Valeri Ryumin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valeri Ryumin

Cosmonauta da AER
Nacionalidade União das Repúblicas Socialistas Soviéticas soviético
Nascimento 16 de Agosto de 1939 (75 anos)
Komsomolsk-on-Amur, ex-URSS
hoje Rússia
Missões Soyuz 25, Soyuz 32, Soyuz 35, Soyuz 34, STS-91
Insígnia
da missão
Soyuz 32 mission patch.png Sts-91-patch.png

Valeri Victorovich Ryumin (russo: Валерий Викторович Рюмин) (Komsomolsk-on-Amur, 16 de agosto de 1939) é um ex-cosmonauta soviético.

Ryumin serviu como comandante detanques no Exército Vermelho entre 1958 e 1961, após se graduar como oficial no colégio técnico de engenharia mecânica de Kaliningrado, aos 18 anos.

Em 1966, graduou-se como especialista em sistemas de espaçonaves e se integrou ao programa espacial soviético, fazendo parte da equipe da Energia, a companhia estatal fabricante de foguetes espaciais da URSS como engenheiro, ajudando a desenvolver as primeiras estações espaciais orbitais soviéticas.

Em 1973, Valeri passou a integrar o corpo de astronautas da Energia e foi ao espaço por três vezes, entre 1977 e 1980 a bordo das naves Soyuz e como tripulante orbital da Salyut 6 na qual passou, em duas missões, um total de 360 dias em órbita.

De 1989 a 1991, ele trabalhou como diretor de missão da Salyut 7 e da estação Mir. Desde 1992, vem atuando como diretor da área russa do programa espacial NASA-Mir.

Em junho de 1998, Ryumin foi ao espaço como integrante da missão STS-91 do ônibus espacial Discovery, na nona e última acoplagem do ônibus espacial americano com a estação russa Mir, encerrando a primeira fase do programa conjunto entre as duas nações.

Valeri Ryumin é duas vezes condecorado (1979 e 1980) com a maior honraria da URSS, a medalha de Herói da União Soviética, além de outras condecorações russas e estrangeiras.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]