Vaccinia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaVírus Vaccinia
Vaccinia virus PHIL 2143 lores.jpg

Classificação científica
Grupo: I (vírus DNA)
Família: Poxviridae
Subfamília: Chordopoxvirinae1
Género: Orthopoxvirus2
Espécie: Vaccinia virus3

Vaccinia (sigla: VACV) é um gênero de vírus que, em seres humanos, é causador de doença não letal, e que no ano de 2010 contaminou mamíferos na região da Amazônia. 4

História[editar | editar código-fonte]

Úbere de uma vaca com vaccinia.
Bebê infectado pelo vírus vaccinia.

Edward Jenner em 1796 reparou que as mulheres que retiravam o leite às vacas não apanhavam varíola e descobriu que a sua imunidade devia-se à infecção não perigosa com cowpox (vaccinia ou varíola das vacas, da palavra em latim para esse animal, vacca). Ele propagou a prática de usar para inoculação antes o vírus vaccinia descobrindo a vacina contra a varíola, a primeira vacina criada. Esse método de imunização ainda se denomina hoje vacina devido ao vírus vaccinia.

Foi possível eliminar a varíola porque só os seres humanos lhe são hospedeiros, só há um serotipo (logo a imunização protege contra 100% dos casos), e a vaccinia é eficaz e como vírus vivo que invade ainda que debilmente células, provoca resposta imunitária vigorosa.

Surtos no Brasil[editar | editar código-fonte]

Identificado em focos esparsos desde 1999, sobretudo entre bovinos na região Sudeste, o vaccinia teve, recentemente, sua presença confirmada entre animais silvestres da Amazônia, sem contato com humanos, rebanhos de gado ou outros animais a ele até então associados.

A constatação vem de inquérito sorológico realizado por grupo do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade, que resultou em sequenciamento de parte do genoma viral de amostras recolhidas de animais soropositivos, capturados entre 2001 e 2002 por um programa de resgate de fauna, durante a construção de usina hidrelétrica em Lajeado e Ipueiras, estado do Tocantins. À época, foram retiradas amostras de sangue de 344 mamíferos da região macacos-prego, bugios, quatis, cutias, gambás, tatus, tamanduás e raposas.

A primeira análise revelou que 84 deles (ou 24,4%) tinham anticorpos para Orthopoxvirus, gênero ao qual pertence o vaccinia vírus. A maior soropositividade foi encontrada entre macacos 25,3% dos macacos-prego e 48,1% dos bugios. Além deles, a soropositividade foi identificada apenas entre quatis e cutias.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre vírus é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.