Utah Jazz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Utah Jazz
Conferência Oeste
Divisão Noroeste
Fundado 1974
História New Orleans Jazz
(1974-1979)
Utah Jazz
(1980-presente)
Arena EnergySolutions Arena
Cidade Salt Lake City
 Utah
 Estados Unidos
Cores do Time Azul Marinho, Verde Musgo e Branco
Proprietário Greg Miller
Diretor Técnico Dennis Lindsey
Técnico Quin Snyder
Afiliação na D-League Utah Flash
Campeonatos 0
Títulos de Conferência 2 (1997, 1998)
Títulos de Divisão 8 (1984, 1989, 1992, 1997, 1998, 2000, 2007, 2008)

Utah Jazz é um time de basquete da National Basketball Association situado em Salt Lake City, Utah.

Jogadores do Utah Jazz jogando em Salt Lake City, Utah.

História da Franquia[editar | editar código-fonte]

1974-1983[editar | editar código-fonte]

A franquia Jazz foi fundada em 1974, na cidade de New Orleans. Na época, um grupo de investidores locais, liderados pelo sócio-majoritário Sam Battistone, pagou 6,15 milhões de dólares para tornarem o New Orleans Jazz a décima-oitava equipe da NBA [1] . Apesar de contar com uma das maiores atrações da NBA na época, o armador Pete Maravich, a equipe terminou nas últimas colocações da sua divisão (central) durante 5 temporadas seguidas[2] . Como curiosidade, a equipe tinha direito à primeira escolha no draft universitário de 1979, mas acabou tendo que repassá-la para o Los Angeles Lakers devido a uma troca realizada anos antes. Os Lakers utilizaram essa escolha para selecionar Magic Johnson.

Os fracassos da equipe acabaram levando a um acúmulo de perdas financeiras, chegando aos 5 milhões de dólares após o final da temporada 1978-1979. Battistone decidiu então levar a equipe para Salt Lake City, cidade que anos antes havia sido sede da equipe do Utah Stars, da American Basketball Association. Apesar do Jazz não ter nenhuma ligação com a cultura da cidade de Salt Lake City, o nome e as cores foram mantidos, e a equipe foi rebatizada como Utah Jazz. Nas quatro primeiras temporadas em Salt Lake City, o Utah Jazz manteve-se como uma das piores equipes da NBA, fato que começou a mudar com a chegada do novo Gerente Geral (e depois, técnico) Frank Layden.

Layden, com um estilo quase caricato, chamou a atenção do público em Salt Lake City que, a partir de um certo momento, na falta das vitórias e dos grandes astros, começou a ir aos jogos do Jazz para ver o "show" de Layden no banco da equipe. Mas Layden também era um excelente executivo, e começou a montagem de uma equipe que seria uma das mais bem-sucedidas nas duas décadas seguintes.

1984-1990[editar | editar código-fonte]

Em 1984, liderado pelo pivô Mark Eaton, o ala Adrian Dantley e o armador Rickey Green, o Utah Jazz venceu sua divisão pela primeira vez e classificou-se para os playoffs. O melhor, porém, ainda estava por vir. Com a décima-sexta escolha no draft daquele ano, a equipe escolheu o pouco conhecido armador John Stockton, da universidade de Gonzaga. No ano seguinte, a equipe usou a décima-terceira escolha do draft para selecionar o ala-pivô Karl Malone, da universidade de Louisiana Tech. Durante os cinco anos seguintes, Stockton e Malone criaram um entrosamento quase que inigualável na história da NBA, levando o Jazz à sucessivas participações nos playoffs.

Durante esse período, em 1985, Sam Battistone colocou a equipe à venda, já que as perdas em 11 anos de NBA já chegavam à 17 milhões de dólares. A possibilidade de perder a equipe mobilizou a comunidade de Salt Lake City, o que chamou a atenção de um empresário local do ramo de revenda de automóveis chamado Larry H. Miller. Miller pagou 8 milhões de dólares por metade da equipe e, um ano depois, adquiriu a outra metade por 9 milhoes de dólares. Por ser um empresário, Miller modificou o modelo de administração da equipe, e passou a atrair os fãs locais deixando claro que, se eles não suportassem a equipe e ela tivesse que mudar-se para outro estado, Salt Lake City possivelmente nunca mais teria uma equipe de basquete profissional. Já na temporada de 1986-1987 a equipe passou a dar lucro [1] .

Em 1988, Layden resolveu deixar o cargo de técnico, e em seu lugar assumiu o assistente Jerry Sloan, que permanece como técnico da equipe até os dias de hoje.

1991-2003[editar | editar código-fonte]

Sob a liderança de Malone e Stockton, os Jazz chegaram à sua primeira final de conferência na temporada 1991-1992, perdendo para o Portland Trail Blazers. Em 1994, uma troca trouxe Jeff Hornacek para a equipe. Hornacek mostrou-se o coadjuvante perfeito para Stockton e Malone. Outras duas derrotas em finais de conferência viriam até que, em 1997, os Jazz derrotaram o Houston Rockets em um jogo memorável em que a equipe virou nos últimos minutos, culminando em um arremesso de 3 pontos de John Stockton ao soar da campainha de final de jogo. Na final da NBA, porém, a equipe foi derrotada por 4-2 pelo Chicago Bulls de Michael Jordan. A equipe repetiria o título da Conferência Oeste na temporada seguinte, apenas para ser novamente derrotada pelo Chicago Bulls.

