Vaso linfático

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os vasos linfáticos são os canais que transportam a linfa no corpo dos animais que possuem um sistema linfático, rede de vasos linfáticos que fazem parte do sistema imunológico do corpo humano. Ele transporta células que lutam contra infecções, os linfócitos, e também retira as células mortas dos tecidos. Ele fica entre os capilares. Os vasos linfáticos possuem válvulas em forma de bolso, como as das veias, e elas asseguram o fluxo da linfa numa só direção. Estão ausentes no sistema nervoso central (SNC), na medula óssea, nos músculos esqueléticos (mas não no tecido conjuntivo que os reveste) e em estruturas avasculares.1

Vasos linfáticos da mama.

Os vasos linfáticos estão presentes em quase todo o corpo, com vasos de paredes finas que possuem muitas válvulas linfáticas. Nos indivíduos vivos, há saliências nos locais de cada válvula, que estão bem próximos, o que deixa os vasos linfáticos com aparência de um colar de contas.2 Podem ser do tipo superficiais ou profundos. Os superficiais, mais numerosos que as veias no tecido subcutâneo e que se anastomosam livremente, acompanham a drenagem venosa e convergem para ela. Esses vasos finalmente drenam nos vasos linfáticos profundos, que acompanham as artérias e também recebem a drenagem de órgãos internos. É provável que os vasos linfáticos profundos também sejam comprimidos pelas artérias que acompanham, o que leva ao ordenhamento da linfa ao longo desses vasos. Os vasos linfáticos superficiais e profundos atravessam os linfonodos (geralmente vários em conjunto) em seu trajeto no sentido proximal, tornando-se maiores à medida que se fundem com os vasos que drenam em regiões adjacentes. Os grandes vasos linfáticos entram em grandes vasos coletores denominados troncos linfáticos, que se unem para formar o ducto linfático direito ou ducto torácico.3

Referências

  1. DANGELO,J.G ; FATTINI,C.A. Anatomia Humana: sistêmica e segmentar. 3 ed. São Paulo: Atheneu, 2007,142p.
  2. MARCONI, M.A; LAKATOSE,M. Fundamentos de metodologia cientifica. 7 ed. São Paulo: Atlas,2010. 256-257p.
  3. MOORE,K.L; DALLEY,F.A;AGUR.A.M.R. Anatomia orientada para a clínica .6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,2013. 43-46p.


Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.