Universidade Federal do Amapá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UNIFAP
Universidade Federal do Amapá
Unifaplogo.png
Lema "Na pátria do Cruzeiro do Sul, no meio do mundo, a estrela do conhecimento brilha"[1]
Fundação Como NEM: 1970 (45 anos);
Como UNIFAP: 2 de março de 1990 (24 anos)
Tipo de instituição Pública, Federal
Mantenedora Coat of arms of Brazil.svg Ministério da Educação[2]
Orçamento anual R$ 59,506 milhões (2011)[3]
Total de estudantes 6.036[4]
Reitor(a) Eliane Superti
Vice-reitor(a) Adelma Barros
Sede Brasão de Macapá.svg Macapá
Campi Laranjal do Jari
Oiapoque
Santana
Mazagão
Estado Brasao amapa.jpg Amapá
Página oficial www.unifap.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) é uma instituição de ensino superior pública federal, localizada no estado do Amapá. Sediada na cidade de Macapá, foi criada pelo Decreto nº 98.997, de 2 de março de 1990, publicado no Diário Oficial da União nº 43, de 5 de março de 1990, e tem como atribuições a promoção de cursos de graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão. Seus campi localizam-se nas cidades de Laranjal do Jari, Santana, Oiapoque (campus binacional em parceria com a Guiana Francesa),[5] Mazagão e Tartarugalzinho (em construção).

Histórico[editar | editar código-fonte]

A estrutura precursora da UNIFAP veio com a montagem em 1970[6] do "Núcleo de Educação em Macapá" (NEM), ligado a Universidade do Pará (atual UFPA).[7] No NEM passou a ser oferecido cerca de 500 vagas de licenciatura de curta duração no campo do Magistério,[8] no intuito de reverter o atraso de pessoal nesse sentido na região do Território Federal do Amapá, e formar um quadro permanente e qualificado, eminentemente regional.

Com a iminente elevação do Território Federal do Amapá em uma unidade federativa plena, passou-se a discutir seriamente a necessidade de construção de uma universidade autônoma na região do Amapá. Tal proposta culminou na elaboração da Lei Federal nº 7.530, de 29 de agosto de 1986 que criou a UNIFAP, tornando-se vigente através do Decreto nº 98.997, de 2 de março de 1990, publicado no Diário Oficial da União nº 43, de 5 de março de 1990. O NEM permaneceu em atividade até 1992, quando suas estruturas foram reaproveitadas para formar a recém-criada UNIFAP.[9] [10]

Cursos[editar | editar código-fonte]

  • a) Licenciatura Plena em Artes Visuais (Portaria Ministerial nº. 459 de 24 de maio de 2007;
  • b) Bacharelado em Ciências Ambientais (Resolução. CONSU nº. 8 de 23 de maio de 2008;
  • c) Bacharelado em Ciências Biológicas (Portaria Ministerial nº. 376 de 3 de maio de 2007;
  • d) Licenciatura Plena em Ciências Biológicas (Portaria Ministerial nº. 896 de 21 de julho de 2010;
  • e) Bacharelado em Ciências Farmacêuticas (Resolução CONSU nº. 21 de 23 de novembro de 2007;
  • f) Bacharelado em Ciências Sociais (Portaria Ministerial nº. 897 de 22 de julho de 2010;
  • g) Bacharelado em Comunicação Social, Habilitação em Jornalismo (Resolução CONSU nº. 21/2010);
  • h) Bacharelado em Direito (Portaria Ministerial nº. 1014 de 2 de outubro de 1996;
  • i) Licenciatura Plena em Educação Física (Resolução CONSU nº. 5 de 30 de maio de 2005;
  • j) Bacharelado em Enfermagem (Portaria Ministerial nº. 775 de 7 de novembro de 2008;
  • k) Licenciatura Plena em Física (Portaria Ministerial nº. 508 de 15 de julho de 2008;
  • l) Bacharelado em Geografia (Portaria Ministerial nº. 1400 de 23 de dezembro de 1996;
  • m) Licenciatura Plena em Geografia (Portaria Ministerial nº. 1400 de 23 de dezembro de 1996;
  • n) Bacharelado em História (Portaria Ministerial nº. 1482 de 6 de dezembro de 1995;
  • o) Licenciatura Plena em História (Portaria Ministerial nº. 1482 de 6 de dezembro de 1995;
  • p) Licenciatura Plena em Língua Portuguesa – Língua Inglesa com respectivas Literaturas (Portaria Ministerial nº. 4327 de 22 de dezembro de 2004;
  • q) Licenciatura Plena em Língua Portuguesa e Língua Francesa com respectivas Literaturas (Portaria Ministerial nº. 4327 de 22 de dezembro de 2004;
  • r) Licenciatura Plena em Matemática (Portaria Ministerial nº. 1483 de 6 de dezembro de 1995;
  • s) Bacharelado em Medicina (Resolução CONSU nº. 19/2007 de 30 de outubro de 2007;
  • t) Licenciatura Plena em Pedagogia (Portaria Ministerial nº. 4327 de 22 de dezembro de 2004;
  • u) Bacharelado em Relações Internacionais (Resolução CONSU nº. 18/2010);
  • v) Bacharelado em Secretariado Executivo (Portaria Ministerial nº. 260 de 27 de março de 2007;
  • x) Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo (Portaria Ministerial nº 820 de 4 de março de 2011;
  • y) Bacharelado em Engenharia Elétrica (Resolução CONSU nº. 6 de 21 de maio de 2008.


Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.