Vegetoterapia carátero-analítica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Vegetoterapia carátero-analítica ou neuro-vegetoterapia[1] é uma técnica de psicoterapia criada por Wilhelm Reich.

Conhecida como a proposta psicoterapêutica corporal primária, aquela que originou tantas outras abordagens corporais de terapia hoje existentes.

É uma proposta de terapia de análise do caráter - estrutura constituída a partir de um processo histórico, biográfico, na relação do indivíduo com seu meio, inclusive social, educacional, político, etc. - que trabalha ao mesmo tempo verbalmente através do sistema cortical, como nos sistemas vegetativos - sistema nervoso simpático e parassimpático - através de movimentos de corpo precisos, ou "actings", que desobstruem ou desbloqueiam o fluxo saudável (orgástico) da energia biopsíquica vital.

Vegetoterapeutas[editar | editar código-fonte]

Introdutores[editar | editar código-fonte]

    • Wilhelm Reich (1897-1957) - Austríaco-americano, psiquiatra e psicoanalista, antes seguidor e discípulo de Sigmund Freud, depois mais conhecido por suas experimentos em bio-dinâmica e teorias sobre energia Orgônio, bem como pela perseguição governamental contra sua invenção, o acumulador de energia orgone.
    • Federico Navarro (1924-2002) - Napolitano, neuro-psiquiatra, psicanalista, terapeuta junguiano, pioneiro do movimento pós-reichiano, da psicoterapia corporal, organoterapia, Somatopsicodinamica e vegetoterapia caractero-analítica.


Este texto foi criado a partir de artigos da wikipedia, sobre o tema, em Inglês.

Brasil[editar | editar código-fonte]

    • Maria Alice Vassimon - Educadora e psicoterapeuta com formação na USP em Psicodrama, Sociodrama, Vegetoterapia Caractero Analítica, fundadora do GETEP — Grupo de Estudos e Trabalhos Psicodramatico, SP, fundadora e coordenadora do Curso de Psicopedagogia do Instituto Sedes Sapientiae, SP, especialista em terapia de adultos e de casais, supervisora de profissionais nas áreas de Educação e Psicoterapia.
    • Maria Cristina Turazzi

SOVESP - Sociedade de Vegetoterapia-Caracteroanalitica de Sao Paulo. Vila Madalena.

Olinda Fertonani Nunes, professoa da Sovesp é psicologa e vegeto-terapeuta. Atua na área de psicossomática e práticas de meditação, há mais de 25 anos. Atualmente dedica-se a uma pesquisa aprofundada no tema: “A vontade de viver com saúde, qualidade de vida, alegria e muito bom humor". Diz Olinda, que recuperar a pulsatilidade no corpo pode nos mover mais em direção à individuação e recuperação da nossa capacidade de discriminar e se diferenciar do pacote hereditário que recebemos. Situada na quinta geração da linhagem de aprendizado, inaugurada por Wilhelm Reich, reafirma as palavras do criador da Orgonomia, que dizia que olhamos a saúde como fluxo e função e, doença como estase e disfunção. As experiências vividas no período antes-durante e pós-concepção são individuadas pelo estresse ocorrido em cada fase do desenvolvimento neuro-psico-afetivo, até a vida adulta. A qualidade do estresse e o amparo internalizado neste circuito serão registrados na memória celular e irão definir a densidade energética, a carga vital e, as estruturas de personalidade. Trazemos do nosso DNA as informações da ancestralidade representada pelas marcas da evolução e da sobrevivência.

    • Maria de Melo - Formada em Psicologia pela USP, com cursos de especialização no Brasil e no Exterior, desenvolveu ao longo de mais de 30 anos de atuação um trabalho que concilia linhas como psicodrama e psicoterapia corporal (da qual foi uma das pioneiras no País). Coordenadora do NuPsi (Núcleo de Psicologia Integrada) e co-fundadora da Sovesp (Sociedade de Vegetoterapia de São Paulo). Autora do livro "A Coragem de Crescer" (Editora Record), artigos e co-escritora do livro "Vida a Dois" (Editora Siciliano).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]