Universidade do Estado da Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde agosto de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
UNEB
Universidade do Estado da Bahia
Brasão da UNEB.png
Lema Hominem augere (para o aperfeiçoamento do homem)
Fundação 1983
Tipo de instituição Pública
Graduação (2003)
Pós-graduação (2003)
Reitor(a) José Bites de Carvalho
Vice-reitor(a) Carla Liane Nascimento
Estado Bahia
Afiliações CRUB, RENEX e ABRUEM
Página oficial www.uneb.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade do Estado da Bahia (UNEB)[1] é a maior instituição pública de ensino superior das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, com seus principais campi sediados nos bairros do Cabula, e do Imbuí na cidade de Salvador, capital da Bahia, mas presente, geograficamente, em todas as regiões do Estado, estruturada no sistema multicampi[2] .[3]

História[editar | editar código-fonte]

A Universidade do Estado da Bahia (UNEB), maior instituição pública de ensino superior da Bahia, fundada em 1983 e mantida pelo Governo do Estado por intermédio da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEEBA), está presente geograficamente em todas as regiões do Estado, estruturada no sistema multicampi.

A capilaridade de sua estrutura e abrangência de suas atividades está diretamente relacionada à missão social que desempenha. A UNEB possui 29 Departamentos instalados em 24 campi: um sediado na capital do estado, onde se localiza a administração central da instituição, e os demais distribuídos em 23 importantes municípios baianos de porte médio e grande.

Atualmente, a universidade disponibiliza mais de 150 opções de cursos e habilitações nas modalidades presencial e de educação a distância (EaD)[4] , nos níveis de graduação e pós-graduação, oferecidos nos 29 Departamentos. Vale destacar, nessa seara, o expressivo crescimento na oferta de cursos stricto sensu (mestrados e doutorados) nos últimos anos, em Salvador  e outras cidades, promovendo a interiorização da pós-graduação pública, gratuita e de qualidade.

Além dos Campi, a UNEB está presente na quase totalidade dos 417 municípios do estado, por intermédio de programas e ações extensionistas em convênio com organizações públicas e privadas, que beneficiam milhões de cidadãos baianos, a maioria pertencente a segmentos social e economicamente desfavorecidos e excluídos. Alfabetização e capacitação de jovens e adultos em situação de risco social; educação em assentamentos da reforma agrária e em comunidades indígenas e quilombolas; projetos de inclusão e valorização voltados para pessoas deficientes, da terceira idade, GLBT, entre outros, são algumas das iniciativas que aproximam a universidade da sociedade.

A UNEB desenvolve também importantes pesquisas em todas as regiões em que atua. Alguns projetos trazem a marca da vanguarda acadêmica, a exemplo dos trabalhos nas áreas de robótica e de jogos eletrônicos pedagógicos, com os quais já conquistou premiações e o reconhecimento nacional e internacional. O corpo discente da instituição é estimulado a participar das pesquisas por meio de programas de iniciação científica e de concessão de bolsas de monitoria.

Com o apoio de sua comunidade acadêmica, dos muitos parceiros e da sociedade, a UNEB reafirma, a cada dia, seu compromisso de continuar trilhando o caminho que alia a excelência acadêmica à sua missão social, contribuindo, assim, para o desenvolvimento socioeducacional e econômico da Bahia e do país.[5]

A UNEB foi criada pela Lei Delegada 66/83, que substituiu a Superintendência de Ensino Superior da Bahia (SESEB), que compreendia o Centro de Educação Técnica da Bahia (CETEBA), a Faculdade de Agronomia do Médio São Francisco (FAMESF), a Faculdade de Formação de Professores de Alagoinhas (FFPA), a Faculdade de Formação de Professores de Jacobina (FFPJ), a Faculdade de Formação de Professores de Santo Antônio de Jesus (FFPSA), a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caetité (FFCLC) e a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Juazeiro (FFCLJ).

Ranking QS (2012)[editar | editar código-fonte]

A UNEB lidera entre as estaduais do Norte, Nordeste e Centro-Oeste[6] e, é a melhor instituição de ensino superior (IES) estadual das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil.

A posição de liderança regional da universidade foi confirmada em ranking de IES da América Latina divulgado (13/06/2012) pela QS Quacquarelli Symonds University Rankings, organização mundial sediada na Inglaterra que avalia o desempenho de instituições de ensino de todos os continentes.

Quando consideradas todas as universidades das três regiões, a pesquisa internacional registra a UNEB na décima posição, atrás apenas das universidades federais de Brasília (UnB), Pernambuco (Ufpe), da Bahia (Ufba), do Ceará (UFC), do Rio Grande do Norte (Ufrn), do Pará, da Paraíba (Ufpb), de Campina Grande (UFCP) e de Goiás (Ufg).

O ranking realizado pela Quacquarelli Symonds, intitulado QS Top Universities, contempla uma lista com 250 universidades latino-americanas. Em comparação com a pesquisa de 2011, a UNEB subiu 51 posições, saindo da 175ª colocação e alcançando a 124ª.

