Village People

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Village People
Da esquerda para direita: Randy Jones, Glenn Hughes, Felipe Rose, Victor Willis, David Hodo, Alex Briley em 1978
Informação geral
Origem Greenwich Village, Nova Iorque, Nova Iorque
País  Estados Unidos
Gênero(s) Disco
Período em atividade 1977 - presente
Gravadora(s) Casablanca Records
Black Scorpio
Polygram
RCA
Página oficial www.officialvillagepeople.com
Integrantes
Felipe Rose
Alex Briley
David "Scar" Hodo
G. Jeff Olson
Eric Anzalone
Ray Simpson
Ex-integrantes
Victor Willis
Randy Jones
Glenn Hughes
Ray Stephens
Mark Lee
Miles Jaye

Village People é um grupo disco norte-americano, mais conhecido pelos seus mega-hits mundiais Macho Man e Y.M.C.A., ambos de 1978.

O grupo, surgido em boates gays nos Estados Unidos, foi criado entre 1976 e 1977 pelos produtores Jacques Morali e Henri Belolo. O nome originou-se do reduto gay de Nova Iorque na época, o Greenwich Village, e a banda ficou conhecida por apresentar-se com fantasias que evocavam símbolos de "masculinidade": um policial (Victor Willis), um índio norte-americano (Felipe Rose), um cowboy (Jeff Olson), um operário (David "Scar" Hodo), um soldado (Alex Briley) e um motociclista (Glenn Hughes).

As suas animadas músicas continham temas homossexuais com ironias sutis, nem sempre percebidas pelos ouvintes heterossexuais da época. O hit Macho Man, de 1978, e seu videoclipe à época, onde aparecem vestidos como tipos "másculos", é um exemplo.

O sucesso aconteceu primeiro na Inglaterra, em 1977, com "San Francisco (You've Got Me)". Nos Estados Unidos, o sucesso veio em 1978, com "Macho Man". O grupo lançou também "Y.M.C.A.", "In The Navy", "Go West" (regravada em 1993 pela dupla inglesa Pet Shop Boys) e várias outras que também alcançaram êxito. Em 1980, apareceram no filme baseado na história do grupo, chamado "Can't Stop the Music", que venceu e recebeu o troféu irônico Framboesa de Ouro, na categoria pior filme do ano.[1] A premiação ocorreu em 31 de março de 1981, em Los Angeles, EUA.[1] Este filme foi indicado também em várias categorias desta premiação, como pior ator, pior atriz, pior diretor, pior atriz coadjuvante e pior canção original.[1]

Em 1995, Glenn Hughes foi substituído por Eric Anzalone. Os integrantes actuais do Village People são Felipe Rose (índio), Alex Briley (soldado), David "Scar" Hodo (operário), Jeff Olson (cowboy), Ray Simpson (policial, no lugar de Victor Willis) e Eric Anzalone (motociclista, no lugar de Glenn Hughes).

Em 2001, Glenn Hughes, o motociclista original do grupo, faleceu (vítima de câncer no pulmão). Jacques Morali, o fundador do grupo faleceu em 1991, vítima da AIDS. O produtor e empresário Henri Belolo continua actuando no mercado fonográfico, como um dos donos do selo francês Scorpio Music. A Black Scorpio, que nos anos 70 e 80 lançou os discos do Village People, é uma de suas afiliadas.[2]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Álbum Ano de
lançamento
Village People 1977
Macho Man 1978
Cruisin' 1978
Go West 1979
Live and Sleazy 1979
Can't Stop the Music 1980
Renaissance 1981
Fox on the Box 1982
In the Street 1983
Sex Over the Phone 1985

Compilações e demais álbuns[editar | editar código-fonte]

  • 1984 - Live: Seoul Song Festival
  • 1986 - Yule Log: A very Village People Christmas
  • 1988 - Greatest Hits
  • 1989 - Greatest Hits '89 Remixes
  • 1994 - The Best of Village People
  • 1998 - The Very Best Of
  • 2001 - 20th Century Masters, The Millennium Collection ... The Best of Village People Sex
  • 2011 - Vilage of de HSBC;... My Friend Selegatto

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c 1st Golden Raspberry Awards (em inglês). Página visitada em 26 de fevereiro de 2012.
  2. Scorpio Music (em inglês). Página visitada em 26 de fevereiro de 2012.