Versões da língua portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Dialetos da língua portuguesa. Pode-se discutir o procedimento aqui.
Editor, considere adicionar mês e ano na marcação. Isso pode ser feito automaticamente, com {{Fusão|1=Dialetos da língua portuguesa|2=Versões da língua portuguesa|{{subst:DATA}}}}.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde janeiro de 2011).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.

A norma do português do Brasil é diferente da norma usada em Portugal, nos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP), Timor-Leste e noutros territórios asiáticos (Macau, Goa, Damão, Diu). A escrita reflecte naturalmente essas diferenças: fonéticas, lexicais (vocabulário), morfo-sintácticas (construção da frase/sentença) semânticas e pragmáticas.

  • As diferenças ortográficas: são as que saltam imediatamente à vista e as que, aparentemente, podem criar mais problemas.
  • As diferenças lexicais: veja-se o caso de autocarro (Portugal) e ônibus (Brasil).

Ora, daqui decorre que, havendo designações diferentes para uma mesma realidade, as entradas ao serem grafadas numa das formas (por exemplo, sistema operativo ou astrónomo) anulariam qualquer pesquisa feita na outra grafia (p. ex. sistema operacional ou astrônomo).

Este problema pode ser resolvido desde que cada um crie uma entrada remissiva com a grafia alternativa. Ajuda se cada membro da comunidade conhecer minimamente as diferenças entre (ou no interior) das normas; e pode-se sempre colocar alguma dúvida que se tenha sobre o assunto à wiki comunidade.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) celebrou um acordo ortográfico que minimizou -- mas não eliminou por completo -- as diferenças entre as duas normas. A gramática do português também não é una, nem única. Respeitando, no entanto, "regras gramaticais" comuns e usando um nível de discurso minimamente cuidado muitas das diferenças podem ser atenuadas.

Sobre o projecto de acordo veja as seguintes remissões:

De qualquer forma, o que se passa com o português não é caso único. Noutras línguas de expressão universal passam-se fenómenos semelhantes. O exemplo mais aproximado talvez seja o do inglês -- que tem versões britânica, americana, australiana, entre outras.

É um argumento incorrecto dizer que a Língua Padrão é aquela que se fala nos países de origem da língua. É incorrecto, entre outras razões, porque muitas vezes os idiomas sofrem grandes mudanças nos próprios países de origem, sendo as outras versões as que mais traços conservam do idioma tradicional. É o que se passa, em certa medida, entre a Inglaterra e os Estados Unidos. No entanto, a Wikipédia não tem que ser escrita em "português padrão", conceito desprovido de qualquer base científica. Essa designação serve apenas para aludir à variante regional adoptada por razões burocráticas, como a língua-padrão normativa do País, e confunde-se muitas vezes, historicamente, com a língua falada pelas camadas cultas numa determinada área geográfica. No futuro, a Wikipédia terá cada entrada (os titulos dos artigos para redirecionamento, não os artigos em si) escrita nas principais variantes do português.

Ver também[editar | editar código-fonte]