Verdelhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Verdelhos  
—  Freguesia  —
Brasão de armas de Verdelhos
Brasão de armas
Verdelhos está localizado em: Portugal Continental
Verdelhos
Localização de Verdelhos em Portugal
40° 22' 28" N 7° 28' 03" O
País  Portugal
Concelho CVL.png Covilhã
 - Tipo Junta de freguesia
Área
 - Total 36,49 km²
População (2011[1] )
 - Total 664
    • Densidade 18,2/km2 
Gentílico: Verdelhenses
Código postal 6200-821
Orago S.Pedro

Verdelhos conhecido por (Nova Iorque) é uma freguesia portuguesa do concelho da Covilhã, com 36,49 km² de área e 664 habitantes (2011). Densidade: 18,2 hab/km².

Pertenceu ao concelho de Valhelhas até à sua extinção em 24 de Outubro de 1855, passando a partir daí a fazer parte do município da Covilhã.[2]

HISTÓRIA

Numa expedição científica à Serra da Estrela, realizada em 1881, foram encontrados alguns vestígios de um castro luso-romano, o que prova que desde cedo o homem se fixou por aqui.

No século XIII, Verdelhos era já uma das paróquias iniciais da terra de Trassera, em cujo extremo norte se situava. Isso significa a precoce instituição da freguesia e da paróquia. No seu lugar principal, ergueu-se então um templo, que certamente não é o mesmo de hoje, dedicado ao padroeiro da freguesia, São Pedro.

A paróquia de Verdelhos já aparece, desta forma, no arrolamento mandado efectuar por D. Dinis em 1320-21 entre as chamadas "igrejas da Covilhã". Estava taxada, nessa altura, em vinte libras (quantia que, naquele contexto, era pouco significativa) e era uma igreja católica.

No século XVIII, Verdelhos era um priorado da apresentação do capitão-mor de Gonçalo, freguesia do concelho e distrito da Guarda. Tinha o pároco local a renda anual de cento e sessenta mil réis. Em termos administrativos, a freguesia pertenceu a Valhelhas até 24 de Outubro de 1855, passando nesta data, por extinção daquele concelho, para o da Covilhã.

ACTUALIDADE

Verdelhos é uma Freguesia do Concelho da Covilhã pertencente ao Distrito de Castelo Branco. Tem uma população de 876 habitantes e uma área de 31 Km2, é atravessada pelo Rio Beijames. A quinze quilómetros da sede do concelho, Verdelhos é constituída pelos lugares de Barreiros, Cova, Sarnadas e Borralheira.

Era uma aldeia com casas construídas em xisto, encontrando-se hoje bastante descaracterizada por novas construções.

Esta localidade é conhecida na região por Nova Iorque, e provavelmente por causa desta alcunha outras localidades na zona têm alcunhas de outras cidades americanas. Tendo esta designação sido usada inicialmente em tom de brincadeira pelos naturais desta freguesia desde os anos 60, e pela sua normal divulgação, existe hoje um elevado número de pessoas, que vulgarmente associam o nome de Nova Iorque à freguesia de Verdelhos.

O nome da freguesia, Verdelhos, está relacionado com uma característica dominante da sua paisagem, que na época de fundação da freguesia ainda devia ser mais marcante: o verde. Refere a "Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira" em relação ao assunto: "(Relaciona-se) com o termo verde, talvez no antigo e ainda de todo não extinto sentido de campo de erva ou de pastagem - aqui, "pequenos verdes" (sufixo - elho) e em acordo com a zona pastoril da Serra da Estrela. O topónimo deve, pois, aproximar-se, em sentido, de outros como Verdeal, Verdoejo, Verdugo, etc. Estes topónimos, bem como outros da Idade Média, remontarão, quanto mais antigos, ao século XII, quando se aforou Valhelhas e seu termo, a que Verdelhos pertenceu desde logo, pois que o povoamento do território desta freguesia poucas probabilidades tem de ser anterior."

A igreja paroquial, dedicada a São Pedro, é o maior bem patrimonial da freguesia de Verdelhos, não se sabe quando foi construída, já que o documento mais antigo data apenas de 1804.

A capela de São Romão encontra-se a dois quilómetros da povoação, tendo sido erguida de forma a servir de barreira à passagem de cães para a sede da freguesia, já que nessa altura grassava uma peste terrível. Ainda uma referência para a capela de Santo António, edificada junto ao cemitério e datando de 1760. Muito antiga é a ponte sobre o rio Beijames.

Em termos económicos, o destaque vai para o sector primário. Na agricultura, os principais produtos cultivados são o milho, a batata e o feijão. Na pecuária, o gado ovino e caprino. Aliás, em 1940 a freguesia tinha o maior contingente de ovelhas e cabras de todo o concelho, facto que ainda acontecia em 1970.

- Actividades Económicas:Agricultura, exploração florestal, construção civil, carpintaria, serralharia e comércio;

- Feiras:Mensal (3º Sábado do mês);

- Festas e Romarias:Nossa Senhora do Rosário (1º Domingo de Outubro) e São Romão (1º Domingo de Setembro);

- Património Cultural e Edificado: Igreja matriz, capela de Santo António, capela de São Romão, fonte das Duas Bicas, ponte sobre o rio Beijames, fonte do Outeiro e moinhos de água;

- Outros locais de interesse turístico: Lugares paisagísticos e margens do rio Beijames;

- Gastronomia: Carne de rês;

- Artesanato: Mantas de retalhos, bordados e latoaria;

- Instituições: Filarmónica de Verdelhos, Associação Desportiva e Cultural de Verdelhos, Grupo de Danças das Trancas, Rancho Folclórico Estrela da Beira, Centro Social e Cultural de Verdelhos, Jardim de Infância, a Escola E.B.1 de Verdelhos.

Referências

  1. População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano) (em português) Instituto Nacional de Estatística. Página visitada em 1 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013. "Informação no separador "Q601_Centro""
  2. Verdelhos Câmara Municipal da Covilhã. Página visitada em 19 de Novembro de 2013.


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.