Velocidade de hemossedimentação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sedimentação do sangue anticoagulado

Velocidade de hemossedimentação (VHS) ou taxa de sedimentação de eritrócitos é a taxa na qual os eritrócitos precipitam no período de uma hora. Mede, portanto, o grau de sedimentação dos glóbulos vermelhos de uma amostra de sangue, num dado intervalo de tempo.

É um teste comum na hematologia, usado para uma medida não específica da inflamação. Trata-se de um teste muito sensível, embora não seja específico, e é frequentemente o primeiro indicador de doença, quando outros sinais químicos e físicos estão normais. A VHS comumente aumenta significativamente em doenças inflamatórias disseminadas. As elevações podem ser prolongadas em casos de inflamação localizada ou de câncer.


Objetivo[editar | editar código-fonte]

• Monitorar doença inflamatória ou maligna.

• Auxiliar na determinação e diagnóstico de doenças ocultas tais como tuberculose, necrose tecidual ou doença do tecido conectivo.

A VHS aumenta na gravidez, anemia, inflamação aguda ou crônica, tuberculose, paraproteinemias (especialmente mieloma múltiplo e macroglobulinemia de Waldeströn), febre reumática, artrite reumatoide e algumas malignidades.

A policitemia, anemia falciforme, hiperviscosidade e baixos níveis de fibrinogênio plasmático ou de globulina, tendem a deprimir o VHS.

Importante: Em pessoas saudáveis, o primeiro passo deve ser repetir o exame, pois muitas vezes o resultado do teste repetitivo é normal. Se o teste repetido também for alterado, pode haver uma doença subjacente. Quando maior for o valor da VHS, maior a chance de uma doença em fase aguda. Todas as doenças podem alterar a velocidade de hemossedimentação, desde uma gripe até o câncer. Portanto, trata-se de um exame inespecífico, ou seja, não permite fazer o diagnóstico de nenhuma doença. Diz apenas se a doença está ativa ou não. Logo, somente um exame médico permite dizer qual a doença que está causando alteração da hemossedimentação.

Na fase aguda das inflamações[editar | editar código-fonte]

Mediadores inflamatórios, especialmente a interleucina e o fator de necrose tumoral (FNT) fazem com que os hepatócitos produzam proteínas que são reagentes de fase aguda, tais como o fibrinogênio, a proteína C-reatina, a amiloide A, haptoglobina, complemento e ceruloplasmina. O fibrinogênio é muito eficiente em neutralizar as cargas de ácido siálico das hemácias, deixando a VHS elevada. Muitas proteínas do mieloma têm a mesma característica do fibrinogênio.

A VHS apenas reflete a atividade da doença. Quando está alta, significa que a doença está ativa; quando normal, a doença está sob controle.

Valor normal[editar | editar código-fonte]

Para mulheres:

  • Após uma hora: até 10 mm
  • Após duas horas: até 25 mm

Para homens:

  • Após uma hora: até 8 mm
  • Após duas horas: até 20 mm

(Em crianças, os valores variam de 3 a 13mm/h)

A VHS aumenta com a idade, em pessoas normais.

As fórmulas geralmente aceitas para determinar uma VHS aproximadamente "normal" são:

  • nos homens: idade/2
  • nas mulheres: (idade+10)/2.


Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.