Velhas Virgens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Janeiro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Velhas Virgens
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) Rock cômico, blues-rock, hard rock, punk rock, rock alternativo
Período em atividade 1986 - atualmente
Gravadora(s) Gabaju Records (Gravadora Independente)
Página oficial www.VelhasVirgens.com.br
Integrantes Paulão de Carvalho
Tuca
Alexandre "Cavalo" Dias
Roy Carlini
Simon
Juliana Kosso

Velhas Virgens é uma banda brasileira independente de rock que tem como característica letras irreverentes, geralmente com assuntos sexuais e alcoólicos. Suas apresentações costumam ressaltar sua opinião política.

História[editar | editar código-fonte]

Proveniente de São Paulo, o grupo tem quatorze discos lançados e, gradualmente, tem ganhado espaço no cenário alternativo nacional, mesmo sem tocar em rádios, ou aparecerem em programas de TV ao longo de seus 28 anos de história. Em 1986, "Paulão" de Carvalho que já tinha tocado na banda "Beba Cerveja E Seus Copos Quebrados", que era o esboço do que se tornaria a atual Velhas Virgens, quando conheceu Alexandre "Cavalo" Dias. Inicialmente, Paulão tocava baixo e Cavalo guitarra. Chamaram os amigos Rick para assumir a bateria e Celso - irmão do Paulão - para os vocais. Até o final da década de 1980 tocaram em vários lugares, mudando diversas vezes de baterista durante esses anos.

Na virada da década, o vocalista Celso deixa a banda só restando os fundadores, mas logo apareceu Mário Sérgio "Lips Like Sugar" para assumir definitivamente o comando da bateria. Paulão assume os vocais, a gaita e continua com o baixo, enquanto o recém-chegado Fabiano assume o posto de guitarrista. Com essa mudança de formação, a banda passou a flertar mais com o Blues. Gravaram algumas demos e fizeram diversas apresentações. O ano de 1993 marca a saída de Fabiano. Quem assume seu lugar na guitarra é Caio "The Kid" Andrade.

É gravado em 1994 e lançado no ano seguinte o primeiro álbum, intitulado de Foi Bom Pra Você?. Já neste primeiro trabalho está contida uma característica que surgiu na banda a partir de 1990: as letras escrachadas falando basicamente de mulheres, cerveja e Rock 'n Roll. Outra marca do grupo foi chamar artistas consagrados para participar de algumas canções. Na estréia encontram-se as presenças de Pit Passarell do Viper, Oswaldo Vecchione do Made In Brazil, Eduardo Araújo e Marcelo Nova do Camisa de Vênus. Um disco de estréia bem aceito pelos fãs, com sonoridade voltada para o Rock 'n Roll clássico e Blues e músicas como "Minha Vida é o Rock 'n Roll", "Cerveja na Veia", "Só Para Te Comer", "Excesso de Quorum" e "De Bar em Bar Pela Noite", essa com a participação de Marcelo Nova.

Nesse mesmo ano a dançarina Cláudia Lino passa a acompanhar a banda nas apresentações. Em 1996, as Velhas Virgens assinam com a gravadora Velas, da qual o cantor Ivan Lins é um dos sócios. Também em 1996, a entrada do baixista Edu Gago faz com que Paulão se dedique somente aos vocais e a gaita. O segundo disco Vocês Não Sabem Como é Bom Aqui Dentro é lançado ainda em 1996. Trazendo mais convidados ilustres como Roger do Ultraje a Rigor, que canta com Paulão a sádica "Mulher do Diabo", que conta ainda com a presença do baixista ex-Ultraje Serginho Petroni.

Rita Lee, que já havia escrito a apresentação do primeiro disco, aparece aqui para cantar a saga noturna de bebedeiras na "Beijos de Corpo". O guitarrista Sérgio Hinds da banda O Terço deixa sua marca em "Pão Com Cerveja". Destacam-se ainda as canções "Já Dizia o Raul", "Vocês Não Sabem Como é Bom Aqui Dentro", a balada Blues "Não Vale Nada", entre outras. 1997 é um ano de estrada e fazem mais de 50 concertos pelos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Até que Lips sofre um acidente de moto e Paulão se machuca jogando bola, o que causa uma parada de dois meses na banda.

