Fundação Municipal de São João del-Rei, mantenedora da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis - FACEAC - e da Faculdade de Engenharia Industrial - FAEIN. As 3 faculdades citadas permaneceram até a aprovação do novo estatuto e regimento da FUNREI, que instituiu uma estrutura departamental. Em 19 de abril de 2002, a FUNREI foi transformada em Universidade (Lei 10.425), passando a chamar-se Universidade Federal de São João del-Rei, utilizando a sigla eleita pela comunidade acadêmica UFSJ.

Unidades[editar | editar código-fonte]

Campus Tancredo Neves

A UFSJ é uma instituição multissede formada por 6 unidades educacionais, um Centro Cultural e um prédio histórico:

Campus Alto Paraopeba[editar | editar código-fonte]

O Campus Alto Paraopeba (CAP) começou suas atividades em 2008 e possui atividades de ensino, pesquisa e extensão e oferta dos cursos de Engenharia de Bioprocessos, Engenharia Civil, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Química e Engenharia de Telecomunicações.

O (CAP) está localizado na divisa entre as cidades de Congonhas e Ouro Branco e distante apenas 90 quilômetros de Belo Horizonte, Minas Gerais. Além destas cidades, a região do Alto Paraopeba abrange as cidades de Conselheiro Lafaiete, Entre Rios de Minas, São Brás do Suaçuí, Belo Vale e Jeceaba, sendo um dos mais importantes pólos minero-metalúrgicos do país.

Campus Centro-Oeste "Dona Lindu"[editar | editar código-fonte]

No Campus Centro Oeste Dona Lindu (CCO), situado no município de Divinópolis, Minas Gerais, funciona o Centro de Ciências da Saúde, com atividades de ensino, pesquisa e extensão e oferta dos cursos de Bioquímica, Medicina, Enfermagem e Farmácia.

O (CCO) foi criado pela resolução do Conselho Universitário nº 026, de 3 de agosto de 2007. O Campus conta atualmente com 1.149 alunos de graduação, 63 alunos de pós-graduação, 128 professores efetivos e 09 substitutos e 45 técnicos administrativos.

O Campus ocupa uma área de 15.000 m2, com 05 prédios já finalizados, conta com ampla biblioteca, anfiteatro, área de convivência, restaurante e estacionamentos.

Campus Dom Bosco[editar | editar código-fonte]

Neste campus funcionou a Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras e o extinto Colégio São João. Funciona aqui a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Campus Santo Antônio[editar | editar código-fonte]

Neste campus funcionou a Fundação Municipal de São João del-Rei e o Ginásio de Santo Antônio. Também está instalada a Reitoria e as Pró-reitorias (com exceção das pró-reitorias de Extensão e Assuntos Comunitários & Pesquisa e Pós-Graduação).

Outras unidades educacionais[editar | editar código-fonte]

  • Sete Lagoas: iniciou atividades em 2009.
  • Tancredo Neves: iniciou atividades em 2004.

Ensino[editar | editar código-fonte]

Graduação[editar | editar código-fonte]

Campus Dom Bosco

Campus Santo Antônio

Campus Tancredo Neves

Campus Alto Paraopeba

Campus Centro-Oeste "Dona Lindu"

Campus Sete Lagoas

Programas de Pós Graduação[editar | editar código-fonte]

Campus Alto Paraopeba

  • Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável - Mestrado
Campus Dom Bosco

Campus Santo Antônio

Campus Sete Lagoas e Campus Tancredo Neves

Campus Centro-Oeste "Dona Lindu"

  • Mestrado e Doutorado em Bioquímica e Biologia Molecular
  • Mestrado em Biotecnologia
  • Mestrado em Ciências da Saúde
  • Mestrado em Ciências Farmacêuticas
  • Mestrado em Enfermagem
  • Residência em Enfermagem
  • Residência Multiprofissional em Saúde do Adolescente

Extensão[editar | editar código-fonte]

Centro Cultural[editar | editar código-fonte]

O casarão chamado "Solar da Baronesa" foi adquirido pela UFSJ em junho de 1995, abrigando a Diretoria Executiva por um tempo. Posteriormente foi pensado para abrigar um centro cultural que iniciou suas atividades em 28 de abril de 2000. As exposições se revezam constantemente.

Fortim dos Emboabas[editar | editar código-fonte]

Foi doado pelo seu antigo proprietário à UFSJ em 2009, porém aguarda fim do trâmite do inventário familiar para passagem oficial à Instituição.

Inverno Cultural[editar | editar código-fonte]

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) realiza anualmente, na segunda quinzena do mês de julho o Inverno Cultural. Trata-se de um programa de extensão que a Universidade realiza, sem interrupções, desde 1988, por meio de oficinas, exposições, shows e seminários nas mais variadas linguagens da cultura e da arte.

O evento tem sido sinônimo de revitalização, promoção e incentivo às variadas formas de manifestações artístico-culturais, tornando-se, desde os primeiros anos, referência para o campo da cultura em geral. Mantendo seu formato original, o Inverno Cultural adquiriu, a partir de sua 18ª edição, nova dimensão: realização de atividades em 21 municípios dos Circuitos Turísticos “Trilha dos Inconfidentes” e “Villas e Fazendas”, ambos integrantes da Estrada Real; adquiriu também visibilidade em âmbito nacional, tanto em mídia impressa quanto audiovisual. Além disso, passou a eleger a cada ano uma personalidade ou obra a ser homenageada.

Temas e tributos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]