Vadão (treinador de futebol)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vadão
Informações pessoais
Nome completo Oswaldo Fumeiro Alvarez
Data de nasc. 21 de agosto de 1956 (58 anos)
Local de nasc. Monte Azul Paulista (SP), Brasil
Altura 1,76 m
Canhoto
Apelido Vadão
Informações profissionais
Clube atual Brasil Seleção Brasileira Feminina
Posição Treinador
Site oficial http://www.oswaldoalvarez.com.br/
Times que treinou
1992–1994
1995
1995
1995–1996
1996–1997
1997–1998
1999
1999–2000
2000
2001
2001–2002
2003
2004
2005
2005
2006
2006–2007
2007–2008
2008
2008–2009
2009–2010
2010
2011
2012
2013
2013
2014
2014–
Brasil Mogi Mirim
Brasil Guarani
Brasil Araçatuba
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Mogi Mirim
Brasil Guarani
Brasil Matonense
Brasil Atlético Paranaense
Brasil Corinthians
Brasil São Paulo
Brasil Ponte Preta
Brasil Atlético Paranaense
Brasil Bahia
Brasil Ponte Preta
Japão Tokyo Verdy
Brasil Ponte Preta
Brasil Atlético Paranaense
Brasil Vitória
Brasil Goiás
Brasil São Caetano
Brasil Guarani
Brasil Portuguesa
Brasil São Caetano
Brasil Guarani
Brasil Sport
Brasil Criciúma
Brasil Ponte Preta
Brasil Seleção Brasileira Feminina
Última atualização: 26 de março de 2014

Oswaldo Fumeiro Alvarez,[1] mais conhecido como Vadão (Monte Azul Paulista, 21 de agosto de 1956)[2] é um treinador de futebol brasileiro. Atualmente, comanda a Seleção Brasileira Feminina.

Carreira[editar | editar código-fonte]

No início da década de 1990, ganhou notoriedade do meio futebolístico, pelo super-ofensivo time que montou no Mogi Mirim Esporte Clube, que na época ganhou o apelido de "Carrossel Caipira", em referência ao mítico time holandês, que encantou o mundo na Copa do Mundo de 1974.

Em 2001, sagrou-se campeão do Torneio Rio-São Paulo pelo São Paulo Futebol Clube com um time repleto de jovens revelações, dentre os quais destacava-se o então garoto Kaká.

Vitória[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2007, assumiu o Vitória com o objetivo de conseguir o acesso a Série A do Brasileirão, que ocupava a sexta colocação da Série B até então.[3] Com uma campanha razoável, o Vitória retornou à elite do futebol brasileiro com duas rodadas de antecedência.[4] Vadão continuou no comando da equipe em 2008, porém, foi demitido em março pelas más exibições no Campeonato Baiano e na Copa do Brasil.[5]

Guarani[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2009, acertou com o Guarani para a disputa da Série B.[6] Com vinte e uma vitórias em trinta e oito partidas, o clube paulista garantiu o acesso à Série A do ano seguinte como vice-campeão da competição.[7]

Cquote1.svg – Não tenho varinha mágica. Teve competência da comissão técnica sim, mas de nada adiantaria se não houvesse comprometimento dos jogadores e seriedade da diretoria.[8] Cquote2.svg
Resposta de Vadão, depois de levar o Bugre á série A

Portuguesa[editar | editar código-fonte]

No dia 10 de março de 2010, Vadão deixou o comando do Guarani e foi contratado pela Portuguesa em abril para tentar colocar novamente um clube na elite do futebol.[9] No entanto, foi demitido em outubro devido à campanha irregular.[10]

Volta ao São Caetano[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2011, foi apresentado pelo São Caetano,[11] clube pelo qual treinou em 2008 para o lugar de Márcio Goiano.

Recomeço no Sport[editar | editar código-fonte]

No dia 22 de dezembro de 2012, foi apresentado como novo comandante do Sport Club do Recife [12] , com a prioridade de resgatar o bom futebol e tentar levar o time de volta a elite do futebol brasileiro.

