VRV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sistema VRF.

Um VRV (volume de refrigerante variável) ou VRF (do inglês "variable refrigerant flow") é um tipo de sistema de ar condicionado central do tipo multi-split.

Aplicação[editar | editar código-fonte]

É um modelo de ar condicionado desenvolvido especialmente para residências amplas e edifícios comerciais de médio e grande porte. Possui um sistema multi-split com apenas uma unidade externa ligada a múltiplas unidades internas operando individualmente por ambiente (podendo chegar a 64 máquinas).

O gás do sistema R-410A entre outros, chamado agente refrigerante, é o responsável pela captura térmica e intercambio do ar ambiente com o meio externo. O sistema de refrigeração chamado ciclo de refrigeração é composto por diversos componentes, os quais proporcionam uma condição de funcionamento que permite o retorno desse fluido refrigerante para a condição inicial no ciclo.

O grande diferencial nesse sistema VRV é simplesmente uma combinação de tecnologia eletrônica com sistemas de controle microprocessados, aliado à combinação de múltiplas unidades internas em um só ciclo de refrigeração.

Sua instalação é muito simples, resultando em uma economia de tempo e mão-de-obra, além de manter a arquitetura sem alterar as características do empreendimento, produzindo um baixo nível de ruído e baixo consumo elétrico.

Além de ser versátil e flexível, possui expansão modular e de grande facilidade de adaptação em estruturas já existentes.

Atualmente existem poucas empresas que distribuem esse equipamento no Brasil.

Sistema VRF.

Versatilidade[editar | editar código-fonte]

Conta também com um sistema integrado de controle que já disponibiliza interface com automação própria e Lon Works entre outros. Pode-se dizer que esse sistema, atualmente, é o sistema mais moderno e versátil do mercado. Sua aplicabilidade atende especificações de um sistema de água gelada (water chiller), tanto na capacidade de condicionar amplos ambientes quanto na possibilidade de dimensionamento levando-se em consideração a simultaneidade de carga térmica ao longo do dia. Atende também às necessidades de adaptação e versatilidade do sistema tipo Split System, que já vem dominando o mercado de ar condicionado há alguns anos.

Prédio com sistema VRF.


Instalação[editar | editar código-fonte]

A instalação do sistema VRV deve seguir critérios rigorosos de qualidade e que são de aplicação geral para todos os sistemas tipo VRV.

i- Armazenamento das tubulações em local livre de umidade em cavaletes (devem estar tamponadas)

ii- Procedimentos de brasagem com conjunto maçarico e nitrogênio passante

iii- Teste de estanqueidade (pressurização com N2 - Nitrogênio) 41Kgf/cm2

iv- Desidratação do ciclo (procedimentos de vácuo) 500Microns de Hg - deverá ser utilizada bomba de dreno e vacuômetro eletrônico

v- Carga de refrigerante - quebra de vácuo (utilização do gás HFC R-410A)

vi- Ligações elétricas de comando (conexão com cabo bipolar de dados com blindagem contra interferência eletromagnética)

Prédio com sistema VRV.
Engenheiro de Assistência Técnica executando start-up de sistema VRV.
Greenwich Tower VRF.

Comissionamento[editar | editar código-fonte]

O Comissionamento da obra (Procedimentos de start-up) são executados pela equipa de assistência técnica do fabricante. O comissionamento executado em campo é o procedimento de partida inicial, onde as condições operacionais e de performance são analisadas. Também são verificadas quaisquer irregularidades no sistema frigorífico, como por exemplo obstruções nas tubulações, problemas de funcionamento no ciclo ou na parte de comando elétrico.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]