Em 1998 sai Edu para a entrada de Tuca "Pés-de-Arara" no baixo, completando a formação que se manteve e. Iniciam a produção do terceiro disco, Porém nessa época o cenário Brasileiro de Rock não estava em alta, o que dificultava contratos com grandes gravadoras acabam optando por uma produção independente. Cavalo abre sua gravadora, a Gabaju Records, e exatamente em Agosto de 1999 é lançado $r. $uce$$o, o terceiro disco. Com participações como Adriana Lessa, Célso Viáfora, Luís Carlini, Mário Ribeiro, Neto Botelho, o disco vem um pouco mais recheado de baladas e canções críticas. A canção que dá título ao disco, $r. $uce$$o, é bem recebida pelos fãs, fazendo uma critica direta ao mercado fonográfico, quanto ao seu lado mercantilista e comercial. Destacam-se ainda "A Minhoca Que Acendia o Rabo", a bem humorada "Domingo na Praia", "Essa Tal Tequila" e "O Verdadeiro Amor".

A chegada dos anos 2000 e o advento da internet foi um marco na história das Velhas, em 2001 dois cds foram lançados, Reveillon-2001 que vem com mais de 200 fotos do grupo e de Cláudia Lino "A Mulher Diabo", mais 6 videoclipes da banda, conta com as cifras de todos os álbuns anteriores, além de 9 músicas nunca dantes lançadas e Abre essas pernas – Ao Vivo que contém alguns sucessos da banda, como “Madrugada e Meia”, “De Bar em Bar” e “Safadeza pura”.

No ano seguinte Claudia se despede da banda e Lily se torna a nova integrante.  Com agenda cheia, muito rock’n roll e uns bons drinks as Velhas Virgens se afirmam como a banda independente que é hoje.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Foi Bom Pra Você? - 1995[editar | editar código-fonte]

  1. "Só Para Te Comer" (Paulo de Carvalho)
  2. "Vamos Beber" (Paulo de Carvalho)
  3. "De Bar Em Bar Pela Noite" (Paulo de Carvalho)
  4. "Blues à Perigo" (Paulo de Carvalho)
  5. "Excesso de Quorum" (Paulo de Carvalho)
  6. "Quanto Mais Quente Melhor" (Paulo de Carvalho)
  7. "Morena Lúcifer" (Paulo de Carvalho)
  8. "Cerveja Na Veia" (Paulo de Carvalho)
  9. "O Que É Que A Gente Quer?" (B.U.C.E.T.A.) (Paulo de Carvalho)
  10. "Minha Vida É O Rock'n'Roll" (Oswaldo Vecchione)
  11. "What You Said? (Paulo de Carvalho)
  12. "A Gang" (Paulo de Carvalho)
  13. "Maldita Ressaca" (Paulo de Carvalho)
  14. "Essa Tal de Tequila" (Paulo de Carvalho)

Vocês Não Sabem Como é Bom Aqui Dentro! - 1997[editar | editar código-fonte]

  1. "Vocês Não Sabem Como é Bom Aqui Dentro" (Paulo de Carvalho)
  2. "A Mulher Do Diabo" (Paulo de Carvalho)
  3. "Abre Essas Pernas" (Paulo de Carvalho)
  4. "Já Dizia o Raul" (Paulo de Carvalho)
  5. "Beijos De Corpo" (Paulo de Carvalho)
  6. "Madrugada E Meia" (Paulo de Carvalho)
  7. "Eu Bebo Sim" (Paulo de Carvalho)
  8. "Uns Drinks" (Paulo de Carvalho)
  9. "Siririca Baby" (Paulo de Carvalho)
  10. "Eu Não Quero Mais" (Paulo de Carvalho)
  11. "Vampiro" (Paulo de Carvalho)
  12. "Pão Com Cerveja" (Paulo de Carvalho)
  13. "Selvagem Do Asfalto" (Paulo de Carvalho)
  14. "Não Vale Nada" (Alexandre "Cavalo" Dias)
  15. "Sweet Blues For You" (Caio de Andrade)
  16. "Flores do Mal" (Frejat)

Senhor Sucesso - 1999[editar | editar código-fonte]

