Verpa conica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaVerpa conica
Verpa conica by Ron Pastorino.jpg

Classificação científica
Reino: Fungi
Filo: Ascomycota
Classe: Pezizomycetes
Ordem: Pezizales
Família: Morchellaceae
Género: Verpa
Espécie: V. conica
Nome binomial
Verpa conica
(O.F.Müll.) Sw. (1815)
Sinónimos

Verpa conica, é uma espécie de fungo da família Morchellaceae. Por vezes confundido com espécies do género Morchella, carateriza-se por ter um chapéu que se assemelha a um dedal ligado apenas ao topo do estipe.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Os corpos frutíferos têm um chapéu liso em forma de sino ou cónicos, e com 1,5 a cm de largura;[1] está unido apenas ao topo do estipe, e a orla do chapéu é livre - pendurada como uma saia. A face inferior do chapéu tem cor que vai de tons de camurça ao castanho escuro. O estipe, medindo a 5 a 11 cm de comprimento e 1 a 1,5 cm de espessura, é branco e mais estreito no ápice do que na base; a sua superfície é lisa ou ligeiramente aveludada.[2] É geralmente oco, embora nos espécimes jovens possa estar preenchido com uma hifa com aspecto algodoado. A trama é fina e frágil, e o chapéu é facilmente separado do estipe.

Arora nota que por vezes pode ser encontrada uma variedade com o chapéu enrugado, assemelhando-se um pouco com um Gyromitra.[3]

Caraterísticas microscópicas[editar | editar código-fonte]

Os esporos são elípticos, lisos, hialinos, com dimensões 28–34 por 15–19 µm. Os ascos têm dimensões típicas 500–550 por 21–27 µm, e oito esporos. As paráfises são em forma de bastão, ramificadas e septadas.[4]

Distribuição e habitat[editar | editar código-fonte]

Os indivíduos desta espécie crescem sozinhos, espalhados, ou em grupos no solo em florestas de madeira dura ou de coníferas, frequentemente em vales fluviais, ou ao longo das margens de cursos de água.[4] Frutifica frequentemente no final da primavera, geralmente próximo da época de Morchella. Está relatada a sua frutificação abundante no chaparral do sul da Califórnia.[3]

Comestibilidade[editar | editar código-fonte]

Embora alguns autores digam que este cogumelo é comestível,[5] [6] outros avisam que pode causar desconforto gastrointestinal.[7] Pode ser confundido com a espécie Verpa bohemica, cujo consumo não é recomendado.[8]

Referências

  1. a b Verpa conica (MushroomExpert.Com). Página visitada em 2009-03-23.
  2. Healy RA, Huffman DR, Tiffany LH, Knaphaus G.. Mushrooms and Other Fungi of the Midcontinental United States (Bur Oak Guide). Iowa City: University of Iowa Press, 2008. p. 297. ISBN 1-58729-627-6
  3. a b Arora D.. Mushrooms Demystified: a Comprehensive Guide to the Fleshy Fungi. Berkeley, Calif: Ten Speed Press, 1986. p. 795. ISBN 0-89815-169-4Google Books
  4. a b Tylutki EE.. Mushrooms of Idaho and the Pacific Northwest. Moscow: University Press of Idaho, 1979. p. 42. ISBN 0-89301-062-6
  5. Jordan, Michael. The Encyclopedia of Fungi of Britain and Europe. London: Frances Lincoln, 2004. p. 57. ISBN 0-7112-2379-3
  6. Weber NS, Smith AH.. The Mushroom Hunter's Field Guide. Ann Arbor, Mich: University of Michigan Press, 1980. p. 39. ISBN 0-472-85610-3 Google Books
  7. Hall IR.. Edible and Poisonous Mushrooms of the World. Portland, Or: Timber Press, 2003. p. 113. ISBN 0-88192-586-1
  8. McKnight VB, McKnight KH.. A Field Guide to Mushrooms, North America. Boston: Houghton Mifflin, 1987. p. 43. ISBN 0-395-91090-0 Google Books

Ligações externas[editar | editar código-fonte]