Vegetação de altitude

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde Março de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Vegetação de altitude é um conceito em geografia que reflete o fato de que o clima e a vegetação das áreas montanhosas variam conforme a altitude. Não apenas as temperaturas diminuem com o aumento da altitude, como também o aspecto (alinhamento da montanha em relação ao sol) afeta as condições locais, resultando em diferentes padrões de vegetação e ditando as escolhas de áreas para cultivo e povoamento.

A vegetação de altitude ocorre na América do Sul e na Europa, ou seja, na Zona Temperada (sul e norte). Na América do Sul, a vegetação de altitude aparece no Peru, na Bolívia, no Paraguai e na Argentina. Já na Europa existe muito pouco, apenas no centro-oeste, na Alemanha. Pelo fato de estar situado em regiões de baixas latitudes, seu clima é subtropical. A urbanização ocorreu para fins de lazer, com o estabelecimento de moradias temporárias, condomínios de elevado padrão ou prédios, em geral ocupando também áreas de formação vegetal. eco

Ocorre em elevadas altitudes, sobretudo nas cadeias montanhosas, como os Alpes, a cordilheira Escandinava e os montes Urais, com características semelhantes às de clima frio. Nessas áreas há a presença de gramíneas, musgos e liquens.

O clima da vegetacão varia conforme a distribuição das montanhas(altitude).