Valentine (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valentine
Terror no Dia de São Valentim (PT)
O Dia do Terror (BR)
 Estados Unidos
2001 • cor • 96 min 
Direção Jamie Blanks
Produção Dylan Sellers
Roteiro Donna Powers
Gretchen J. Berg
Aaron Harberts
baseado em Valentine de Tom Savage
Elenco David Boreanaz
Denise Richards
Marley Shelton
Katherine Heigl
Gênero terror
Idioma inglês
Música Don Davis
Cinematografia Rick Bota
Edição Steve Mirkovich
Estúdio Village Roadshow Pictures
NPV Entertainment
Distribuição Warner Bros. Pictures
Lançamento Estados Unidos 2 de fevereiro de 2001
Portugal 25 de maio de 2001
Brasil 8 de junho de 2001
Orçamento US$ 29 milhões[1]
Receita US$ 36,684,136
Página no IMDb (em inglês)

Valentine (br: O Dia do Terror; pt: Terror no Dia de São Valentim) é um filme produzido em 2001, pela Warner Bros. Pictures, em Associação com Village Roadshow Pictures. Foi dirigido por Jamie Blanks.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O enredo gira em torno de Kate, Paige, Dorothy, Lily e Shelly, amigas inseparáveis, que cresceram juntas, estudaram juntas e que têm o mesmo sonho de um dia encontrar o homem perfeito. Lily é a princesa da escola; Paige a "bad girl" da classe; Kate é a tímida; Dorothy é a insegura. As quatro eram um grupo extremamente unido no colégio: desprezando os nerds e dominando as outras garotas. O tempo passa e as meninas crescem ainda unidas, mas cada uma conduzindo a sua própria vida. David Boreanaz entra na história como um jornalista e escritor de esportes chamado Adam. Kate se ve envolvida pelo rapaz e sente que ele também está atraído por ela. O filme começa um dia antes de um dia dos namorados, quando as amigas se reúnem para o funeral de um amigo. Depois, elas passam a receber estranhas e assustadoras mensagens de dia dos namorados. No começo, elas acham que é brincadeira, mas, enfim, encontram um detetive Leon Vaughn (Fulvio Cecere) investigando a causa da morte da amiga e ele diz que pode haver um elo entre as mensagens e algum acontecimento do passado - quando eram adolescentes, elas atormentaram um menino durante um baile de dia dos namorados. Um menino chamado Jeremy Melton. A polícia tenta traçar um paralelo entre aquele menino do passado com algum rapaz do futuro, mas estão longe de encontrar a verdade. Ela não encontra nenhum endereço recente, fotografia ou qualquer informação a respeito do suposto causador das ameaças. Se Jeremy Melton ainda existe, ele pode ser qualquer um, em qualquer lugar.

As garotas passam a ser ameaçadas de forma mais violenta e passam a temer que alguém que elas conhecem pode ser na verdade um perigoso assassino.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Mortes[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
  1. Shelley Fisher: degolada em um necrotério.
  2. Lilly Voight: leva três flechadas no tórax e cai em uma lixeira.
  3. Gary Taylor: ferro de engomar na cara e espancado.
  4. Campbell: leva uma machadada atrás do tórax.
  5. Ruthie Walker: é jogada através de um box de vidro no banheiro e pescoço empalado em um pedaço de vidro.
  6. Detetive Vaughn: decapitado
  7. Paige Prescot: perfurada no ombro por uma broca e é eletrocutada na banheira.
  8. Dorothy: morre baleada por uma arma.
Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Produção[editar | editar código-fonte]

Boreanaz fez todas as cenas em menos de duas semanas. Katherine Heigl só tinha três dias para filmar suas cenas como ela já estava comprometido com a série de TV Roswell.

Blanks disse mais tarde em uma entrevista, "Perdoa-me por [Valentine]. Muita gente me dar tristeza por isso, mas fizemos o nosso melhor".[2]

Elenco original[editar | editar código-fonte]

O projeto originou-se na Artisan Entertainment com o produtor Dylan Sellers e escritores Wayne e Donna Powers, com Wayne Powers ligado a direção. O roteiro teve um tom diferente e os atores que eram para estar no filme incluiu Luke Wilson, Tara Reid, Jeremy Sisto. O projeto foi mudado para a Warner Brothers, foi reescrito e Richard Kelly foi oferecido originalmente a chance de dirigir, mas recusou a oferta. Hedy Burress fez testes para o papel de Dorothy Wheeler, e Tara Reid foi considerado para o papel, mas foi dado a Jessica Capshaw. No entanto, Blanks queria Burress para estrelar o filme, e lançá-la como Ruthie Walker. Jessica Cauffiel fez o teste para o papel de Paige que ficou com Denise Richards. No elenco original, Jennifer Love Hewitt estava cotada para o papel de Paige Prescott.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora de Valentine foi composta por Don Davis. A trilha sonora também inclui as canções "Pushing Me Away", de Linkin Park, "God of the Mind", de Disturbed, "Dump Love (Mix Voodoo Mephisto Odyssey)" por Static-X, "Superbeast (Porno Holocaust Mix)", de Rob Zombie, "Valentine's Day", de Marilyn Manson, e "Opticon" de Orgy. Esta compilação de trilha sonora foi satirizado em uma esquete de Saturday Night Live, que ironicamente apontou que muitas das bandas de destaque em que não eram apenas desconhecidos para uma audiência de massa, mas têm nomes estranhamente sem sentido.[3]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Valentine teve recepção geralmente desfavorável por parte da crítica especializada. Em base de 17 avaliações profissionais, alcançou metascore de 18% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 5.1, usada para avaliar a recepção do público.[4]

Referências

  1. "Valentine (2001)". Box Office Mojo.
  2. » Storm Warning: Q&A with director Jamie Blank
  3. "Season 26: Episode 11: Music From The Motion Picture Valentine". Saturday Night Live.
  4. Valentine (em inglês). Metacritic. Página visitada em 22 de julho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.