Nos anos seguintes, o Jazz manteve-se como um participante assíduo dos playoffs. O final da era de sucesso dos Jazz iniciou-se com aposentadoria de Hornacek em 2001, e culminou com a aposentadoria de Stockton e a ida de Malone para o Los Angeles Lakers em 2003.

2003-2005[editar | editar código-fonte]

Com a saída de seus principais jogadores, foi a hora do Jazz reconstruir sua equipe. A temporada de 2003-2004 foi surpreendente, uma vez que uma equipe de desconhecidos, liderada pelo jovem russo Andrei Kirilenko, ficou à uma vitória de classificar-se para os playoffs, quebrando assim uma série de 20 participações consecutivas dos Jazz em playoffs. Tendo um grande espaço abaixo do teto salarial, o Jazz contratou o ala-pivô Carlos Boozer e o pivô Mehmet Okur antes da temporada 2004-2005, porém contusões e problemas de relacionamento levaram os Jazz à sua pior temporada desde 1981-1982, vencendo apenas 26 jogos. A má classificação deu aos Jazz o direito da quinta escolha no draft de 2005 que, somada à outras 2 escolhas pertencentes à equipe, permitiu uma troca com o Portland Trail Blazers pela terceira escolha no draft. Essa escolha foi usada para selecionar o armador Deron Williams, da universidade de Illinois.

2006-2010[editar | editar código-fonte]

A combinação de Deron Williams, Carlos Boozer, Mehmet Okur e Andrei Kirilenko tornou os Jazz competitivos novamente. A equipe esteve perto de uma vaga nos playoffs em 2005-2006, e finalmente conseguiu conquistar novamente um título de divisão e uma vaga nos playoffs. Atuações soberbas de Williams e Boozer levaram o Jazz de volta às finais de conferência, onde foram derrotados pelo San Antonio Spurs. Os Jazz repetiriam o título da divisão do noroeste em 2007-2008, perdendo para o Los Angeles Lakers na segunda rodada dos playoffs.

2010-Atualmente[editar | editar código-fonte]

Durante o Draft de 2010 o Jazz selecionou Gordon Hayward como a 9ª escolha e Jeremy Evans na segunda rodada.

Carlos Boozer se tornou agente livre em 7, de Julho, de 2010 e assinou um contrato de 5 anos, e um salário de $80 Milhões com o Chicago Bulls. Outro a sair da equipe foi Wesley Matthews, que assinou por 5 anos, e uma salário de $33 Milhões com o Portland Trail Blazers.

Em menos de uma semana após a troca de Carlos Boozer, em 13, de Julho, de 2010 a equipe trocou Kosta Koufos, e duas futuras escolhas no draft, pelo ala/pivô do Minnesota Timberwolves Al Jefferson, usando a saída de Boozer para não exceder no limite salarial. Em 10, de Fevereiro, de 2011, o então Técnico Jerry Sloan, rescindiu com a equipe de Salt Lake City no meio da temporada, junto com o assistente Phil Johnson. Assim Tyrone Corbin, foi nomeado o como o novo Técnico, e uma semana depois assinou como assistente, o ex-jogador do Jazz Jeff Hornacek.

Em 23, de Fevereiro, de 2011, o Jazz trocou a estrela de seu time, o Armador, Deron Williams, que foi para o New Jersey Nets, por duas escolhas no Draft, uma no de 2011, e outra no de 2012,uma do Nets(2011) e outra do Golden State Warriors em 2012, e os jogadores, Devin Harris e Derrick Favors.

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

Utah Jazz
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Peso Universidade
C -- Letónia Andris Biedriņš 2 13 m 110 kg Letônia
G 3 Estados Unidos Trey Burke 1 83 m 86 kg Michigan
G 10 Estados Unidos Alec Burks 1 98 m 92 kg Colorado
G -- Estados Unidos Ian Clark 1 91 m 79 kg Belmont*
F 40 Estados Unidos Jeremy Evans 2 06 m 88 kg Western Kentucky
F/C 15 Estados Unidos Derrick Favors 2 08 m 112 kg Georgia Tech
C 27 França Rudy Gobert 2 16 m 100 kg França
G/F 20 Estados Unidos Gordon Hayward 2 03 m 95 kg Butler*
F 24 Estados Unidos Richard Jefferson 2 01 m 104 kg Arizona
C 0 Turquia Enes Kanter 2 11 m 121 kg Turquia
G 5 Estados Unidos John Lucas III 1 80 m 75 kg Oklahoma State
G 25 Estados Unidos Brandon Rush 1 98 m 95 kg Kansas
F 2 Estados Unidos Marvin Williams 2 06 m 111 kg North Carolina
Técnico
Técnicos assistentes

Legenda
  • (C) Capitão
  • (D) Escolhido no Draft
  • (FA) Free agent
  • (IN) Inativo
  • (S) Suspenso
  • (INJ) Contundido

Elenco
• Última atualização: 31-07-2013


Números Aposentados[editar | editar código-fonte]

8 camisas foram aposentadas no Jazz, são elas:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b [1]
  2. [2]