VLT de Maceió

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VLT Maceió
Informações
Local Maceió, AL
 Brasil
Tipo de transporte Veículo leve sobre trilhos
Tráfego MaceióSanta Luzia do NorteSatubaRio Largo
Website CBTU
Dados técnicos
Velocidade máxima 150km/h
Mapa da rede

Alagoas Micro Maceio.svg

O VLT de Maceió, Metrô Leve de Maceió ou Metrô de Superfície de Maceió, implantado as 9h00min do dia 10 de outubro de 2011, é um sistema de transporte público da Grande Maceió, baseado no sistema de veículos leves sobre trilhos (VLT) e tem como objetivo modernizar os trens de Alagoas, e aumentar o tráfego de passageiros nos trens.[1]


O VLT de Maceió possui 8 veículos que atingem velocidade máxima de 150 km/h e atendem a uma única linha ativa, que possui 32Km e 15 estações, distribuídas nas cidades de Maceió, Satuba e Rio Largo. Está prevista uma ampliação dessa linha, com a implantação de novos trilhos e mais 4 estações em Maceió.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de Maceió administra a linha, que transporta 40 mil pessoas, com intervalo de 15 minutos e que pagam R$ 0,50 por viagem.

Projeto[editar | editar código-fonte]

O ministro das Cidades, Marcio Fortes de Almeida, participou no dia 20 de maio de 2009 do lançamento da licitação do VLT de Maceió.

No dia 3 de novembro de 2009, o prefeito de Maceió Cícero Almeida anunciou o início da primeira etapa da construção, no dia 9 de novembro de 2009 começaram as substituições dos trilhos dormentes no trecho entre o Centro até a avenida Siqueira Campos.

No dia 17 de novembro de 2009, a prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Abastecimento (Semab), iniciou a transferência dos feirantes que ocupam a linha da via férrea nas proximidades do Mercado da Produção.[2]

Os trilhos que passam por toda a extensão Av. Buarque de Macedo foram revitalizados na mesma época da reforma da linha Maceió-Rio Largo, como parte do projeto de expansão do VLT da cidade de Maceió, mas até o início de 2013 encontram-se sem uso e, de certa forma, abandonados.


Projeto VLT Fernandes Lima[editar | editar código-fonte]

Gnome globe current event.svg
Este artigo ou secção contém informações sobre uma construção futura.
É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente.
Tower crane colorize.png

Depois da inauguração do VLT Maceió-Rio Largo, o Governo do Estado de Alagoas, em parceria com a Prefeitura de Maceió, lançou a proposta para tirar os ônibus de uma das principais "artérias"

da cidade, a Avenida Fernandes Lima, para dar lugar ao Veículo Leve sobre Trilhos. As construtoras OAS LTDA e QUEIROZ GALVÃO S/A estão desenvolvendo os estudos de implantação, com finalização prevista para o fim de fevereiro de 2013.


A proposta inicial prevê um trajeto de 20 Km, do centro de Maceió até o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, 18 composições rodando em trilhos que serão implantados dos dois lados do canteiro central da Avenida Fernandes Lima, 17 estações (entre estações integradas e terminais) e beneficiará cerca de 140 mil passageiros todos os dias.

Já foi aprovada uma verba de R$ 280 milhões através do PAC 2 do governo federal para o projeto, sendo R$ 137 milhões da União e R$ 147 milhões do Tesouro Estadual.

O projeto será executado em 2 etapas, a primeira compreende ao trecho do centro até o supermercado Makro, e a segunda compreende ao restante da linha, até o Aeroporto.

O início das obras para a primeira etapa está previsto para Agosto de 2013, com termino previsto para o fim de 2014.


Referências