Vangiões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Vangiões (em latim) Vangiones [1] foram um povo germânico mencionado por César em seu Comentário às guerras da Gália. Relata César que havia soldados "vangiones" no exército de Ariovisto ao qual ele derrotou:

Só então, e à força, tiraram os germanos suas tropas do acampamento e formaram por povos, a intervalos iguais, dos Charudes, os Marcomanos, os Tribocos, os Vangiões, os Mêmetes, os eudusios e os Suevos, rodeando toda sua formação com carromatos y carros para que não houvesse a mínima possibilidade de fuga.[2]

porém sua expressão quer dizer que havia soldados germânicos estabelecidos na Gália. Plínio e Tácito também dizem que eram germânicos estabelecidos à esquerda do Reno. Os Vangiões eram vizinhos dos Nêmetes.

Durante a guerra contra Civil, Tutor reforçou aos Tréveros com grupos de Vangiões, Caracates e Tribocos. O território dos Vangiões tinha a sua capital em Borbetômago (Worms) e antes havia pertencido aos Mediomátricos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
  • Cultura germânica primitiva

Referências

  1. Outras leituras, Vangíones, Vangiones.
  2. Júlio César: Comentários à guerra das Gálias, libro I, 51.3, pág. 85 trad. José Joaquín Caerols, Alianza Editorial, Col. Clásicos de Grecia y Roma, BT 8254, 3.ª reimpresión, Madrid, 2008, ISBN 978-84-206-4092-1.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.