Universidade do Estado do Pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UEPA
Universidade do Estado do Pará
Lema Labor Hominis Virtus Est
Fundação 18 de maio de 1993
Tipo de instituição Pública, Estadual
Orçamento anual R$ 283.273.017,00 (2015)
Docentes 1.438
Total de estudantes 14.943
Graduação 14.721
Pós-graduação 222
Reitor(a) Juarez Antônio Simões Quaresma
Vice-reitor(a) Rubens Cardoso da Silva
Sede Belém
Campi Belém, Santarém, Marabá, Cametá, Barcarena, Altamira, Conceição do Araguaia, Igarapé-Açu, Moju, Paragominas, Redenção, São Miguel do Guamá, Tucuruí, Vigia
Estado PA
Afiliações ABRUEM, RENEX
Página oficial www.uepa.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade do Estado do Pará (UEPA) é uma instituição pluridisciplinar pluralista, apartidária, criada em 1993 em Belém, a partir da junção entre faculdades mantidas pelo governo do estado, sendo a mais antiga a Faculdade de Enfermagem Magalhães Barata. Vivendo de convênios e contratos com instituições públicas e privadas e pelo governo do estado do Pará. Oferta 23 cursos de graduação, 6 mestrados, 1 doutorado e 40 especializações.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

A UEPA, criada pela Lei Estadual n° 5.747 de 18 de Maio de 1993, foi autorizada a funcionar através do Decreto Presidencial de 4 de abril de 1994, com os Cursos de Graduação: Licenciatura em Educação Física, Medicina, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Enfermagem, Pedagogia, Educação Artística com Habilitação em Música, Licenciatura em Matemática e Formação de Professores para Pré-Escolar e 1ª a 4ª série do ensino fundamental.

Atualmente, a Universidade oferece 20 cursos de graduação (Licenciatura Plena em Filosofia, Licenciatura em Geografia, Licenciatura Plena em Letras, Licenciatura Plena em Matemática, Educação Artística com habilitação em música, Bacharelado em Música, Ciências da Religião, Licenciatura em Letras com habilitação em Libras, Secretariado Executivo Trilíngue, Pedagogia, Ciências Naturais com habilitação em Química, Física e Biologia, Medicina, Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Educação Física, Enfermagem, Tecnologia de Alimentos, Engenharia Ambiental, Engenharia de Florestal, Engenharia de Produção, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia de Produção e Bacharelado em Design, divididos nos Centros de Ciências Sociais e Educação, Biológicas e da Saúde e Ciências Naturais e Tecnologia e nos 14 núcleos do interior do Estado. Há de se notar que a Universidade do Estado do Pará é considerada a IES mais interiorizada do Brasil.

Forma de ingresso[editar | editar código-fonte]

Existem duas maneiras de se ingressar na universidade:

  • PRISE (Programa de Ingresso Seriado): são aplicadas provas ao final de cada uma das três séries do Ensino Médio.
  • PROSEL (Processo Seletivo): é como o vestibular comum, no qual são aplicadas provas abrangendo todo o conteúdo do Ensino Médio.

A partir do processo seletivo de 2007, a universidade implantou o regime unificado para a seleção de seus alunos. Desta formas, todos os alunos passam pelo mesmo sistema de seleção ao entrar na universidade. Além disso, a prova passa a ser composta apenas por questões objetivas e por uma redação.

A partir de 2016, a UEPA vai aderir ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em seu processo seletivo. Ela assegura que serão cumpridas integralmente as etapas do Programa de Ingresso Seriado (Prise) já iniciadas nos últimos anos. Com o Enem, os novos critérios de seleção e distribuição de vagas serão definidos por edital elaborado pela Pró-Reitoria de Graduação da Uepa no próximo ano. A resolução que prevê a adesão ao Enem foi aprovada durante reunião ordinária dos integrantes do Conselho Universitário (Consun). A matéria também foi pauta de debates no Fórum de Graduação e nos debates com alunos e membros da comunidade externa.

“A principal questão que foi discutida a respeito da adesão do Enem, dentre outras, foi aumentar o acesso dos alunos do Estado do Pará às próprias vagas da universidade. Temos um processo seletivo que oferta vagas em 27 municípios, e o Enem é aplicado em 83 localidades. Além disso, o aluno só vai estudar um programa, se submeter a apenas uma prova e disputar vagas em várias instituições de ensino superior no Estado, já que todas as instituições de ensino superior públicas do Pará adotam o Enem”, explicou o reitor e autor da proposta, Juarez Quaresma.

Centros de Ciências[editar | editar código-fonte]

A Universidade do Estado do Pará é dividida em Três Centros, de acordo com as áreas do conhecimento:

CCSE: Centro de Ciências Sociais e Educação

Oferta os cursos de Licenciatura Plena em Filosofia, Licenciatura em História, Licenciatura em Geografia, Secretariado Executivo Trilíngue, Formação de Professores, Pedagogia, Bacharelado e Licenciatura em Música e os cursos de Licenciatura em Matemática, Ciências Naturais com habilitação em Física ou Química ou Biologia, Educação Artística (Música) e Ciências da Religião.

Além da graduação, o centro oferta o único curso de pós-graduação "stricto sensu" da universidade, o mestrado em Educação (Formação de Professores e Saberes Culturais e Educação na Amazônia) e mestrado em Ciências da Religião. Brevemente, entrará as Licenciaturas em História e em Ciências Sociais.

CCBS: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde

Oferta os cursos de Medicina,Biomedicina, Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Enfermagem e Licenciatura em Educação Física. Desde 2006 oferta o único curso de Medicina no interior de um estado da Amazônia, na cidade de Santarém (Campus XII). A partir de 2013, também será ofertado em Marabá

CCNT: Centro de Ciências Naturais e Tecnologia

Oferta os cursos de Bacharelado em Design, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção, Engenharia Florestal e Tecnologia de Alimentos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.