Ver Sacrum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A revista Ver Sacrum (Primavera sagrada em latim, através de um poema de Ludwig Uhland), editada durante 1898-1903, foi o órgão oficial da Vereinigung Bildender Künstler Österreichs (associação de artistas visuais austríacos) que agrupou os membros da Secessão vienense. Estava destinada a circular apenas entre os membros da associação, pelo que atualmente é difícil de encontrar.

A revista declinou após a marcha os seus fundadores: Gustav Klimt, Koloman Moser e Josef Hoffmann.

As palavras Ver Sacrum também aparecem inscritas no lado esquerdo do Pavilhão da Secessão de Viena como homenagem à Antiguidade: fazem referência a um rito pelo qual cada certo número de anos, pro Primavera, os jovens da cidade ou tribo eram expulsos de modo a que fundassem uma nova. Este rito tinha caráter marcial, pois a criação de uma nova pátria implicava sempre algumas batalhas.

História[editar | editar código-fonte]

Como muitas outras revistas de princípios do século XX, Ver Sacrum visava fazer a conhecer novos estilos artísticos, usando para isso abundantes ilustrações; em concreto caracterizava-se pelo seu estilo angular e pelo constante trasfego de colaboradores.

O primeiro número, publicado em janeiro de 1898, continha textos de Hermann Bahr, Alfred Roller e Max Burckhard. Outros colaboradores seriam Rilke, Maeterlinck e Verhaeren.

O simbolismo da capa da revista foi ideia do redator chefe Alfred Roller: as raízes de uma árvore em flor, que porta nos seus ramos os escudos de armas da arquitetura, a pintura e a escultura.

Na primeira página, a silhueta de uma adolescente (obra de Josef Engelhart) personifica a Primavera sagrada. Outros motivos primaverais são as figuras femininas dançantes ou sonhadoras, os ramos em flor e os ornamentos florais de Koloman Moser, Josef Hoffmann, Joseph Maria Olbrich, Maximilian Lenz e outros. Também Gustav Klimt deve ser incluído, ilustrador da revista por um curto período de tempo.

Cumprida a sua missão inovadora, a partir de 1900 a publicação foi passando a um segundo plano. A partir do terceiro ano, foi publicada semestralmente em lugar de mensual, e com uma menor tirada.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Nebehay, Christian M (1977) [c1975], Ver Sacrum, 1898–1903, Nova Iorque: Rizzoli, ISBN 0-8478-0115-2  — contém textos e ilustrações da revista, bem como biografias dos seus principais colaboradores.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]