Unus pro omnibus, omnes pro uno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O lema na parte central do domo do Palácio Federal da Suíça (ver domo inteiro).

Unus pro omnibus, omnes pro uno é uma frase em latim significando "Um por todos, todos por um" em Português. Ela é conhecida por ser o lema dos Três Mosqueteiros no romance de Alexandre Dumas, e também é o lema tradicional da Suíça.

Os três mosqueteiros[editar | editar código-fonte]

Um por todos, todos por um (un pour tous, tous pour un) é um lema tradicionalmente associado com os heróis protagonistas do romance Os Três Mosqueteiros escrito por Alexandre Dumas e publicado inicialmente em 1844. No romance, era o lema de um grupo de mosqueteiros franceses chamados Athos, Porthos, Aramis e d'Artagnan que mantiveram-se leais uns aos outros apesar das circunstâncias e provações.[1]

Em 30 de novembro de 2002, seis Guardas Republicanos Franceses carregaram o caixão de Dumas do seu jazigo original no Cimetière de Villers-Cotterêts em Aisne para o Panthéon, numa elaborada mas solene procissão. O caixão estava coberto em veludo azul e inscrito com o lema.[2]

Lema tradicional da Suíça[editar | editar código-fonte]

Página memorial para marcar a revisão da constituição federal Suíça em 19 de abril de 1874, por E. Conrad, ca. 1874.

A Suíça não tem um lema oficial definido na sua constituição ou documentos legislativos.[3] A frase, nos idiomas alemão (Einer für alle, alle für einen), francês (un pour tous, tous pour un), italiano (Uno per tutti, tutti per uno) e romanche (In per tuts, tuts per in), teve seu uso popularizado no século XIX. Após tempestades de outono causarem inundações por todos os Alpes suíços no final de setembro e início de outubro de 1868, oficiais lançaram uma campanha de apoio sob esse slogan,[4] deliberadamente usando-o para evocar um sentimento de dever, solidariedade e unidade nacional no povo da jovem nação—a Suíça tornara-se uma confederação apenas 20 anos antes, e a última guerra civil entre os cantões, a Guerra de Sonderbund, acontecera em 1847. Anúncios em jornais circularam por todo o país usando o lema para pedir doações.[5] A frase associava-se crescentemente com os mitos de fundação da Suíça, que frequentemente também tinham a solidariedade como tema central, a tal ponto que "Unus pro omnibus, omnes pro uno" foi escrito na cúpula do Palácio Federal da Suíça em 1902.[6] Desde então é considerado o lema do país. Políticos de todos os partidos e regiões o reconhecem como lema da Suíça. [7] [8] [9] [10] [11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Alexandre_Dumas,_pai

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Les Trois Mousquetaires no Projeto Gutenberg
  2. Dumas au Panthéon (em Francês)
  3. Suprema Corte Federal da Suíça La fraternité (pdf), junho de 2003, p. 2 (francês). 'O lema tradicional "um por todos, todos por um" não tem fundação constitucional ou legal.", acessado em 4 de abril de 2012.
  4. Pfister, Ch.: Die Geburt der Schweiz aus der Katastrophe (pdf), Tages-Anzeiger, 18 de janeiro, 2005. (em alemão). URL acessado em 23 de janeiro, 2006.
  5. Summermatter, S.: Zoll der Sympathie—Die Bewältigung der Überschwemmungen von 1868 mit Hilfe der Eidgenössischen Spendensammlung (pdf), in Pfister, Ch.; Summermatter, S. (eds.): Katastrophen und ihre Bewältigung. Perspektiven und Positionen., Verlag Paul Haupt, Berne 2004. ISBN 3-258-06758-9. (em alemão). URL acessado em 23 de janeiro, 2006.
  6. The Federal Assembly - The Swiss Parliament: Architecture, no sítio oficial do Parlamento Suíço. URL acessado em 5 de abril de 2012.
  7. Ruth Dreifuss, Presidente da Suíça. Pronunciamento do Dia Nacional da Suíça, 1 de agosto de 1999. Disponível em alemão, francês e italiano. URLs accessados em 18 de janeiro de 2006
  8. Yves Christen, porta-voz do Conselho Nacional da Suíça. [1]. 18 de março de 2003. URL accessado em 18 de janeiro de 2006.
  9. Max Binder, porta-voz do Conselho Nacional da Suíça. [2]. 1 de agosto de 2004. URL acessado em 18 de janeiro de 2006.
  10. Thérèse Meyer, porta-voz do of the Conselho Nacional da Suíça. [3] 24 de março de 2005. URL acessado em 23 de janeiro de 2006.
  11. Samuel Schmid, Presidente da Suíça. [4] 23 de setembro de 2005. URL acessado em 23 de janeiro de 2006.