Usina Hidrelétrica de Irapé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Irapé
Nome: Irapé
Capacidade: 360,00 MW
Barragem
- Altura 208 m
- Extensão 500 m
Área alagada: 137,16 km2
Localização: Minas Gerais Minas Gerais
Rio: Rio Jequitinhonha
Período de construção: Finalizada em 2006
Inauguração: {{{inauguração}}}
Proprietário: CEMIG

A Usina Hidrelétrica de Irapé, ou Usina Presidente Juscelino Kubitschek, é uma usina localizada nos municípios de Grão Mogol e Berilo, no estado de Minas Gerais, no Brasil. Ela foi construída no Rio Jequitinhonha com uma potência nominal instalada de 360 megawatts. Possui a barragem mais alta do Brasil e uma das mais altas do mundo, com 208 metros. A usina, que foi inaugurada em 2006, pertence à Companhia Energética de Minas Gerais e está entre as usinas mais modernas instaladas no Brasil.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Irapé" é um termo tupi que significa "caminho do mel", através da junção dos termos eíra ("mel") e ("caminho")[1] .

Descrição[editar | editar código-fonte]

Na sua construção, foram empregados, aproximadamente, 8 000 pessoas, sendo que a maioria ficou instalada nos alojamentos construídos no canteiro de obras e outras optaram em morar na cidade de Virgem da Lapa, por questão de proximidade, sendo a cidade de Araçuaí a base de apoio para a região nos quesitos de saúde, educação e comércio, setores estes muito deficitários em comparação aos oferecidos nas demais regiões do Brasil.

A usina é vista como a maior esperança de desenvolvimento econômico e social da região do Vale do Jequitinhonha, considerada uma das regiões mais pobres do Brasil.

Entre inúmeras empresas que participaram em colaboração ao Consórcio Construtor Irapé, destacam-se as empresas Voith Siemens, Bardella, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Hochtief, Holcim e Transmun.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Engenharia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.