Vanishing Point (1971)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde Maio de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Vanishing Point
Corrida contra o Destino (PT/BR)
 Estados Unidos
1971 • Cor • 98 min 
Direção Richard C. Sarafian
Roteiro G. Cabrera Infante
Elenco Barry Newman, Cleavon Little, Dean Jagger, Victoria Medlin, Paul Koslo, Robert Donner, Timothy Scott, Gilda Texter, Anthony James, Arthur Malet
Género ação, drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Vanishing Point (em português: Corrida contra o Destino) é um filme de estrada de 1971 estrelando Barry Newman, Cleavon Little e Dean Jagger.

Vanishing Point é notável pelo seu trabalho cinematográfico que caracteriza o cenário do Sudoeste Norte-Americano e pelo seu comentário social sobre o clima pós-Woodstock nos Estados Unidos no começo da década de 70. Foi um dos primeiros e mais significativos filmes da história a utilizar um Dodge como elemento principal. O filme continua sendo um popular até os dias de hoje e pode ser considerado um filme cult.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Kowalski (Barry Newman), um ex-fuzileiro e herói da guerra do Vietnã, ex-corredor automobilístico e ex-policial demitido da corporação, dedica-se a transportar carros para um pequena oficina. Em um desses trabalhos ele deve levar um Dodge Challenger '70 de Denver, no Colorado, para São Francisco, na Califórnia. Kowalski faz uma aposta de entregar o carro em 1 dia, mas uma pequena infração no percurso se transforma em uma perseguição pela polícia rodoviária em três estados americanos onde ganha notoriedade e é transformado em ídolo pelo DJ Super Soul (Cleavon Little).

Remake[editar | editar código-fonte]

Em 1997 foi feito um remake dirigido por Charles Robert Carner, com Viggo Mortensen no papel principal.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • No fim da música Breakdown, da banda Guns N' Roses, Axl Rose cita uma passagem do filme: "But, it is written, if the evil spirit arms the tiger with claws, Brahman provideth wings for the dove. Thus spake, the super guru".
  • Uma das músicas da trilha sonora, "Freedom of Expression", tocada pelo grupo J.B. Pickers, é utilizada na abertura do programa Globo Repórter.
  • O clipe da música "Show me how to live" da banda Audioslave foi inspirado nesse filme.
  • A banda escocêsa Primal Scream lançou em em 1997 um disco de mesmo nome inspirado no filme, especialmente a música Kowalski, que foi criada como uma "trilha sonora alternativa" para o filme.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.