Viktor Chernomyrdin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Viktor Chernomyrdin
Виктор Черномырдин
Primeiro-Ministro da  Rússia
Período de governo 14 de dezembro de 1992
23 de março de 1998
Antecessor(a) Yegor Gaidar
Sucessor(a) Serguei Kirienko
Vida
Nascimento 9 de abril de 1938
Oblast de Oremburgo
 União Soviética
Morte 3 de novembro de 2010 (72 anos)
Moscou,  Rússia
Dados pessoais
Profissão mecânico, político, embaixador

Viktor Stepanovich Chernomyrdin (em russo: Ви́ктор Степа́нович Черномы́рдин) (Oremburgo, 9 de abril de 1938Moscou, 3 de novembro de 2010) foi primeiro-ministro russo entre 1992 e 1998, o segundo homem mais influente dentro do círculo de Boris Yeltsin, além de fundador da companhia Gazprom. Atuou como embaixador na Ucrânia entre 2001 e 2009.
Foi um dos responsáveis pela transição do socialismo para o livre mercado na Rússia. Seu modo atrapalhado e confuso de falar, repleto de erros e ambiguidades, ficou muito conhecido na Rússia e caracterizou o premier, muitas de suas frases tornaram-se clichês.

Cquote1.svg O governo não é aquele órgão onde, como dizem, só se mete a boca. Nós queríamos o melhor, mas veio o de sempre. Cquote2.svg
V.S. Chernomyrdin

Faleceu em novembro de 2010, após um câncer, e abalado com a morte da esposa, ao lado da qual foi enterrado, em um funeral exibido ao vivo pelos principais canais estatais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Juventude e Ministério[editar | editar código-fonte]

Viktor Chernomyrdin nasceu em 9 de Abril de 1938, em uma família de cinco irmãos do Oblast de Oremburgo. Em 1957, aos 19 anos, tornou-se mecânico em uma refinaria de petróleo nos limites da cidade de Orsk. Em 1961, ingressou no Partido Comunista. Entre 1973 e 1978, Chernomyrdin foi o chefe de operações de gás natural em Oremburgo. Em 1982, foi nomeado Ministro das Indústrias de Gás Natural para toda a URSS, primeiro cargo federal de Chernomyrdin.

Gazprom[editar | editar código-fonte]

Em 1989, Chernomyrdin dissolveu o ministério que chefiava, e o transformou em uma companhia estatal, fundando a Gazprom. Em 1992, o presidente russo Boris Yeltsin nomeia Chernomyrdin como seu primeiro-ministro, e a influência da Gazprom cresce imensamente. Em 1995, Chernomyrdin foi o responsável pelas negociações com o líder terrorista Shamil Bassaiev, que levaram ao cessar fogo durante a Primeira Guerra da Chechênia. Em 1998, diante de uma profunda crise, Chernomyrdin renuncia repentinamente ao cargo, mesmo com o apelo de Yeltsin, que pede que Chernomyrdin fique, em troca de nomeá-lo como seu sucessor para a presidência. Após a rejeição de Chernomyrdin e a impaciência da Duma com a indicação do novo premier, Boris Yeltsin nomeia Evgueni Primakov como o novo primeiro-ministro e sucessor de Chernomyrdin.

Carreira Diplomática[editar | editar código-fonte]

Em 1999, Chernomyrdin foi o representante da Rússia na Guerra da Iugoslávia, e aconselhou Slobodan Milosevic a assinar o armistício e permitir que a ONU controlasse Kosovo. No mesmo ano, tornou-se membro da Duma.
Em 2001, Vladimir Putin nomeia Chernomyrdin como embaixador russo na Ucrânia, ação que causou controvérsias, enquanto a imprensa acusava Putin de tentar afastar o antigo primeiro-ministro da política russa. Em 2009, Chernomyrdin criou uma tensão diplomática entre Rússia e Ucrânia, quando deu a entender que o país rejeitava as propostas russas para se aproximar do Ocidente. Semanas mais tarde, as autoridades ucranianas afirmaram que prefiriam que Chernomyrdin abandonasse a embaixada, o que aconteceu meses depois. O presidente russo Dmitri Medvedev nomeou Chernomyrdin como conselheiro presidencial para assuntos econômicos com outras nações da CEI. Mesmo afastado da Ucrânia, Chernomyrdin continuou a maldizer as autoridades através de indiretas, afirmando que "a Rússia apreciaria muitíssimo se a Ucrânia começasse a pagar pelo gás que importa".

Morte[editar | editar código-fonte]

Chernomyrdin morreu na manhã de 3 de Novembro de 2010, de complicações de um câncer. O local onde o primeiro-ministro morreu foi estranhamente omitido nos noticiários. Segundo pessoas próximas, como o cantor Lev Leschenko, Chernomyrdin estava muito deprimido com a morte da esposa Valentina, ocorrida meses antes.
Na chuvosa tarde de 5 de Novembro, Chernomyrdin foi enterrado no cemitério de Novodevitchy, ao lado da esposa. Logo após a morte do premier, o presidente Dmitri Medvedev teria ordenado à televisão estatal que apresentasse o funeral ao vivo em todos os canais, o mesmo havia acontecido recentemente após as mortes de Boris Yeltsin e Aleixo II. Viktor Yanukovych, presidente da Ucrânia, divulgou suas condolências oficiais.

Frases famosas[editar | editar código-fonte]

  • É preciso nascer no carisma.
  • Nós só temos um caminho para seguir, o certo.
  • Melhor que a vodka não há nada pior!
  • Nós passamos por todos os pontos, de A a B.
  • Nós vamos viver mal por tanto tempo que nossos netos vão nos invejar.
  • Eu sei falar qualquer língua com qualquer um, mas eu prefiro ignorar essa habilidade.
  • Os princípios que eram principais eram tão sem princípios.
  • Ainda dá tempo de conservar a face, o pior é conservar as outras partes.
  • A mão de quem está coçando? Seja lá quem for, coce em outro lugar.
  • Não vou falar muito, mas posso repetir.
  • Precisamos fazer o que é preciso.
  • Minha vida é uma atmosfera de gás e petróleo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.