Villa Saraceno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem: Cidade de Vicenza e Villas de Palladio no Véneto A Villa Saraceno está incluída no sítio Cidade de Vicenza e Villas de Palladio no Véneto, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg
Fachada da Villa Saraceno.

A Villa Saraceno é uma villa italiana do Véneto, situada em Finale di Agugliaro, Província de Vicenza. A villa, um dos primeiros trabalhos de Andrea Palladio, foi projectada pelo arquitecto em 1543 e construída por volta de 1548, recebendo o nome da aristocrática família que a encomendou.

A villa está classificado, desde 1996, como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, juntamente com as outras villas palladianas do Véneto.

História[editar | editar código-fonte]

Planta da Villa Saraceno desenhada por Ottavio Bertotti Scamozzi em 1778.

Na década de 1540, Andrea Palladio foi chamado, por Biagio Saraceno, a intervenir em Finale di Agugliaro numa casa de lavoura pré-existente, propriedade da família havia tempo. É possível que o projecto previsse uma reestruturação que incluisse a dita granja. Em 1570 o edifício foi ilustrado num estado imaginário na influente publicação do arquitecto intitulada I Quattro Libri dell'Architettura[1] , apresentando o edifício fechado entre dois grandes barchesse em ângulo recto. No entanto, a villa tinha sido construída numa forma mais modesta, sem as características alas do arquitecto. As razões disso não estão de todo claras, mas provavelmente referem-se ao facto de que existia uma granja activa no lugar. É um facto que nunca se efectuou uma reestruturação global e que a intervenção palladiana se circunscreveu ao edifício senhorial: no lado direito do pátio os edifícios ainda são quatrocentistas, enquanto que a barchessa, que os liga ao edifício senhorial, foi construída no início do século XIX. Seja como for, o corpo da villa é um dos êxitos mais felizes entre as realizações palladianas da década de 1540.

Fachada traseira da Villa Saraceno.

A datação do início das obras coloca-se no período de tempo que transcorre entre duas estimativas fiscais: na primeira, de 1546, ainda é citado o edifício senhorial pré-existente, enquanto que na segunda, datada de 1555, é descrita a nova villa palladiana. É possível que a construção remonte a 1548, quando Biagio Saraceno adquiriu um importante cargo político na cidade. De qualquer modo, só trinta anos mais tarde é que Pietro Saraceno, filho de Biagio, realizou os estuques do interior e começou o programa decorativo, talvez devido a Domenico Brusasorzi.

A villa degradou-se por falta de reparações no século XX, mas manteve parte dos seus afrescos originais. Foi adquirida em 1989 pela organização benemérita britânica chamada Landmark Trust. No ano de 1994, o Trust tinah completado o seu restauro, convertendo a propriedade, que inclui edifícios agrícolas adjacentes não palladianos, numa casa de férias para 16 pessoas. O restauro foi louvado pela sua sensibilidade e, desde 1996, a villa passou a desfrutar dum nível de protecção adicional, ao ser conservada como um dos edifícios que forma o lugar Património da Humanidade intitulado Cidade de Vicenza e Villas de Palladio no Véneto. As divisões principais da villa estão abertas ao público de forma limitada, mas o Trust atraiu algumas críticas no passado por não promover o edifício como parte do Lugar Património da Humanidade[2] .

Em 2008, o Landmark Trust anunciou que celebraria o aniversário do nascimento de Palladio com um novo guia, de 5 euros, para a Villa Saraceno, em inglês e italiano, e que ampliaria as oportunidades de visita[3] .

Detalhes arquitectónicos[editar | editar código-fonte]

De extraordinária simplicidade, quase ascético, o edifício é um puro volume construído em tijolos e gesso, onde qualquer elemento decorativo é banido e o raro emprego de pedra trabalhada é limitado aos elementos arquitectónicos mais significativos (como janelas e portões) e às partes estruturais.

É somente o desenho do arquitecto a infundir magnificência ao edifício, apesar das dimensões reduzidas, derivando os próprios elementos do templo romano antigo: o piano nobile é elevado da terra e pousa sobre um pódio, onde encontram espaço as adegas; a loggia na fachada é coroada por um frontão triangular. Pequenas janelas iluminam os sótãos, onde era armazenado o grão.

Também na planta a villa é duma simplicidade desarmante: dois ambientes menores destinados a acolher as escadas determinam a forma em "T" da sala, em cujos lados estão dispostos dois pares de salas ligadas por relações proporcionais.

Referências

  1. I Quattro Libri dell'Architettura, Veneza, 1570, livro II, p. 56. Esta referência pertence ao segundo livro da primeira edição, que foi escrito no italiano do autor. Desde o século XVIII a obra teve várias traduções em inglês: a primeira foi publicada por Giacomo Leoni, e logo foi seguida pela que poderia dizer-se superior versão de Isaac Ware. O livro ainda está disponível em inglês ISBN 0-486-21308-0 ou ISBN 978-0-486-21308-8. Em España teve várias traduções, sendo a última a da Universidade de Leão no ano de 2003.
  2. [1] Informação da UNESCO obtido em 16 de Fevereiro de 2008
  3. landmarktrust.org

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Villa Saraceno


Palácios e Villas de Andrea Palladio Andrea Palladio
Palácios: Basilica PalladianaCasa CogolloPalazzo AntoniniPalazzo Barbaran da PortoPalazzo del CapitaniatoPalazzo ChiericatiPalazzo CivenaPalazzo Dalla TorrePalazzo PojanaPalazzo Porto (Contrà Porti)Palazzo Porto (Piazza Castello)Palazzo PretorioPalazzo SchioPalazzo ThienePalazzo Thiene Bonin LongarePalazzo Valmarana
Villas: Villa AngaranoVilla ArnaldiVilla BadoerVilla BarbaroVilla CaldognoVilla CapraVilla ChiericatiVilla ContariniVilla CornaroVilla EmoVilla Forni CeratoVilla FoscariVilla Gazzotti GrimaniVilla GodiVilla PioveneVilla Pisani (Bagnolo di Lonigo)Villa Pisani (Montagnana)Villa PojanaVilla Porto (Molina di Malo)Villa Porto (Vivaro di Dueville)Villa RepetaVilla SaracenoVilla SeregoVilla Thiene (Quinto Vicentino)Villa Thiene (Cicogna)Villa Trissino (Cricoli)Villa Trissino (Meledo di Sarego)Villa Valmarana (Lisiera)Villa Valmarana (Vigardolo)Villa Zeno