  1. Sr. Sucesso (P. Carvalho)
  2. A Minhoca Que Acendia O Rabo (P. Carvalho)
  3. Rafaela: Eu Amo A Sua Mãe (P. Carvalho)
  4. A Mulher Que Não Vai Mais Voltar (Alexandre "Cavalo" Dias)
  5. Muito Bem Comida (P. Carvalho)
  6. Domingo Na Praia (P. Carvalho)
  7. Blues Do Velcro (P. Carvalho)
  8. Balada Para Mulher Nenhuma (Caio Andrade/Alexandre "Cavalo" Dias)
  9. Esta Tal De Tequila (P. Carvalho)
  10. Se Você Tem Dinheiro (P. Carvalho)
  11. Dignidade (P. Carvalho)
  12. Estar Só (Alexandre "Cavalo" Dias)
  13. O Verdadeiro Amor (P. Carvalho)

Reveillon - 2001[editar | editar código-fonte]

  1. Samba Da Natassja Kinski (Paulo de Carvalho)
  2. O Que É Bom Tá Guardado (Paulo de Carvalho)
  3. Marcha Do Tira A Roupa (Paulo de Carvalho)
  4. Aposentadoria De Malandro (Paulo de Carvalho)
  5. O Que É Que Você Tem Na Boca, Maria? (Paulo de Carvalho)
  6. Essa Tal De TPM (Paulo de Carvalho)
  7. Hino Dos Solteiros (Paulo de Carvalho)
  8. Só Pra Sacanear (Paulo de Carvalho)
  9. Homem Do Bigode Cheiroso (Paulo de Carvalho)

Abre Essas Pernas Ao Vivo - 2001[editar | editar código-fonte]

  1. Senhor Sucesso
  2. Muito Bem Comida
  3. Só Pra Te Comer
  4. Eu Amo A Sua Mãe
  5. Mulher Do Diabo
  6. Siririca Baby
  7. Buceta
  8. Não Vale Nada
  9. Madrugada E Meia
  10. Abre Essas Pernas
  11. Blues Do Velcro
  12. De Bar Em Bar
  13. Uns Drinks
  14. A Minhoca & Beijos De Corpo
  15. Safadeza Pura
  16. Toda Puta Mora Longe
  17. Baba Lobo
  18. Blues Do Vinho Branco

Com A Cabeça No Lugar - 2003[editar | editar código-fonte]

  1. Introdução
  2. Se Deus Não Quisesse (P. Carvalho/Alexandre "Cavalo" Dias)
  3. Enfia Ni Mim (P. Carvalho)
  4. D.J. (Geração Putz Putz) (P. Carvalho)
  5. Todo Mundo Loko (P. Carvalho/Caio Andrade)
  6. Um Homem Lindo (P. Carvalho/Alexandre "Cavalo" Dias)
  7. Tô Correndo (Pra Encontrar O Meu Amor) (P. Carvalho/Alexandre "Cavalo" Dias)
  8. Vamos Viver No Bar (P. Carvalho)
  9. Prostitua (P. Carvalho)
  10. Cunhadinha (P. Carvalho)
  11. Márcia E Amanda (P. Carvalho/Caio Andrade)
  12. Pane Seca (P. Carvalho/Caio Andrade)
  13. Maria Chuteira (P. Carvalho)
  14. Fernando Pessoa Blues (P. Carvalho/Caio Andrade)
  15. Quase Famosos (P. Carvalho/Glauco Chaves/Alexandre "Cavalo" Dias)

Carnavelhas - 2004[editar | editar código-fonte]

  1. Cueca, Não!
  2. Samba Da Natasja Kinski
  3. O Que É Bom Tá Guardado
  4. Mauro, Eu Mesmo e Eu
  5. Marcha Do Tira A Roupa
  6. Aposentadoria De Malandro
  7. Eu Tô Aí Neste Bundão
  8. O Que É Que Você Tem Na Boca, Maria?
  9. Essa Tal De TPM
  10. Hino Dos Solteiros
  11. Homem Do Bigode Cheiroso
  12. É No Couro?
  13. Só Pra Sacanear
  14. Tem Português No Samba
  15. Se Não Fosse o HIV
  16. Aposentadoria De Malandro (Samba)
  17. Homem Do Bigode Cheiroso (Completa)

