Vicentico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde julho de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Vicentico
Informação geral
Nome completo Gabriel Julio Fernández Capello
Também conhecido(a) como Vicentico
Nascimento 24 de julho de 1964 (50 anos)
Origem Buenos Aires
País  Argentina
Gênero(s) Rock
Pop Rock
Reggae
Ska
Ocupação(ões) Cantor
Compositor
Ator
Produtor
Instrumento(s) Voz, Guitarra, Teclados
Período em atividade 1985 - atualmente
Gravadora(s) Sony Music
Afiliação(ões) Los Fabulosos Cadillacs
Andrés Calamaro
Fito Páez
Diego Torres
Kevin Johansen
Julieta Venegas
Página oficial www.vicentico.com

Gabriel Julio Fernández Capello "Vicentico" (24 de julho de 1964, Buenos Aires, Argentina) é um músico e compositor de nacionalidade argentina.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Vicentico foi co-fundador e vocalista da banda de rock argentina Los Fabulosos Cadillacs, junto com Flavio Cianciarullo. Pertenceu a este grupo desde sua criação, em 1984, até o ano 2001, quando começou sua carreira solo. O cantor é casado com a atriz argentina Valeria Bertuccelli, com quem tem dois filhos.

Em Vicentico (2002), seu primeiro disco solista, o cantor se manifesta com uma série interminável de ritmos, que vão desde o rock - ainda imerso pela proposta musical de sua antiga banda - passando pela bossa nova, pela canção cigana e pelas baladas. Os tambores, muito presentes em quase todo o disco, dão à voz de Vicentico uma identidade única, transformando, desta maneira, em um álbum excepcional que conta com doze temas, dos quais onze são de sua autoria.

A primeira música de divulgação é "Se Despierta La Ciudad", uma faixa que mostra a força que qualquer intérprete queria para si mesmo, resultando em um grande sucesso. A música é um despertar para a realidade, abordando basicamente o pânico que se vive no cotidiano da cidades e de como muitas vezes, em meio a esta grande incongruência que vivemos, tudo começa a se confundir e não sabemos bem que é a vítima e quem é agressor. E não fica claro se aquele que rouba é um vilão ou alguém que não lhe resta outra opção.

Para o álbum Los Rayos (2004), seu segundo trabalho, o acompanham: Dani Buira (bateria e percussão), Daniel Castro (baixo e contrabaixo), Marcelo Muir (guitarras e coros), Juampi Di Saverio (coros). E uma coletivo de colaboradores integrados por: Ervin Stutz (trompete e trombone), Alejo von der Pahlen (saxofone soprano, alto, tenor, barítono e flauta) e Juan Scalona (trombone). Mais a participação especial de Flavio Cianciarulo (baixo), na faixa "Tiburón" e Julieta Venegas (voz e acordeão), na faixa "El Tonto".

O terceiro álbum solista foi Los Pájaros (2006), com a produção do próprio Vicentico, contou com alguns convidados, como Andrés Calamaro, Gringui Herrera, Lucho González, Daniel Melingo, Florián Fernández Capello, Flavio Cianciarulo y Valentino.

Em 2010 publicou seu quarto disco de estúdio intitulado Sólo Un Momento.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Vicentico (2002)
  • Los Rayos (2004)
  • Los Pájaros (2006)
  • Sólo Un Momento (2010)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • 1.000 Boomerangs (1995)
  • Silvia Prieto (1998)
  • Historias De Argentina En Vivo (2001)
  • Los Guantes Mágicos (2003)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.