Vigias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Vigias ou Vigilantes eram assim chamados os anjos descritos nos livros apócrifos de Enoque.

Estão divididos em dois grupos: os Santos vigias e os "grigori".

Os nephilim são os 200 anjos que foram enviados à terra e se misturaram com as filhas dos homens.

Segundo Enoch 7:9 os líderes destes anjos seriam: Samyaza, que era o seu principal, Urakabarameel, Akibeel, Tamiel, Ramuel, Danel, Azkeel, Saraknyal, Asael, Armers, Batraal, Anane, Zavebe, Samsaveel, Ertael, Turel, Yomyael, Azazyel (Também conhecido como Azazel). Estes eram os perfeitos de 200 anjos, e o conhecimento estava com eles.

A lenda dos Santos Vigias[editar | editar código-fonte]

No Monte Hérmon -que significa o monte do acordo/aliança- os 200 principais grigori "olharam as filhas dos homens e acharam que estas eram agradaveis aos seus olhos as desejaram." Neste lugar eles fizeram um acordo entre eles. Todos eles sairiam e tomariam para si as filhas dos homens, todas as que desejassem, e se fossem punidos por isso, todos aceitariam o castigo por igual.

Os sete santos vigias foram depois enviados por Deus para castigar e tentar reorganizar o caos que os nephilim, filhos dos grigori com as filhas dos homens, causaram na terra. Na verdade os Nephilins eram os filhos que nasceram da união entre os humanos e os anjos rebelados.

Segundo os livros de Enoque estes santos vigias eram liderados por Miguel. Entre os seus seis companheiros, todos eles Arcanjos, estava Rafael, Gabriel, Uriel e Sariel.

Estes santos vigias são mencionados varias vezes na Bíblia e em outros livros de Enoque e Jubileus. Na Bíblia são chamados de os sete anjos do apocalipse (Apocalipse) ou simplesmente vigias (Jeremias 31:6 | Daniel 4:17 | Miqueias 7:14)*