Viktoria Mullova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Viktoria Mullova (Moscovo, 27 de Novembro de 1959 - ) é uma violinista russa.

É conhecida por suas performances e gravações de concertos para violino, composições de J.S. Bach, e suas interpretações inovadoras de composições de jazz de Miles Davis, Duke Ellington, The Beatles, entre outros.

Mullova nasceu em Zhukovsky, perto de Moscovo, na Rússia.[1] Depois de estudar na Escola Central de Música de Moscovo e no Conservatório de Moscovo sob Leonid Kogan, ganhou o primeiro prêmio no Concurso International Jean Sibelius 1980 de Violino em Helsínquia e a Medalha de Ouro no Concurso Internacional Tchaikovsky em 1982. Em 1983 fugiu da Rússia, através da Suécia, e obteve cidadania americana. [2]

Mullova fez várias gravações, incluindo seu primeiro lançamento do Tchaikovsky e Jean Sibelius concertos para violino, que foi premiado com o Grand Prix du Disque da Academia Charles Cros.

Ela formou o Mullova Chamber Ensemble em meados da década de 1990. O conjunto fêz atuações em Itália, Alemanha e Holanda e gravou os concertos para violino de Bach para a editora Philips Classics. Foi nomeada para um Grammy Award em 1995 por sua gravação de Partitas de Bach, e ganhou um prêmio Echo Klassik 1995. A sua carreira internacional como solista incluiu performances com a Royal Concertgebouw Orchestra, a Philharmonia, a Vienna Symphony, a Montreal Symphony Orchestra, a San Francisco Symphony e a Bavarian Radio Symphony Orchestra. Mullova toca com o 'Jules Falk Stradivarius de 1723 um violino feito por Giovanni Battista Guadagnini.

Mullova atualmente mora em Holland Park, Londres, Inglaterra com o marido, o violoncelista Matthew Cevada e três filhos: Misha, de seu relacionamento com Claudio Abbado, Katia, de seu relacionamento com Alan Brind, e Nadia, de seu casamento com Cevada.[3] [4]

Discografia selecionada[editar | editar código-fonte]

  • Beethoven Violin Sonatas Nos. 3, 9 (Onyx 4050). With Kristian Bezuidenhou; 2010
  • JS Bach Sonatas & Partitas for violin solo (Onyx 4040); 2009
  • JS Bach Sonatas for violin and harpsichord (Onyx 4020). With Ottavio Dantone; 2007
  • Vivaldi 5 violin concertos (Onyx 4001). With Il Giardino Armonico; 2005
  • Beethoven and Mendelssohn Violin Concertos (Philips, 473 872-2). With Orchestre Révolutionnaire et Romantique/John Eliot Gardiner; 2003
  • Mozart: Violin Concertos Nos. 1, 3-4 (Philips, 470 292). With Orchestra of the Age of Enlightenment; 2002
  • Through the Looking Glass (Philips, 464 184-2). With Matthew Barley and Between the Notes; 2000
  • Bartók and Stravinsky Violin Concertos (Philips, 456 542-2). With Los Angeles Philharmonic Orchestra/Esa-Pekka Salonen; 1997
  • Brahms Violin Sonatas (Philips, 446 709-2). With pianist Piotr Anderszewski; 1997

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. John Woodford. (2001). "Through the Looking Glass with Viktoria Mullova". MusicTeachers.co.uk Online Journal 2 (8).
  2. [1] Iltalehti: Viktoria Mullova loikkauksestaan: Vihdoin voin lopettaa valehtelemisen 2008-09-13
  3. Ian Phillips. "Reflections to Mullova", The Evening Standard, 7 July 2000. Página visitada em 2007-08-30.
  4. Tim Ashley. "And this one's by the Bee Gees", The Guardian, 2 February 2001. Página visitada em 2007-08-30.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]