VY Canis Majoris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VY Canis Majoris
Comparação entre o tamanho do Sol e VY Canis Majoris
Comparação entre o tamanho do Sol e VY Canis Majoris
Dados observacionais (J2000)
Constelação Canis Major
Asc. reta 07h 22m 58,3s[1]
Declinação -25° 46′ 03,2″[1]
Magnitude aparente 7,9607[2]
Características
Tipo espectral M2.5-5Iae[1]
M5e Ia[3]
Cor (B-V) 2,24[1]
Variabilidade Semi-regular[4]
Astrometria
Velocidade radial 49 ± 10 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 5,72 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -6,75 mas/a[1]
Paralaxe 0,83 ± 0,1 mas[5]
Distância ~3 840 anos-luz
1 170[6] [7] pc
Detalhes
Massa 17 ± 8[6] M
Raio 1 420 ± 120[6] R
Gravidade superficial -0,6 (log g)[6]
Luminosidade ~270 000[6] L
Temperatura ~3 490[6] K
Outras denominações
VY CMa, HD 58061, HIP 35793.[1]
Canis major constellation map.png

VY Canis Majoris (VY CMa) é uma estrela hipergigante vermelha localizada na constelação de Canis Major. É uma das maiores estrelas conhecidas, com um raio de aproximadamente 1420 raios solares.[6]

Propriedades[editar | editar código-fonte]

Tamanho[editar | editar código-fonte]

Uma equipe de astrônomos liderados por Roberta Humpreys, da Universidade de Minnesota, originalmente estimou um raio de 1 800 a 2 100 raios solares para VY Canis Majoris,[8] o que a tornaria a maior estrela conhecida por raio. No entanto, um estudo mais recente a partir de observações diretas estimou um raio de 1 420 ± 120 raios solares.[6]

Nebulosa Circundante[editar | editar código-fonte]

VY Canis Majoris é cercada por uma nebulosa decorrente da massa de gás expelida pela estrela, fato que levou os astrônomos inicialmente a acreditar que se tratava de um sistema estrelar múltiplo. Essa nebulosa também encobre grande parte do brilho da estrela, que, não obstante o seu tamanho não pode ser vista no céu noturno a olho nu assim como outras gigantes vermelhas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h SIMBAD query result - VY CMa. SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Página visitada em 10 de janeiro de 2013.
  2. Hipparchos catalogue: query form. CASU Astronomical Data Centre. Cambridge Astronomical Survey Unit (2006). Página visitada em 10 de março de 2009.
  3. (10 de junho de 2005) "Radio photosphere and mass-loss envelope of VY Canis Majoris". The Astrophysical Journal 626: 439-445. The American Astronomical Society.
  4. (1º de agosto de 1998) "Temporal variations of midinfrared spectra in late-type stars". The Astrophysical Journal 502: 833-846. American Astronomical Society.
  5. Distance and Kinematics of the Red Hypergiant VY CM. Página visitada em 19 de maio de 2012.
  6. a b c d e f g h Wittkowski, M.; Hauschildt; Arroyo-Torres, B.; Marcaide, J.M. (5 de abril de 2012). "Fundamental properties and atmospheric structure of the red supergiant VY CMa based on VLTI/AMBER spectro-interferometry". Astronomy & Astrophysics 540: L12. DOI:10.1051/0004-6361/201219126. Bibcode2012A&A...540L..12W.
  7. Y. K. Choi; Hirota; Honma; Kobayashi; Bushimata; Imai; Iwadate; Jike et al. (2008). "Distance to VY VMa with VERA". Publications of the Astronomical Society of Japan 60: 1007. Publications Astronomical Society of Japan. Bibcode2008PASJ...60.1007C.
  8. Humphreys, Roberta (13 de outubro de 2006). "VY Canis Majoris: the astrophysical basis of its luminosity". arXiV. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]