No dia 7 de março de 2013, Vadão foi demitido, a eliminação nas quartas-de-final da Copa do Nordeste somada ao mal desempenho do time no Pernambucano são os motivos que levaram a demissão de Vadão e não conseguiu resgatar o futebol que os torcedores do Sport esperaram.[13]

Criciúma[editar | editar código-fonte]

Acertou com o Criciúma em 7 de março de 2013 e permaneceu até 23 de agosto do mesmo ano. No tempo que ficou no Criciúma, venceu o Campeonato Catarinense, título que o clube não conquistava há oito anos.[14]

Ponte Preta[editar | editar código-fonte]

Em 2 de fevereiro de 2014, assumiu mais uma vez o comando da Ponte Preta após a demissão de Sidney Moraes.[15]

Seleção Brasileira Feminina[editar | editar código-fonte]

Aceitou o convite para treinar a Seleção Brasileira Feminina.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Anos Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas
2007-2008 Vitória 34 18 6 10
2008 Goiás 6 0 3 3
2008-2009 São Caetano 13 5 2 6
2009-2010 Guarani 63 30 11 22
2010 Portuguesa 28 12 4 12
2011 São Caetano 12 3 5 4
2012 Guarani 58 23 14 21
2013 Sport 12 5 6 1
2013 Criciúma 34 12 9 13
2014 Ponte Preta 13 7 0 6
2014- Seleção Brasileira Feminina 0 0 0 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Mogi Mirim
XV de Piracicaba
Atlético Paranaense
São Paulo
Tokyo Verdy
Criciúma

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. br.sambafoot.com: Detalhes de Vadão
  2. transfermarkt.de: - fumeiro-alvarez/bilanz.html Oswaldo Fumeiro Alvarez
  3. Vadão é apresentado no Vitória. atarde.com.br (10 de setembro de 2007). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  4. Vitória goleia CRB e garante retorno à Série A. esportes.terra.com.br (13 de novembro de 2007). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  5. Vadão é demitido do Vitória. atarde.com.br (24 de março de 2008). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  6. Rebaixado, Guarani contrata Vadão e demite dirigente. esportes.terra.com.br (6 de abril de 2009). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  7. Guarani, Ceará e Atlético garantem acesso na Série B. estadao.com.br (21 de novembro de 2009). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  8. Vadão conta como levou o Guarani à Série A. lancenet.com.br (21 de novembro de 2009). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  9. Portuguesa anuncia Vadão como novo treinador. atarde.com.br (16 de abril de 2010). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  10. Vadão não é mais o técnico da Portuguesa. esporte.ig.com.br (13 de outubro de 2010). Página visitada em 29 de novembro de 2010.
  11. Futebol Interior. São Caetano age rápido e acerta com Vadão para a Série B. Página visitada em 06.07.2011.
  12. {{citar web|url=http://www.sportrecife.com.br/news/detalhe.cfm?nid=4588
  13. Mau desempenho do Sport provoca demissão do técnico Vadão. GloboEsporte. Página visitada em 7 de março de 2013.
  14. Vadão não resiste à campanha após intertemporada e está fora do Tigre. GloboEsporte. Página visitada em 23 de agosto de 2013.
  15. Ponte Preta busca reabilitação diante do Corinthians neste domingo (02) e Vadão faz reestreia no comando da Macaca. Sítio oficial AAPP (2 de fevereiro de 2014).
Precedido por
Antônio Clemente
Heriberto da Cunha
Givanildo Oliveira
Treinador do Atlético Paranaense
1999-2000
2003
2006-2007
Sucedido por
Arthur Neto
Mário Sérgio
Antônio Lopes
Precedido por
Oswaldo de Oliveira
Treinador do Corinthians
2000
Sucedido por
Candinho
Precedido por
Marco Aurélio
Treinador do Vitória
2007–2008
Sucedido por
Vágner Mancini
Precedido por
Sérgio Guedes
Treinador do Sport
2013
Sucedido por
Gustavo Bueno (interino)
Precedido por
Sílvio Criciúma (interino)
Treinador do Criciúma
2013
Sucedido por
Sílvio Criciúma
Precedido por
Sidney Moraes
Treinador da Ponte Preta
2014
Sucedido por
Dado Cavalcanti
Precedido por
Márcio Oliveira
Treinador da Seleção Brasileira Feminina
2014
Sucedido por
''