O Brasil conta com 65 universidades entre as 250 melhores do continente latino-americano. Da Bahia, além da UNEB, pontuaram na pesquisa somente a Ufba, 42º lugar no ranking da da América Latina (AL), e a federal do Vale do São Francisco (Univasf), que ficou ranqueada entre a 201ª e a 250ª — a lista não distingue as 50 últimas posições .

A melhor universidade do continente, de acordo com o estudo, é a Universidade de São Paulo (USP), que obteve a pontuação máxima (100 pontos).

Nas dez primeiras posições do ranking aparecem mais duas brasileiras: a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em terceiro lugar, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj), em oitavo.

Pontuação máxima em participação estudantil[editar | editar código-fonte]

A Quacquarelli Symonds utiliza metodologia própria para realizar o estudo, com coleta de dados nas instituições de ensino superior e com dados fornecidos  pela  Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne 34 países do mundo.

A QS avalia quesitos como reputação acadêmica — são aplicados 15 mil questionários com acadêmicos —, reputação de empregabilidade (avalia a imagem junto a empresas e órgãos públicos empregadores de egressos), titulação dos professores, artigos publicados, citações em trabalhos acadêmicos, impacto na internet, além do grau de participação e satisfação dos estudantes em relação à universidade.

Nesse último critério — participação e satisfação dos estudantes — a UNEB se destaca ainda mais: conseguiu pontuação máxima (100 pontos) alcançando a primeira posição entre as IES do Brasil e o quarto lugar entre as instituições da América Latina.

“A nossa universidade vem atingindo conquistas com bastante relevância. Esta posição de destaque também é fruto da participação e da mobilização do segmento estudantil, que tem lutado por uma universidade pública de qualidade. Todo o corpo universitário está de parabéns, mas não podemos nos acomodar, pois ainda temos muito mais conquistas pela frente”, avaliou Marcelo Lemos, coordenador-geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UNEB.

Maior investimento em pesquisa e pós-graduação[editar | editar código-fonte]

 

A universidade ainda alcançou a liderança na Bahia no quesito citações em trabalhos acadêmicos, deixando a Ufba em segundo lugar. Entre as instituições latinas a UNEB figura no 31° lugar.

Segundo o pró-reitor de Pós-Graduação (PPG), José Cláudio Rocha, o resultado mostra o crescimento dos investimentos da instituição em pesquisa.

“A qualidade dos trabalhos desenvolvidos dentro da universidade vem crescendo a cada dia. Estamos evoluindo muito na produção científica e começamos a figurar com destaque em estudos internacionais”, comemorou José Cláudio.

O reitor Lourisvaldo Valentim também celebrou a posição de destaque da UNEB no ranking QS Top Universities, parabenizando o esforço conjunto de toda a comunidade acadêmica nos 24 campi da universidade para esse resultado.

“Estamos todos de parabéns. Estudantes, professores, pesquisadores, servidores e gestores, todos contribuem com sua parte para esse expressivo crescimento da nossa instituição”, festejou Valentim.

O reitor também destacou alguns números que explicam o desenvolvimento da UNEB: “Desde 2006, investimos mais de R$ 35 milhões na pesquisa e na pós-graduação stricto sensu, aumentando o número de mestrados e doutorados, além de ampliar bastante as áreas de pesquisas”.

Atualmente a universidade possui cerca de 200 grupos de pesquisa em todos os campi, totalizando 1,2 mil pesquisadores. Em pouco mais de cinco anos a UNEB também saltou de uma pós-graduação stricto sensu para 12 mestrados e três doutorados oferecidos.

O reitor lembrou ainda que a universidade vem investindo na qualificação dos seus docentes: “Hoje, temos mais de 800 professores doutores, correspondendo a cerca de 70% do quadro”.

A meta da administração da UNEB é que todos os docentes da instituição obtenham título de mestrado ou doutorado até 2013.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Possui 29 departamentos, sendo 4 sediados em Salvador e outros 25 em centros regionais. Através de um programa especial em convênio com prefeituras municipais baianas, faz-se presente em aproximadamente 137 municípios, para, também, graduar professores em exercício na rede pública.

