Valiant Is the Word for Carrie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valiant Is the Word for Carrie
O Crime de Ser Boa (BR)
 Estados Unidos
1936 • p&b • 110 min 
Direção Wesley Ruggles
Produção Wesley Ruggles
Roteiro Claude Binyon
Elenco Gladys George
Arline Judge
John Howard
Dudley Digges
Harry Carey
Gênero drama
Idioma inglês
Distribuição Paramount Pictures
Página no IMDb (em inglês)

Valiant Is the Word for Carrie (br: O Crime de Ser Boa) é um filme estadunidense de 1936, do gênero drama, dirigido por Wesley Ruggles. Definido por Leonard Maltin como a epítome do dramalhão dos anos 1930[1] , o filme foi um grande sucesso entre as mulheres.

Gladys George, comediante há trinta anos no teatro, foi contratada pela Paramount Pictures para filmar Personal Appearance, seu maior sucesso na Broadway. Todavia, sua peça acabou sendo dada a Mae West, que a rodou como Go West, Young Man, e foi-lhe oferecido este drama lacrimoso, em papel tão distante de sua especialidade. No fim, contra todas as expectativas, sua atuação valeu-lhe uma indicação para o Oscar de Melhor Atriz[2] .

O roteiro é baseado no best-seller homônimo do escritor texano Barry Benefield, publicado em 1935.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Carrie Snyder é uma prostituta na pequena Crebillon, Louisiana. Ela se torna amiga de Paul, uma criança cuja mãe está às portas da morte. Indignados com o que consideram uma indecência, os moradores agridem e expulsam Carrie da cidade. Mais tarde, ao saber que Paul está órfão, ela volta para buscá-lo e vê que ele se tornou amigo de Lady, uma menina também abandonada. Carrie, então, adota-os e leva-os para Nova Iorque, onde enriquecera ao montar uma rede de lavanderias.

Anos depois, Paul consegue emprego em uma agência literária, porém mata acidentalmente um homem no metrô. Com remorso, ele leva Lili Eipper, a irmã da vítima, para a casa e cuida dela, o que desperta os ciúmes de Lady. Carrie percebe que Lili finge amar Paul só pelo dinheiro dele e vai visitá-la, depois de descobrir que ela foi cúmplice de um crime ao lado de um médico, que está preso e é seu verdadeiro amor. Lili pede e obtém cinquenta mil dólares para tirar o doutor da cadeia e desaparecer da vida de Paul. No entanto, algo sai errado no dia da fuga e Lili é morta e Carrie, presa.

Apesar de ter à disposição os melhores advogados, Carrie decide declarar-se culpada, porque não quer que seu passado venha à tona e prejudique o futuro de Paul e Lady.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Gladys George Carrie Snyder
Arline Judge Lady
John Howard Paul Darnley
Dudley Digges Dennis Ringrose
Harry Carey Phil Yonne
Isabel Jewell Lili Eipper
Jackie Moran Paul, quando criança
Charlene Wyatt Lady, quando criança
John Wray George, pai de Paul
Hattie McDaniel Ellen Belle

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Categoria(s) Indicada(s) Categoria(s) Premiada(s)
Oscar Melhor Atriz (Gladys George) ---

Referências

  1. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, 2a. edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)
  2. EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Anexo:Filmes de 1936 da Paramount Pictures