Vegetação litorânea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Abril de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.

Vegetação litorânea é uma formação presente nas terras baixas e planícies do litoral, constituída por variados tipos de vegetação. É como a base de um ecossistema que mantém uma grande biodiversidade. Vem sendo cada vez mais devastada, com a poluição das águas próximas e a exploração das espécies.

Sua vegetação é bastante variada, porém típica de regiões litorâneas. São regiões alagadiças e salobras que abrigam manguezais, gramíneas e plantas rasteiras.

Manguezais[editar | editar código-fonte]

Os mangues apresentam, além das espécies vegetais, peixes, crustáceos, ostras, caranguejos e aves como o pelicano. Os mangues aparecem em várias partes do litoral tropical e no fundo das baías e na foz de rios. Apresenta elevada importância para o ecossistema marinho, sendo uma espécie de "abrigo" para a reprodução dos peixes presentes neste ecossistema. Ocupam porções mais restritas do litoral, em reentrâncias da costa, onde as águas são pouco movimentadas, como os pântanos litorâneos, os alagadiços e as regiões inundadas pela maré alta. Neles predominam vegetações halófitas (que se adaptam a ambientes salinos), com raízes aéreas e respiratórias, dotadas de raízes fortes que lhes permitem absorver o oxigênio mesmo em áreas alagadas. Conforme a topografia e a umidade do solo, é possível distinguir o mangue-vermelho, nas partes mais baixas, o mangue-siriúba, onde as inundações são menos freqüentes; e o mangue-branco, em solos firmes.

Restingas[editar | editar código-fonte]

As restingas são um tipo de vegetação rasteira, que se adapta ao solo arenoso e rico em sal das planícies do litoral. Foram quase totalmente destruídas pela ocupação humana, mas ainda existem algumas áreas preservadas para o estudo. Nas matas de restinga do Brasil habitam vários tipos de aves migratórias como o papagaio-de-cara-roxa, e mamíferos como a lontra, a capivara, o mico-leão-de-cara-preta e o bugio.