Val Baiano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Val Baiano
Informações pessoais
Nome completo Osvaldo Félix Souza
Data de nasc. 7 de abril de 1981 (33 anos)
Local de nasc. Manoel Vitorino (BA),  Brasil
Altura 1,83 m
Destro
Apelido Val Baiano
Informações profissionais
Clube atual Brasil Penapolense
Número 9
Posição Centroavante
Clubes de juventude
19981999 Brasil Poções
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2000
2001
2002
2003
2004
2004-2005
2005
2006
2006
2007
2007
20072008
20082009
2010
2010
2011
2012
2012
2013
2013
2014
Brasil Iraty
Brasil ADAP/Galo Maringá
Brasil Paranavaí
Brasil Santos
Brasil Brasiliense
Portugal Gil Vicente
Brasil Ceará
Brasil Santa Cruz
Brasil CRB
Brasil São Caetano
Brasil Gama
Catar Al-Ahli Doha
Brasil Grêmio Barueri
México Monterrey
Brasil Flamengo
Brasil Grêmio Barueri
Brasil Oeste
Brasil Grêmio Barueri
Brasil Rio Verde-GO
Brasil Penapolense
Brasil Ipatinga
150000 (8)
120000 (4)
260000 (19)
320000 (28)
110000 (0)
?00000 (?)
?00000 (?)
?00000 (?)
170000 (11)
?00000 (?)
?00000 (?)
?00000 (?)
330000 (18)
900000 (1)
180000 (6)[1]
160000 (4)[2]
100000 (0)
300000 (0)
600000 (1)
100000 (0)
000000 (0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 25 de agosto de 2013.

Osvaldo Félix Souza, mais conhecido como Val Baiano (Jequié, 7 de abril de 1981[3] ), é um futebolista brasileiro que atua como centroavante. Atualmente, joga no Penapolense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Val baiano se destacou por ser um sambista famoso que eventualmente jogava um futebol de várzea. Conhecido mundialmente por ser a versão baiana do atual jogador do Flamengo, Val.

No ano seguinte mudou-se para Maringá, onde jogou poucos jogos e acabou por ser transferido para o Santos, que na época tinha Robinho e Diego. Porém, sem sucesso, não teve muitas chances, e passou por outros clubes brasileiros e ficou muito apagado, até que o Gama o contratou. Val Baiano foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro da Série B com 23 gols, conseguindo se reerguer. Com isso, ele foi vendido para o Al-Ahli Sports Club.

Pouco tempo depois, voltou ao Brasil para jogar no Grêmio Barueri.[4] No começo, ele se machucou e ficou em tratamento, depois se recuperou, mas ficou no banco de reservas, porque tinha como titular o maior ídolo da hístoria do clube paulista, Pedrão. Val Baiano jogou só 3 partidas pelo Paulistão de 2009. Porém, no começo do Campeonato Brasileiro, Pedrão foi vendido, e, com isso, Val Baiano teve a oportunidade de ser titular e a segurou. O atleta terminou o Brasileirão com 18 gols, ficando atrás apenas de Adriano e Diego Tardelli, ambos com 19.

Em 2009, jogando pelo Barueri, o atacante perdeu a oportunidade de ser artilheiro isolado do campeonato por um fato muito curioso. Depois de falar sobre uma mala branca recebida para vencer o Flamengo, em outubro de 2009, o jogador foi suspenso preventivamente pelo próprio clube, que ainda sofria algum risco de rebaixamento, contra o São Paulo, que inclusive era candidato ao título, assim como o Flamengo. O pior é que a mala branca nunca se confirmou, o STJD não puniu ninguém. Na época, ele disse ao vivo à Rádio Eldorado/ESPN que a mala branca tinha vindo do Cruzeiro, outro candidato ao título.[5]

Val Baiano rescindiu seu contrato com o Grêmio Barueri em 8 de janeiro de 2010.[6] Alguns dias após rescindir seu contrato com o clube paulista, o jogador, que também interessava ao Fluminense, foi anunciado como novo reforço do Monterrey para a disputa da Copa Libertadores da América, com contrato de 1 ano.[7]

Em 24 de junho de 2010, o Monterrey publicou em seu site oficial que havia chegado a um acordo com o atacante para uma rescisão amigável, já que o brasileiro não estava mais nos planos do treinador.[8]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Em 30 de junho de 2010, foi apresentado como novo reforço do Flamengo, com contrato até dezembro de 2011.[9] No dia 25 de julho, fez sua estreia com a camisa do Flamengo contra o Internacional.

Em 6 de outubro de 2010, com Vanderlei Luxemburgo no comando do Flamengo após saída conturbada de Silas, em um jogo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Atlético-GO, Val Baiano foi lançado a campo para substituir Deivid, aos 26 minutos do 2° tempo. Após 4 minutos em campo, Val Baiano recebeu cruzamento de Marquinhos pela direita e cabeceou no canto esquerdo do goleiro. Foi o primeiro dele pelo clube em 11 jogos. Depois fez mais dois gols pelo Flamengo, estes no jogo contra o Avaí, na Ressacada. Um igual ao seu primeiro pelo clube, e o outro, um chute forte no canto.[10]

Perdeu espaço na equipe com a renovação feita por Vanderlei Luxemburgo e acabou saindo do time no começo de 2011, junto com outros jogadores.[11]

Em 1º de junho, acertou seu retorno ao Grêmio Barueri.

No dia 7 de março de 2013, acertou com o Penapolense.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Brasiliense


Grêmio Barueri
Títulos Individuais
  • Maior artilheiro de Série B de Brasileiro: (54 gols no total)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.