Cubanajarra - 2006[editar | editar código-fonte]

  1. Cubanajarra
  2. Gim no Pingado
  3. As Mulheres e Nelson Rodrigues
  4. Dinheiro Pra Torrar
  5. Esse Seu Buraquinho
  6. Seu Garçom
  7. Mea Culpa
  8. Tudo O Que A Gente Faz É Pra Ver Se Come Alguém
  9. Arca de Noé
  10. Bafo de Jibóia
  11. Cretina
  12. Paulão Foi Pro Bar
  13. Quero Te Ver Gozar Pelo Cu

Nós Somos As Velhas Virgens! 21 Anos - 2008[editar | editar código-fonte]

  1. Cubanajarra
  2. Só Pra Te Comer
  3. Tudo Que A Gente Faz
  4. Toda Puta Mora Longe
  5. Essa Tal De Tequila
  6. Seu Garçom
  7. Mulher Do Diabo
  8. Se Deus Não Quisesse
  9. DJ
  10. Um Homem Lindo
  11. Esse Seu Buraquinho
  12. Dinheiro Pra Torrar
  13. Abre Essas Pernas
  14. Não Vale Nada
  15. Pão Com Cerveja
  16. A Minhoca Que Acendia O Rabo
  17. Beijos De Corpo

Ninguém Beija Como As Lésbicas - 2009[editar | editar código-fonte]

  1. O Gênio da Garrafa
  2. A Boca, a Boceta e a Bunda
  3. Bunda Boa
  4. Ninguém Beija Como as Lésbicas
  5. Essa Mulher só Quer Viver na Balada
  6. Cafajeste
  7. Bortolotto Blues
  8. A Última Partida de Bilhar
  9. F.D.P
  10. Eu Bebo pra Esquecer
  11. Velho Safado
  12. Strip & Blues
  13. Palavra do Mentor
  14. O Amor É Outra Coisa

Carnavelhas 2 - Do Love Story a Avenida São João - 2011[editar | editar código-fonte]

  1. "Intro - O Ébrio"
  2. "Marcha do diabo"
  3. "Um Chops e dois Pastel"
  4. "Praia de paulista"
  5. "São Paulo meu amor minha menina"
  6. "DNA de malandro" (participação de Nasi, Ex-IRA!)
  7. "Nos bares da Vila Madalena"
  8. "Feijuca na Madruga"
  9. "SP Pornô"
  10. "Em tese" (participação de Roger, Ultraje à Rigor)
  11. "Adão e Eva" (Participação de Paulo Miklos, Titãs)
  12. "Taca silicone na Japa"
  13. "A nêga"
  14. "Turnê do Chopp"
  15. "Eu nasci aqui"
  16. "Hino do Terra Nova"

Carnavelhas 3 - Bebadoriso - 2013[editar | editar código-fonte]

  1. "Pro Samba Continuar"
  2. "Proíbe Que Eu Gosto"
  3. "Marcha da Catifunda"
  4. "Carmemiranda"
  5. "Como Zé Bonitinho"
  6. "Samba do Mussum e do Seu Madruga"
  7. "Didi Mocó"
  8. "Síndrome da Velha Surda"
  9. "Ofélia, Eu?"
  10. "Marcha do Bullyng"
  11. "No Banco da Praça"
  12. "Eta Criola "Difíci""
  13. "Balança Mas Não Cai"
  14. "Hino da Eterna Bebedeira"

Todos Os Dias A Cerveja Salva Minha Vida - 2014[editar | editar código-fonte]

  1. "Balada para Charlie Harper"
  2. "P4U no meu C*"
  3. "Meus problemas com a bebida"
  4. "Matadora de aluguel"
  5. "Dedo duro, puxa-saco e covarde"
  6. "Kid Marreta"
  7. "Uma lágrima no rosto"
  8. "O que seria do rock"
  9. "Eu era mais feliz quando era triste"
  10. "Sexy Hot"
  11. "Você foi feita pra mim"
  12. "Rua da golada"

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Formação atual[editar | editar código-fonte]

Ex-integrantes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]