Vespasiano Corrêa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Vespasiano Corrêa
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação 28 de dezembro de 1995 (18 anos)
Gentílico vespasianense
Prefeito(a) Aurio Coser (PP)
(2009–2012)
Localização
Localização de Vespasiano Corrêa
Localização de Vespasiano Corrêa no Rio Grande do Sul
Vespasiano Corrêa está localizado em: Brasil
Vespasiano Corrêa
Localização de Vespasiano Corrêa no Brasil
29° 04' 04" S 51° 51' 32" O29° 04' 04" S 51° 51' 32" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Centro Oriental Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Lajeado-Estrela IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes N: Dois Lajeados
S: Muçum
Leste: São Valentim do Sul
O: rio Guaporé (natural), Anta Gorda e Doutor Ricardo
Distância até a capital 150 km
Características geográficas
Área 113,887 km² [2]
População 1 974 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 17,33 hab./km²
Altitude 518 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,807 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 41 506,718 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 20 836,71 IBGE/2008[5]
Página oficial

Vespasiano Corrêa é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. A cidade é conhecida por ser a cidade-natal do técnico e ex-jogador de futebol Renato Gaúcho.

História[editar | editar código-fonte]

Foi colonizado por imigrantes italianos e polacos, conserva suas tradições gastronômicas onde a massa, o galeto e a polenta são lembrados nos jantares festivos e eventos comunitários. O churrasco herdado do costume dos gaúchos é bastante comum nos eventos promovidos pelas capelas do interior.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 29º04'03" sul e a uma longitude 51º51'33" oeste, estando a uma altitude de 518 metros. Sua população estimada em 2004 era de 2 180 habitantes.

Onde existem as depressões, a natureza ainda esta intacta. Lá estão as verdadeiras relíquias naturais. São cascatas, vales profundos, matas nativas ainda habitadas por aves silvestres e animais, entre eles: tatu, quati, macacos, graxaim, mão-pelada e jaguatirica. A cascata Rasga Diabo possui uma queda d'água de 135 metros, onde o acesso só é possível através de caminhadas.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município é de grande potencial turístico, pois além das belezas naturais em seu relevo, às margens do Rio Guaporé, passa a Ferrovia do Trigo, onde encontram-se vários túneis e o famoso Viaduto 13, com 509 metros de extensão e 143 metros de altura, o maior da América Latina e o segundo mais alto do mundo[carece de fontes?]

O município está situado às margens da RS-129 e seu acesso asfáltico é acompanhado de plátanos e hortênsias, que dão ao local um requinte de beleza e de harmonia. A cidade está a 695 metros em relação ao nível do mar e possui um clima agradável. As hortênsias também decoram a praça da igreja matriz.

Até 2002 havia corrida de carrinhos de lomba, onde participantes de várias regiões do estado vinham com seus carretos de madeira e rodas de rolamento, numa incrível descida de dois quilômetros na lomba de acesso à cidade, conhecida pelo seu aspecto de túnel e suas hortênsias e plátanos.

Hoje destaca-se a Expovespa, feira onde os vespasianenses expõem seu artesanato, seus produtos coloniais e sua gastronomia típica, e onde também ocorrem espetáculos e atrações regionais.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.