Graduação[7] [editar | editar código-fonte]

Pós-Graduação[9] [editar | editar código-fonte]

Stricto sensu[editar | editar código-fonte]

Programa de Pós-Graduação em Química Aplicada – PGQA Mestrado DCET I / Campus I – Salvador Coordenação: Prof. Dr. Walter Nei Lopes dos Santos Tels.: 71 3117-2426 / 2276 E-mail: pgqa.uneb@gmail.com Web: www.ppg.uneb.br/pgqa

Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens – PPGEL Mestrado DCH I / Campus I – Salvador Coordenação: Gilberto Nazareno Teles Sobral Tel.: 71 3117-2442 E-mail: ppgel@listas.uneb.br Web: www.ppgel.uneb.br

Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade – PPGEduC Mestrado e Doutorado DEDC I / Campus I – Salvador Coordenação: Prof. Dr. Eduardo José Fernandes Nunes Vice-Coordenação: Profº Dr. Antonio Dias Nascimento Tels.: 71 3117-2404 E-mail: ppgeducon@listas.uneb.br Web: www.ppgeduc.uneb.br

Mestrado Profissional Gestão e Tecnologia Aplicada à Educação – Gestec DEDC I / Campus I – Salvador Coordenação: Tânia Maria Hetkowski e Marcea Andrade Sales  Tels.: (71) 3117-5311 E- mail: gestec@uneb.br Web: www.uneb.br/gestec

Mestrado Profissional em Educação de Jovens e Adultos – MPEJA
DEDC I / Campus I – Salvador Coordenação: Prof. Drª. Tânia Regina Dantas Tels.: (71) 3117-2226 E- mail: mpeja@uneb.br Web: www.uneb.br/mpeja

Programa de Pós-Graduação em Crítica Cultural – Pós-Crítica Mestrado DEDC / Campus II – Alagoinhas Coordenação: Edil Silva Costa Tels.: (75) 3422-1536 Email: poscritica@listas.uneb.br Web: www.poscritica.uneb.br

Programa de Pós-Graduação em Horticultura Irrigada – PPGHI Mestrado DTCS III / Campus III – Juazeiro Coordenação: Carlos Alberto Aragão Tel.: 74 3611-7363 ramal 232 Web: www.ppghi.uneb.br

Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos – PPGESA
Mestrado DCH III / Campus III – Juazeiro Coordenação: Edmerson dos Santos Reis Tel.: 74 3611-5617 / 6483 ramal 228 E-mail: ppgesa@listas.uneb.br / ppgesa@gmail.com Web: www.ppgesa.uneb.br

Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local – PPGHIS Mestrado DCH V / Campus V – Santo Antonio de Jesus Coordenador: Sara Oliveira Farias Tel.: 75 3631-3465 Web: www.ppghis.uneb.br

Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Vegetal – PPGBV Mestrado DEDC / Campus VIII - Paulo Afonso Coordenação: Maria José Gomes de Andrade Tel.: 75  3281- 7364 E-mail: biodiversidadevegetaluneb@gmail.com Web: www.uneb.br/ppgbveg

Programa de Pós-Graduação em Ecologia Humana e Gestão Socioambiental – PPGECOH
Mestrado DEDC / Campus VIII - Paulo Afonso Coordenação: Erika dos Santos Nunes Tel.: 75  3281 7364 E-mail: ecologiahumanauneb@gmail.com Web: www.uneb.br/ppgecoh

Doutorado Multi-Institucional Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento Doutorado Multi-institucional com 6 instituições parceiras: UNEB (DCHT / Campus XIX - Camaçari), IFBA, LNCC, SENAI-CIMATEC, UFBA e UEFS Coordenador-geral: Dante Galeffi Coordenador pela UNEB: Suely Aldir Messeder Tel.: 71 3283-7287 E-mail: dmmdc@ufba.br Web: www2.faced.ufba.br/dmmdc

Mestrado Profissional em Educação e Diversidade – MPED
DCH IV /Campus IV – Jacobina Coordenação: Jerônimo Jorge Cavalcante e Ana Lúcia Gomes da Silva Tels.: (74) 3621 – 3337 – Ramal – 38 E- mail: mped@uneb.br Web: www.mped.uneb.br

Lato sensu[editar | editar código-fonte]

Pós-Graduação em Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Portuguesa – PPGLA

Informações: Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias (DCHT)/Campus XVIII – Eunápolis: (73) 3261-4065

Site: www.uneb.br/eunapolis/dcht

Pós-Graduação em Estudos Transdisciplinares em Cultura

Informações: Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias (DCHT)/Campus XVIII – Eunápolis: (73) 3281-6155

Site: www.uneb.br/eunapolis/dcht

Pós-Graduação em Educação Matemática

Informações: Departamento de Ciências Exatas e da Terra (DCET)/Campus II – Alagoinhas: (75) 3422-4888 / 3422-1139 / 3422-2102

Pós-Graduação em Biologia Vegetal

Informações: Departamento de Ciências Exatas e da Terra (DCET)/Campus II – Alagoinhas: (75) 3422-4888

Pós-Graduação em Zoologia

Informações: Departamento de Ciências Exatas e da Terra (DCET)/Campus II – Alagoinhas: (75) 3422-4888

Pós-Graduação em Nutrição Clínica na Obesidade e Estética

Informações: Departamento de Ciências da Vida (DCV)/Campus I – Salvador: (71) 3117-2291/2489

Os Campi[editar | editar código-fonte]

UNEB - VI.
Mapa da Bahia com os municípios com campus da UNEB.

Reitores[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]