Valerie Adams

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valerie Adams
campeã olímpica
Atletismo
Modalidade arremesso de peso
Nascimento 6 de Outubro de 1984 (29 anos)
Rotorua, Nova Zelândia
Nacionalidade Nova Zelândia neozelandesa
Compleição Peso: 98kg Altura: 1,96m
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Pequim 2008 Arremesso de peso
Ouro Londres 2012 Arremesso de peso
Campeonatos Mundiais
Ouro Osaka 2007 Arremesso de peso
Ouro Berlim 2009 Arremesso de peso
Ouro Daegu 2011 Arremesso de peso
Ouro Moscou 2013 Arremesso de peso
Bronze Helsinque 2005 Arremesso de peso
Campeonatos Mundiais – Indoor
Ouro Valência 2008 Arremesso de peso
Ouro Istambul 2012 Arremesso de peso
Ouro Sopot 2014 Arremesso de peso
Prata Doha 2010 Arremesso de peso
Jogos da Commonwealth
Ouro Melbourne 2006 Arremesso de peso
Ouro Délhi 2010 Arremesso de peso
Ouro Glasgow 2014 Arremesso de peso
Prata Manchester 2002 Arremesso de peso

Valerie Kasanita Adams (antes Valerie Vili; Rotorua, 6 de outubro de 1984) é uma atleta neozelandesa, campeã olímpica e mundial do arremesso de peso. É a recordista continental da Oceania e da Comunidade Britânica e tem um recorde pessoal de 21,24 metros na prova ao ar livre, marca obtida em 2011; e 20,54 metros na prova indoor, obtidos em 2012.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Adams começou a carreira aos 14 anos, quando conheceu Kirsten Hellier, ex-atleta do lançamento de dardo e participante dos Jogos Olímpicos de Barcelona pela Nova Zelândia, e que se tornaria sua técnica por mais de dez anos, até 2010.[1] Conseguiu proeminência internacional quando venceu a prova no Campeonato Mundial Juvenil de Atletismo de 2001, arremessando 16,87 m. No ano seguinte, também conquistou o mesmo torneio, elevando a marca para 17,73 m e conseguindo seu primeiro grande resultado como atleta senior, com a medalha de prata nos Jogos da Commonwealth.

Aos 18 anos, depois de todos os títulos como juvenil, Adams ficou em quinto lugar no Campeonato Mundial de Atletismo de 2003, em Paris.

Campeã olímpica[editar | editar código-fonte]

Ela participou pela primeira vez de uma Olimpíada em Atenas 2004. Nestes jogos, recuperando-se de uma operação de apendicite apenas algumas semanas antes da competição, não conseguiu mais que o oitavo lugar.[2]

Nos anos seguintes, entretanto, no período entre Atenas e Pequim, Valerie ganhou um lugar na elite internacional de seu esporte. Em 2005, conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de Helsinque, com um novo recorde pessoal de 19,87 m. Nos Jogos da Commonwealth de 2006, a atleta de 1,96 m ganhou o ouro e quebrou um recorde de 20 anos de duração - 19,00 m - com a marca de 19,66 m. Em 2007, conquistou o ouro no Mundial de Atletismo, em Osaka, em seu último arremesso, com um lançamento de 20,54 m, seu novo recorde pessoal. Estes resultados fizeram dela uma das únicas atletas do mundo campeãs dos torneios máximos da IAAF, no juvenil e no adulto.[3] Em 2008, antes dos Jogos, conseguiu seu primeiro título no Campeonato Mundial de Atletismo em Pista Coberta, em Valência, na Espanha.

Em Pequim 2008, Adams classificou-se para a final em seu primeiro arremesso na eliminatória, com 19,73 m, que também foi o mais longo da sessão. Na final, ela derrotou a bielorrussa Natallia Mikhnevich com um arremesso de 20,56 m, o melhor de sua carreira até ali, e conquistou a primeira medalha de ouro da Nova Zelândia no atletismo olímpico desde a vitória de John Walker, nos 1500 metros dos Jogos Olímpicos de Montreal, 32 anos antes.

Em maio de 2009, Adams foi ao Brasil e, disputando o Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo no Rio de Janeiro, aumentou sua melhor marca para 20,69 m, estipulando novo recorde da Oceania e melhor marca do mundo no ano,[4] e em agosto sagrou-se bicampeã mundial do arremesso de peso feminino no Mundial de Berlim.

Em Londres 2012, Adams ficou com a medalha de prata da prova, com um arremeso de 20,70 m, sendo derrotada pelo bielorussa Nadzeya Ostapchuk, a quem havia sempre vencido em anos anteriores.[5] Posteriormente, Ostapchuk foi pega no anti-doping feito em Londres e anunciado dois dias depois dos Jogos, e perdeu sua medalha de ouro. Com a mudança no resultado da prova, Valerie passou a ser bicampeã olímpica do arremesso de peso.[6]

Em 2013, Adams conquistou um inédito tetracampeonato mundial do arremesso de peso no Campeonato Mundial de Atletismo disputado em Moscou, com um lançamento de 20,88 m.[7]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Valerie Adams nasceu em Rotorua, situada na ilha ao norte da Nova Zelândia, e é filha de mãe tonganesa, que morreu quando ela tinha 15 anos, e pai inglês.[8] Foi casada com Bertrand Vili, um lançador de disco da Nova Caledônia, onde passou a competir com o nome de Valerie Vili, mas se divorciou em 2010.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Olympic champion Valerie Vili drops coach Retrieved 28-03-2010
  2. Resultados oficiais Atenas la84foundation
  3. IAAF A quarta junto com Jana Pittman (2003), Yelena Isinbayeva (2005) e Veronica Campbell no mesmo ano.
  4. Biscayart, Eduardo (2009-05-18).Vili sets 20.69m Oceania Shot Put record in Rio. IAAF. Retrieved on 2009-05-18.
  5. Shot Put - W FINAL IAAF. Página visitada em 07/08/2012.
  6. Campeã do arremesso de peso é pega no doping e perde medalha
  7. results IAAF. Página visitada em 12/08/2013.
  8. IAAF: Pressure-free, Vili delivers second World title
  9. Marital difficulties for Valerie Vili, now Adams stuff.co.nz (18 de agosto de 2010). Página visitada em 25 de junho de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]