Valamiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Março de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Valamiro (ca. 420465), filho de Vandalario e irmão de Teodomiro e Videmiro, foi rei dos ostrogodos junto de seus irmãos. Foi casado com Erelieva (ou Ereriliva), que, tornando-se católica, recebeu, no batismo, o nome de Eusébia; eles foram os pais do futuro rei Teodorico, o Grande.[1] Como vassalo de Átila participou na conquista de terras romanas no Danúbio. Em uma destas regiões, na Panônia, se instalou em 477. Participou ao lado de Átila na Batalha dos Campos Cataláunicos, porém a derrota huna frente à coligação ocidental foi um pretexto para uma revolta ostrogoda.

Com a morte de Átila em 453 se converteu em rei dos ostrogodos instalados na Panônia desde o reinado de Viderico. Compartilhou com seus irmãos o título e o poder. Um ano depois (454), venceram os hunos na Batalha de Nedau, tornando assim o reino ostrogodo um reino independente.

Uma disputa relativa a certos impostos anuais levou Valamiro a dirigir um exercito de ostrogodos contra Constantinopla (459462), onde o imperador bizantino Leão I, o Trácio prometeu um pagamento anual de ouro para satisfazê-lo. Durante um ataque contra os citas, Valamiro caiu do cavalo e morreu (465).

Referências

  1. Anônimo Valesiano, A História do rei Teodorico, 12.58
Precedido por:
{{{antes}}}
{{{titulo}}} Sucedido por:
{{{depois}}}
Sucedido por:
{{{depois}}}