Verde rápido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Verde rápido
Alerta sobre risco à saúde
Fast Green FCF.png
Nome IUPAC ethyl-[4-[ [4-[ethyl-[(3-sulfophenyl)methyl]amino]phenyl]
-(4-hydroxy-2-sulfophenyl)
methylidene]-1-cyclohexa-2,5-dienylidene]-
[(3-sulfophenyl)methyl]azanium
Outros nomes Food green 3,
FD&C Green No. 3,
Green 1724,
Solid Green FCF, and
C.I. 42053
Identificadores
Número CAS 2353-45-9
PubChem 16888
SMILES
Propriedades
Fórmula molecular C37H34N2O10S3+
Massa molar 765.89 g/mol
Riscos associados
Frases R R36 R37 R38
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Verde rápido, também chamado Fast Green FCF, Food green 3, FD&C Green No. 3, Green 1724, Solid Green FCF, e C.I. 42053, é um corante alimentício verde mar triarilmetano de fórmula química C37H34N2O10S3 (normalmente é encontrado na forma de sal de sódio) e massa molecular 808.9 u.

Sua absorção máxima se dá a 625 nm.

Apresenta solubilidade em água de 16% em peso e em álcool de 0.35%.

Usos[editar | editar código-fonte]

Aditivo alimentar[editar | editar código-fonte]

Como aditivo alimentar seu número E é E143.

O verde rápido é pouco absorvido pelos intestinos. [1] Seu uso como corante alimentício é proibido na União Européia e alguns outros países. Pode ser usado para ervilhas verdes enlatadas e outros vegetais, gelatinas , molhos, peixe, sobremesas, e misturas secas para pães até um nível máximo de 100 mg/kg. [2]

Corante biológico[editar | editar código-fonte]

Verde rápido é recomendado como um substituinte do verde luz amarelado no corante tricromo de Masson, dado que sua cor é mais brilhante e menos propensa a decair. É usado como um corante quantitativo para histonas em pH alcalino após extração ácida de DNA. É também usado como um corante de proteínas em eletroforese.

É usado nos métodos de coloração de Johansen e Sass, com safranina, para coloração de tecidos vegetais.[3]

É também usado conjuntamente com a safranina para a detecção de cartilagem.[4]

Questões médicas[editar | editar código-fonte]

Além das questões já citadas, que levaram a sua proibição em diversos países, são estudados também seus efeitos em eventos sinápticos interneurônios.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Fast Green FCF. IPCS INchem. Página visitada em 2007-10-18.
  2. Fast Green FCF, INS: 143. Food and Agriculture Organisation of the United Nations. Página visitada em 2007-10-18.
  3. Selected staining methods for plant tissue - microscopy.berkeley.edu (em inglês)
  4. Rosenberg L. (1971). "Chemical Basis for the Histological Use of Safranin O in the Study of Articular Cartilage". J Bone Joint Surg Am. 53 (1): 69-82. PMID 4250366.
  5. Johannes A. van Hooft; Fast Green FCF (Food Green 3) inhibits synaptic activity in rat hippocampal interneurons; Neuroscience Letters, Volume 318, Issue 3, 1 February 2002, Pages 163-165 - www.sciencedirect.com (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Química A Wikipédia possui o:
Portal de Química


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde janeiro de 2008). Ajude e colabore com a tradução.
Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.