Usina Hidrelétrica de Boa Esperança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Usina Boa Esperança
Nome oficial Usina Hidrelétrica Presidende Humberto Castelo Branco
Rio Rio Parnaíba
Localização Piauí  Brasil
Coordenadas 43° 34' Oeste e 6° 45' Sul
Inaugurada 04/1970
Informações Técnicas
Capacidade de geração 55.000 Kw MW
Barragem
Altura 141 m
Comprimento 3623 m
Reservatório
Construção
Início da construção 08/1964
Custo R$ 230 Milhões
Operação e distribuição
Empresa Operadora Chesf
Empresa Distribuidora Eletrobras
Site: [[1]]

A Usina Hidrelétrica de Boa Esperança é uma Usina que fornece energia ao estado do Piauí. Anteriormente, a usina tinha a designação de Usina Hidrelétrica Marechal Castelo Branco, mas recentemente tem a nomenclatura de Boa Esperança.

Localização[editar | editar código-fonte]

A Usina Hidrelétrica de Boa Esperança está situada na cidade piauiense de Guadalupe,380 km da capital Teresina.

Lago Artificial[editar | editar código-fonte]

A Usina forma um lago artificial grande, atingindo o alto volume de água até a cidade de Porto Alegre do Piauí. No Maranhão, a única cidade que se situa às margens do rio Parnaíba e que é banhada pelo lago artificial do mesmo é Nova Iorque. Na cidade de Guadalupe,às margens do lago, há hotéis e balneários.

Repressa[editar | editar código-fonte]

Represamento de Boa Esperança é feito por uma barragem do tipo mista terra-enrocamento, com altura máxima de 53 m, e comprimento total da crista de 5.212 m, associada a estruturas de concreto tais como: vertedouro dotado de 6 comportas O Aproveitamento de Boa Esperança tem uma área de drenagem de 87.500 km2, e está instalado no rio Parnaíba, cuja bacia hidrográfica tem uma área da ordem de 300.000 km2,

Potência[editar | editar código-fonte]

A vazão máxima de 18000 m3/s (incluindo o vertedouro); casa de força do tipo semi-abrigada, com 4 unidades geradoras acionadas por turbinas Francis, sendo 2 unidades de 55.000 kW cada, e 2 unidades de 63.650 kW cada , totalizando uma capacidade instalada de 237.300 kW. O sistema utilizado para disponibilizar a energia gerada é composto por uma subestação elevadora com 03 transformadores de 70 MVA e 01 de 60 MVA, que elevam a tensão de 13,8 kV para 230 kV. A partir desse ponto é feita a conexão com o sistema de transmissão da CHESF através da Subestação de Boa Esperança II - 500/230 kV.

Rio Parnaíba[editar | editar código-fonte]

Nicolau Resende descobriu o Rio Parnaíba por volta de 1640, quando sofreu um naufrágio nas proximidades de sua foz.Foi bastante explorado pelo bandeirante Domingos Jorge Velho dando-lhe o seu nome atual. O rio nasce da Chapada das Mangabeiras,que atualmente é preservada pelo Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba , numa altitude da ordem de 700 metros, da confluência principalmente de três cursos d'água.Percorrendo cerca de 1.450 km até sua desembocadura no Oceano Atlântico onde forma o Delta do Rio Parnaíba. Compreende três cursos:Alto Parnaíba , Médio Parnaíba e Baixo Parnaíba.

O rio Parnaíba situa-se em uma área de transição entre o Nordeste Árido e a região amazônica. O regime do Parnaíba é pluvial tendo declividade acentuada, de suas nascente até o município de Santa Filomena, sofrendo a partir daí uma redução gradativa, chegando, nos últimos quilômetros do seu percurso em declividade.

O Vale do Parnaíba possui mais de três mil quilômetros de rios perenes, centenas de lagoas e a metade da água de subsolo do Nordeste.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]