Urheimat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tópicos indo-europeus

Línguas indo-europeias
Albanês · Anatólio · Armênio
Báltico · Céltico · Dácio · Germânico
Grego · Indo-iraniano · Itálico · Frígio
Eslavo · Trácio · Tocariano
 
Povos indo-europeus
Albaneses · Anatólios · Armênios
Bálticos · Celtas · Germanos
Gregos · Indo-arianos · Indo-iranianos
Iranianos · Ítalos · Eslavos
Trácios · Tocarianos
 
Proto-indo-europeus
Língua · Sociedade · Religião
 
Hipóteses Urheimat
Hipótese Kurgan · Hipótese anatólia
Hipótese armênia · Hipótese indiana · TCP
 
Estudos indo-europeus

Urheimat (em alemão: ur-, "original", "antigo"; Heimat, "lar", "terra natal") é um termo lingüístico que denota a terra natal dos falantes de uma proto-língua. Desde que muitos povos tendem a vagar e se disseminar, não há um Urheimat absoluto, tal como há um Urheimat indo-europeu diferente a partir do Urheimat germânico ou romance. Se a proto-língua era falada nos tempos históricos, a localização do Urheimat é tipicamente indiscutível, como o Império Romano no caso das línguas romances. Se a proto-língua não é comprovada, todavia, sua existência, e por conseqüência a existência e exata localização do Urheimat, deve ser sempre de natureza hipotética.

Reconstrução[editar | editar código-fonte]

Nos casos onde o Urheimat de um grupo lingüístico em particular não é absolutamente conhecido, um método para identificá-lo é uma análise do vocabulário da proto-língua.

Por exemplo, caso não haja documentos históricos e alguém queira encontrar o Urheimat das línguas romances, a raíz romance para "vaca", que é muito similar em todas as línguas de base latina, indicaria que as línguas romances se espalharam a partir de uma região onde havia vacas.

Português: vaca

Assim, ainda se vê que provavelmente, vaca em indo-europeu começava com v, tinha um a, tônico ou não, depois, se encontrava um c ou "tch" sonoricamente e vinha a letra provavelmente tônica depois, parecida com "ó". A reconstrução é mais complexa, de modo que se levam em conta os sotaques que alteram a escrita.

Terra natal indo-européia[editar | editar código-fonte]

Dessa maneira, os acadêmicos têm tentado identificar a terra natal das línguas indo-européias, às quais o termo Urheimat é mais freqüentemente aplicado. Possivelmente indicadores geográficos relevantes são as palavras comuns para "faia" e "salmão" (enquanto não há uma palavra comum para "leão", por exemplo - o fato de tantas palavras européias para "leão" serem parecidas deve-se mais a empréstimos recentes). Muitas hipóteses para um Urheimat têm sido propostas, e Mallory diz: "Niguém pergunta 'onde é a terra natal indo-européia?' mas 'onde colocá-los agora?' " Mallory (1989:143) [1]

Hipóteses específicas:

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Mallory, J. P. 1989. In Search of the Indo-Europeans. London: Thames and Hudson.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]