Vila Sabrina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vila Sabrina
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Dia Oficial: 23 de setembro
Fundação: 23 de Setembro de 1956 (56 anos)
Distrito: Vila Medeiros
Subprefeitura: Vila Maria
Região Administrativa: Nordeste

A Vila Sabrina é um bairro da cidade de São Paulo, situado no distrito da Vila Medeiros, na zona norte da cidade.

História[editar | editar código-fonte]

O bairro nasceu de um sítio da Água Comprida, uma área que era um varjão grande, terreno plano cercado de mato de todos os lados e que servia de pasto, e pertencia aos imigrantes italianos Francisco Batista Giobbi e Vicente Huet de Bacelar Junior.

Em 1956, eles decidiram lotear e vender terrenos da fazenda, que Francesco registrou pela lei municipal nº551 vigente naquele tempo. A fundação ocorreu o dia 23 de setembro. O nome Sabrina foi inspirado em uma artista italiana que fazia turnê pelo Brasil naquele ano, do qual Francesco era admirador.

Seus primeiros moradores foram italianos e portugueses e logo vieram os japoneses e nordestinos brasileiros.[carece de fontes?] O fato é que o empreendimento deu certo e a vila cresceu e se integrou à zona norte. Em seu início, foi conhecida como a princesinha da zona norte, cujo apelido lhe foi outorgado por ser um dos bairros mais jovens da zona norte.[carece de fontes?] Outro motivo da alcunha é o grande número de praças existentes nos 12 km quadrados do bairro.

A energia elétrica só veio para o bairro no ano de 1957. Um ano depois foi a vez das ruas serem iluminadas. O comércio começou com a padaria, em 1957 na praça Dourado, e na mesma praça a Vila Sabrina ganhou o seu primeiro empório as Lojas Yonei.

O primeiro ônibus veio em 1959 e vinha como Praça Clóvis Catumbi. Ele foi apelidado pelos moradores da época como Cangaceiro, porque pulava muito e fazia muito barulho.[carece de fontes?]

Primeira rua habitada foi a rua 12, hoje mais conhecida como Avenida Jardim Japão.

Nela tem nove praças para o lazer da Comunidade, também tem quatro escolas sendo, duas escolas do Estado e duas do Município. Onde a primeira escola a ser construída no bairro foi o colégio ENEÁS, que foi fundada em 03/08/1960 ao lado da praça Dourado, hoje mais conhecida como praça Ângelo Conti, e a estrutura da Escola era de madeira. E 1 posto de saúde.

Com uma extensão de aproximadamente 12km, seu zoneamento é do tipo 2, ou seja, não pode haver prédios somente sobrados. Atendida pelo 6º Batalhão de policia.

Escolas[editar | editar código-fonte]

Escolas Públicas[editar | editar código-fonte]

  • E.E. Enéas Aguiar Carvalho (1ª série a 8ª série e 1º ano do ensino médio ao 3º ano do ensino médio)
  • E.E. Profº Lael de Moura Prado (1ª série a 4ª série)
  • E.E. Profº Vítor dos Santos Cunha (5ª série a 8ª série e 1º ano do ensino médio ao 3º ano do ensino médio)
  • E.E. Profº Francisco da Costa Guedes (5ª série a 8ª série e 1º ano do ensino médio ao 3º ano do ensino médio)
  • E.E. Profª Maria Antonieta de Castro (5ª série a 8ª série)
  • E.E. Profª Maria Montessori (5ª série a 8ª série e 1º ano do ensino médio ao 3º ano do ensino médio)

Escola Particulares[editar | editar código-fonte]

  • E.P.J São Francisco de Paula
  • E.P.J Santa Rita de Cássia
  • E.P.J Achyropita
  • E.P.J Adriana Sodré

Pré-Escolas[editar | editar código-fonte]

  • E.M.E.I. Profª Maria Isabel Pacheco de Almeida Ribeiro

Veja também[editar | editar código-fonte]

  • Vila MedeirosUm dos maiores centros comerciais de São Paulo, situado na zona norte de São Paulo.
Ícone de esboço Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.