VBTP-MR Guarani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VBTP-MR Guarani
Guarani (6125539182).jpg
Tipo Blindado de Transporte Médio de Tropas
Local de origem  Brasil
História operacional
Em serviço Desde 2012
Utilizadores  Brasil
Histórico de produção
Fabricante Iveco e Exército do Brasil
Custo unitário R$2.74 milhões
Quantidade
produzida
2500 unidades planejadas
Especificações
Peso 14.3 t
Comprimento 6.91 m
Largura 2.70 m
Altura 2.34 m
Tripulação 11 tripulantes
Blindagem do veículo 30 mm de aço balístico contra munição 7.62mm
Armamento
primário
Canhão automático de 30mm
Armamento
secundário
Metralhadora de 7.62mm
Motor Iveco FPT Cursor 9
383 hp (286 000 W)
Suspensão Hidropneumática 6x6 e 8x8
Alcance
Operacional
600 km
Velocidade 110 km/h

O VBTP-MR Guarani é um veículo blindado de transporte de pessoal 6x6 atualmente em desenvolvimento pela Iveco do Brasil, como parte do programa de modernização inicialmente conhecido como "URUTU-3". Uma versão 8x8, de combate e reconhecimento, com canhão 105mm está prevista para uma etapa futura.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1999, o Exército Brasileiro emitiu um pedido (ROB # 09/99) para uma nova família de veículos blindados de combate com capacidade anfíbia capaz de substituir os EE-9 Cascavel e EE-11 Urutu desenvolvido nos anos setenta. A principal característica desta nova família deve ser o seu design modular, permitindo a incorporação de diferentes torres, armas, sensores e sistemas de comunicações para o mesmo carro, incluindo uma versão de comunicações, uma versão ambulância e versões diferentes de apoio de fogo, armados com morteiros de grosso calibre e sistemas de armas.

No dia 18 de dezembro de 2009, no Quartel-General do Exército, o General de Exército Fernando Sérgio Galvão, Chefe do Estado-Maior do Exército, e o Presidente da IVECO, Sr Marco Mazzu, assinaram o contrato de produção do Projeto Viatura Blindada de Transporte de Pessoal - Média de Rodas (VBTP-MR). O referido contrato prevê a fabricação, no Brasil, de 2.044 unidades da VBTP-MR em um período de 20 anos.

Além da IVECO (produção da viatura), estão envolvidas a ELBIT (sistema de armas) e a Usiminas e Villares (desenvolvimento do aço estrutural balístico nacional).

Em 2011, o protótipo do carro foi apresentado na LAAD (Latin American Aero & Defence), feira de Defesa no Riocentro, no Rio de Janeiro.[2]

As primeiras unidades foram entreguem em 24 de março de 2014, à 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, de Cascavel, no Estado do Paraná.[3]

Armamento[editar | editar código-fonte]

  • Torre UT-30BR criada pela AEL Sistemas(canhão automático de 30mm) ou
  • REMAX (Reparo de Metralhadora automatizada X) criado pelo Ares Aeroespacial e Defesa S.A. e CTEx (metralhadora de 12,7 mm (.50 pol)) ou
  • Possivelmente um morteiro de 120 mm raiado, na versão porta-morteiros.
  • Possivelmente um canhão de 105 mm, na versão de reconhecimento.
  • Possivelmente um canhão de 120 mm, na versão caça-tanques.

Operadores[editar | editar código-fonte]

Características[editar | editar código-fonte]

  • Anfíbio
  • Capacidade para transporte da guarnição e de um GC
  • Proteção blindada de 30 mm para tiro de fuzil 7,62 mm M1 (ECD receber blindagem adicional)
  • Peso máximo de até 25 Ton em condições de combate (podendo ser transportado pelo KC-390 ou C-130)
  • Trem de rolamento 6x6, com possibilidade de ser 8x8 (duplo esterçamento)
  • Autonomia de 600 km

Similares[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre VBTP-MR Guarani