Vítor Emanuel I da Sardenha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vítor Emanuel I
Rei da Sardenha
VictorEmanuelI.jpg
Vítor Emanuel I da Sardenha
Governo
Reinado 4 de junho de 180212 de março de 1821
Antecessor Carlos Emanuel IV da Sardenha
Sucessor Carlos Félix da Sardenha
Dinastia Casa de Saboia
Vida
Nome completo Vittorio Emanuele di Savoia
Nascimento 24 de julho de 1759
Turim
Morte 10 de janeiro de 1824 (64 anos)
Moncalieri
Pai Vítor Amadeu III da Sardenha
Mãe Maria Antonieta de Bourbon

Vítor Emanuel I de Saboia (Turim, 24 de julho de 1759Moncalieri, 10 de janeiro de 1824) foi Rei da Sardenha (1802-1821), segundo filho de Vítor Amadeu III, conhecido como duque de Aosta. Participou da guerra nos Alpes, de 1793 a 1796.

Subiu ao trono em 1802, depois da abdicação do irmão Carlos Emanuel IV. Até 1814, (com a queda de Napoleão), viveu em Cagliari. Em 1814, conseguiu voltar a Turim, mas reinou apenas sobre a Sardenha porque o resto de seus domínios no continente tinham sido anexados ao Império Francês. Os tratados de 1815 lhe restituiam os Estados acrescidos de Gênova.

Após a morte do irmão em 1819, tornou-se pretendente jacobita ao trono inglês (como Víctor I), apesar de, como o irmão, não ter manifestado sua pretensão, fundada em seu sangue Stuart.

Com o segundo Tratado de Paris em 1815, os territórios sob o domínio francês (Piemonte e Saboia) foram devolvidos ao rei, acrescidos da Ligúria (território da antiga República de Gênova). Ciumento da própria independência, mas devotado à reação mais mesquinha, para não conceder a constituição que os rebeldes pediam, em 1821 preferiu abdicar em favor do irmão Carlos Félix. Sem herdeiro masculino direto, abdicou em favor do irmão e confiou a regência a outro irmão, Carlos Alberto, quando da insurreição de março 1821 causada por sua política reacionária.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Casara em Turim em 25 de abril de 1789 com a arquiduquesa Maria Teresa de Áustria-Este (Milão, 1º de novembro de 1773-29 de março de 1832, Gênova), filha do arquiduque Ferdinando Carlos (1754-1806) duque de Módena ou de Módena-Brisgau, e de Maria Beatriz d'Este, filha de Hércules III de Módena e sobrinha do imperador José II. Tiveram sete filhos:

  1. Maria Beatriz Vitória Josefina (Turim 6 de dezembro de 1792-15 de setembro de 1840 Cattajo); herdeira legitima do trono inglês, segundo os jacobitas. Casou em Cagliari em 20 de junho de 1812 com Francisco IV (Milão 1779-1846 Módena) de Habsburgo-Áustria, duque de Módena, arquiduque da Áustria, filho do arquiduque Ferdinando Carlos e Maria Beatriz d'Este.
  2. Adelaide Clotilda Xaveria Borbonia (Turim 1794-1802 Nápoles).
  3. Carlos Emanuel Vitório Amadeu (Turim 1796-1799 Cagliari, de varíola). Príncipe do Piemonte.
  4. Filha (Cagliari 1800-janeiro de 1801).
  5. Maria Ana Carolina Pia (Roma 19 de setembro de 1803-4 de maio de 1884 em Praga); imperatriz da Áustria e rainha da Boêmia, rainha da Croácia porque casou em Viena em 27 de fevereiro de 1831 com o imperador Fernando I (Viena 1793-1875 Praga) de Habsburgo.
  6. Teresa Ferdinanda Felicità Gaetana Pia (Roma 1803-16 de junho de 1879), casada em Lucca em setembro de 1820 com Carlos II de Bourbon (Madrid 1799-1883 Nice) duque de Parma.
  7. beata Maria Cristina de Saboia (Cagliari 14 de novembro de 1812-31 de janeiro de 1836 Nápoles). rainha das Duas Sicílias. Perdeu cedo o pai e em 1832 a mãe. Carlos Alberto, herdeiro do trono da Sardenha, insistiu em tê-la na corte de Turim. Casou em Voltri em 21 de novembro de 1832 com Fernando II (Palermo 1810-1859 Caserta), o Rei Bomba - rei de Nápoles e das Duas Sicílias.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Carlos Emanuel IV
Rei da Sardenha
18021821
Armoiries Sardaigne 1815.png
Sucedido por
Carlos Félix
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.